A concepção de mulher retratada pelos diferentes gêneros musicais: propostas de pesquisas em políticas de identidades e identidades políticas

Diego Azevedo Godoy, Célia Regina Rossi

Resumo


Esta pesquisa se fundamenta pela ótica da Psicologia Social Dialética de Lane (1984), passando por autores como: Goffman (1977), (2004), Ciampa (1977), (2002), Honneth (2003), Habermas (1983) e principalmente os pressupostos da teoria da Identidade de Ciampa (2007). O objetivo dessa pesquisa tem como foco a busca pela compreensão de como o feminino é retratado por diferentes estilos/gêneros de música do Brasil. A metodologia que amparará esse estudo é qualitativa. Começando através de uma perspectiva histórica e bibliográfica, levantando dados de obras publicadas, logo a metodologia passará por uma segunda etapa, onde o campo será as entrevistas de narrativas de histórias de vida profissional de musicistas femininas dos diferentes estilos/gêneros estudados, para obter uma escuta ativa da própria autora feminina que constrói/retrata os vários femininos em sua musica, dando ênfase no âmbito dos estudos das Políticas de Identidades e Identidades Políticas.


Palavras-chave


Identidade. Políticas de identidade. Musica. Feminino.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, J. A. M. Sobre a anamorfose: identidade e emancipação na velhice. Tese de doutorado em Psicologia Social. São Paulo: PUC, 2005.

BERGER, L. P. Indivíduo e sociedade. In: Berger, L. P. El dosel sagrado. Buenos Aires: Amorrortu, 1971. Cap. 1.

BERGER, L. P.; LUCKMANN, T. A construção social da realidade: tratado de sociologia do conhecimento. 10. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1985.

CIAMPA, A. C. Identidade. In: LANE, S. T. M; CODO, W. (org.) Psicologia social: o homem em movimento. 1ªed. São Paulo: Brasiliense, 1984. p. 58-75.

CIAMPA, A. C. Políticas de identidade e identidades políticas. In: DUNKER, C. I. L; PASSOS, M. C. (Orgs.). Uma psicologia que se interroga: ensaios. São Paulo: Edicon. 2002. p. 133-144.

CIAMPA, A. C. A estória do Severino e a história da Severina: um ensaio de psicologia social. 9ª ed. São Paulo: Brasiliense, 2007.

DECOME POKER, C. T. O que eu fiz com o que as instituições fizeram de mim? A história de Molly e sua luta por emancipação frente às políticas de identidade no acolhimento institucional. 2014, 237p. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo. 2014.

FARIA, E.; SOUZA V. L. T. Sobre o conceito de identidade: apropriações em estudos sobre formação de professores. Revista Semestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo, v. 15, n. 1, p. 35-42, jan./jun., 2011.

FALCHI, C. A. As sexualidades no âmbito escolar. Respostas científicas e históricas transformadas em questionamentos e problematizações. In: Anais do VII Seminário de Pós-graduação em Filosofia da UFSCAR, 2011, São Carlos, UFSCAR.

FIGUEIREDO, A. A. F.; QUEIROS T. N. A utilização de rodas de conversa como metodologia que possibilita o diálogo. In: Anais eletrônicos do Seminário internacional Fazendo o Gênero 10, desafios atuais dos feminismos. ISSN 2179-510x. 2012, Florianópolis, p. 1.

GOFFMAN, E. Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. Rio de Janeiro, Zahar, 1975.

GOFFMAN, E. A representação do Eu na vida cotidiana. 10ª ed. Petrópolis, Vozes, 2002, 273 p.

HABERMAS, J. Para a reconstrução do materialismo histórico. São Paulo: Brasiliense. 1983, 247 pg.

HONNETH, A. Luta por reconhecimento: a gramática moral dos conflitos sociais. 1ª ed. São Paulo: Editora 34, 2003, 296 pg.

LANE, S. T. M. Consciência/Alienação: a ideologia no nível individual. In: LANE, S. T. M; CODO, W. (org.). Psicologia Social: o homem em movimento. São Paulo: Brasiliense, 1984, p. 40-47.

MEYER, D. E. E.; RIBEIRO, C.; RIBEIRO P. R. M. Gênero, sexualidade e educação, ‘olhares’ sobre algumas das perspectivas teórico-metodológicas que instituem um novo g.e. 2004.

TODOROV, T. A vida em comum: ensaio de antropologia geral. Campinas, SP: Papirus, 1996.




DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v13.n1.2018.9715



Direitos autorais 2018 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.