Do conceito à realidade: a saúde mental dos concluintes de pedagogia

Francisco Ednaldo Eufrasio da Silva, Francisco Ricardo Miranda Pinto, Damares de Oliveira Moreira, Stela Lopes Soares

Resumo


As cobranças exigidas aos acadêmicos concluintes de um curso requerem esforços psicológicos, emocionais e estruturais, além do habitual e por essa razão, os impactos na saúde mental destes, é a temática central deste texto tendo como objetivo compreender as percepções de concluintes do Curso de Pedagogia sobre sua Saúde Mental, no período de finalização do curso. A metodologia utilizada foi de abordagem qualitativa do tipo descritiva e exploratória, tendo como participantes os acadêmicos do 9º semestre do curso de Pedagogia da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), localizada em Sobral-CE, do turno da noite tendo o questionário como protocolo de pesquisa para a coleta de dados. Os dados foram analisados à luz dos autores que tratam da Saúde Mental como Fonaprace (2016). Foi perceptível a dificuldade do estudante em lidar com as emoções na finalização do curso, de forma a interferir em sua saúde mental. Considera-se, por fim, que o acadêmico vive crises em sua Saúde Mental na finalização de sua primeira etapa acadêmica, não tendo, por diversas vezes, o conhecimento desse processo.

Palavras-chave


Saúde mental; Estudante concluinte; Sentimentos.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


ALMEIDA, J. S. P. A saúde mental global, a depressão, a ansiedade e os comportamentos de risco nos estudantes do ensino superior: estudo de prevalência e correlação. 2014. 237 f. Tese (Doutorado) - Curso de Medicina, Faculdade de Ciências Medicas, Lisboa, 2014. Disponível em https://repositorio.ipcb.pt/bitstream/10400.11/2939/1/tese.pdf. Acessado em: 19 jan. 2019.

ASSIS, C. L.; SILVA, A. P. F.; LOPES, M. S. Sintomas de estresse em concluintes do curso de psicologia de uma faculdade privada do norte do País. TCC (Graduação) - Curso de Psicologia, Instituto Metodista de Ensino Superior, Cacoal - RO, 2013. Disponível em: https://www.metodista.br/revistas/revistasims/index.php/MUD/article/view/3668/3644. Acesso em: 20 jan. 2019.

BRASIL. Transtornos mentais atingem 23 milhões de pessoas no Brasil. Disponível em: http://www.brasil.gov.br/noticias/saude/2010/06/transtornos-mentais-atingem-23-milhoes-de-pessoas-no-brasil.pdf. Acesso em: 17 fev. 2019.

CLAUDINO, J.; CORDEIRO, R. Níveis de ansiedade e depressão nos alunos do curso de licenciatura em enfermagem. O caso particular dos alunos da Escola Superior de Saúde de Portalegre. In Millenium, n.º 32, p. 197-210, 2006.

DANTAS, C. A. S. O acolhimento humanizado em saúde mental. 2015. 40 f. Monografia (Especialização em Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas) - Universidade de Brasília, Brasília, 2015. Disponível em: http://bdm.unb.br/bitstream/10483/11384/1/2015_CharleiadeAbreudaSilvaDantas.pdf. Acesso em: 17 fev. 2019.

DEPIERI, N. B.; CÍCERO, L. R.; GUIZELLINI, V. S.; BIANCHI, R. O. Qualidade do Sono e Sonolência entre Universitários Formandos. 2016. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ArqMudi/article/view/32961 Acessado em: 16 mar. 2019.

FONAPRACE. IV pesquisa do perfil socioeconômico e cultural dos estudantes de graduação das instituições federais de ensino superior brasileiras 2014. Uberlândia: FÓRUM NACIONAL DE PRÓ-REITORES DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS E ESTUDANTIS, 2016. Disponível em: http://www.andifes.org.br/wp-content/uploads/2017/11/Pesquisa-de-Perfil-dos-Graduanso-das-IFES_2014.pdf. Acesso em: 16 fev. 2019.

FUREGATO, A. R. F., SILVA, E. C., CAMPOS, M. C.; CASSIANO, R. P. T. Depressão e autoestima entre acadêmicos de enfermagem. Revista de Psiquiatria Clínica, 33(5), 239-244, 2006. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-60832006000500003&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em 17 mar 2019.

MENEZES, P. R.; NASCIMENTO, A. F. Epidemiologia da depressão nas diversas fases da vida. Porto Alegre: Artmed; p. 21-6, 2004.

MINAYO, M. C. L. (Org.) Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 28. ed Petrópolis: Vozes, 2009.

OMS. Constituição 1946. Disponível em http://www.onuportugal.pt/"oms.doc. Acesso em 23 de maio de 2019.

ONUBR. Saúde mental depende de bem-estar físico e social, diz OMS em dia mundial. Disponível em: https://nacoesunidas.org/saude-mental-depende-de-bem-estar-fisico-e-social-diz-oms-em-dia-mundial/. Acesso em: 21 fev. 2019.

OPAS/OMS. Relatório sobre saúde mental no mundo 2001 – Saúde Mental: nova concepção, nova esperança. Genebra: Organização Mundial da Saúde. Disponível em: http://psiquiatriabh.com.br/wp/wp-content/uploads/2015/01/Relatorio-OMS-da-saude-mental-no-mundo-2001. Acesso em: 27 jan. 2019.

SAMPIERI, R. H.; COLLADO, C. F.; LUCIO, M. P. B. Métodos de Pesquisa. 5. ed. Porto Alegre: Penso, 2013.

VAZ SERRA, Adriano. O stress na vida de todos os dias. Coimbra: Gráfica de Coimbra Ltda. 1999.




DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v23i2.12652



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.