Políticas públicas para a leitura e materialismo histórico dialético: levantamento sobre as produções acadêmicas (2013-2016)

Katia Silva Bufalo, Maria José Ferreira Ruiz

Resumo


O texto apresenta resultado parcial de estudo realizado no Grupo de Pesquisa Estado, Política e gestão da educação, no Projeto: Contribuições do Materialismo Histórico para as Pesquisas em Políticas Educacionais. Reconhece o Materialismo Histórico como fundamento teórico metodológico que oferece elementos epistemológicos e ontológicos para o pesquisador compreender a totalidade de seu objeto de estudo na sociedade capitalista. O objetivo geral é identificar as contribuições do Materialismo Histórico Dialético para as pesquisas que discutem políticas de democratização do livro e da leitura entre os anos de 2013 e 2016. O estudo foi realizado por meio de pesquisa bibliográfica sobre o MHD e levantamento de teses e dissertações nas bibliotecas digitais. Conclui que apenas uma pequena parcela se apoia neste método e muitas destes estudos não anunciam de forma clara a perspectiva metodológica na qual embasam suas discussões.

Palavras-chave


Materialismo histórico dialético; Políticas públicas de leitura; Mercantilização da educação.

Texto completo:

PDF XML

Referências


CURY, C.R. J. Educação e contradição: elementos teóricos metodológicos para uma teoria crítica do fenômeno educativo. São Paulo: Cortez, 1989.

FRIGOTTO, G. O enfoque da dialética materialista histórica na pesquisa educacional. IN: FAZENDA, I. (Org.). Metodologia da pesquisa educacional. São Paulo: Cortez, 2010.

KOSIK, K. Dialética do concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

MARX, K.; ENGELS, F. A ideologia alemã: crítica da mais recente filosofia em seus representantes Feuerbach, B.Bauer e Stirner, e do socialismo alemão em seus diferentes profetas (1845-1846). São Paulo: Boitempo, 2016.

MASSON, G. Orientações para o desenvolvimento de investigação em políticas educativas a partir da teoria marxista. In: TELLO, C.; ALMEIDA, M.L.P. Estudos epistemológicos no campo da pesquisa em política educacional. Campinas: Mercado de Letras, 2013.

NETTO, J. P. Introdução ao estudo do método de Marx. São Paulo: Expressão Popular, 2011.

PERONI, V. Implicações da relação público-privada para a democratização da educação. In: Reunião Científica Regional da ANPED, 2016, Curitiba. Anais...Curitiba: 2016, p. 1-21.

PINHEIRO, D. C. F. A educação sob controle do capital financeiro: O caso do Programa Nacional do Livro Didático. Dissertação. (Mestrado em Educação). Faculdade de Educação. Universidade Federal do Rio de Janeiro. RJ, 2014.

SAVIANI, D; DUARTE, N. (Orgs). Pedagogia histórico-crítica e luta de classes na educação escolar. Campinas: Autores Associados, 2012.

SILVA, A. M. O. C. O discurso da democratização do acesso à leitura nas políticas públicas do Estado brasileiro: condições de produção e efeitos de sentido da mercantilização. Dissertação. (Mestrado em Educação). Centro de Educação. Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2014.

SILVA, I. A. O Programa Nacional do Livro Didático para o Ensino Médio (PNLD/EM) e o mercado editorial: 2003-2011. Tese (Doutorado em Educação). Centro de Ciências Humanas e Sociais. Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2013.

SILVA, M. A. A Fetichização do Livro Didático no Brasil. Educação Real, Porto Alegre, v. 37, n. 3, p, 803-821, set – dez 2012.

TONET, I. Método Científico: uma abordagem ontológica. São Paulo, Instituto Lukács, 2013.




DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v22i3.11322



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.