Atendimento educacional especializado e o ensino regular: interlocuções docentes com vistas à inclusão

Ilani Marques Souto Araújo, Liliane Luz Alves, Francisco Ricardo Miranda Pinto, Ilaneide Marques Souto Bezerra

Resumo


A temática central deste texto é a inclusão no espaço escolar de uma minoria estigmatizada. Objetiva-se refletir como ocorre a interlocução entre professores da sala de Atendimento Educacional Especializado (AEE) e da sala de aula regular, na perspectiva da inclusão de pessoas com deficiência. Trata-se de um estudo do tipo descritivo com abordagem qualitativa, realizado em escolas do sistema público municipal de Sobral - CE, tendo como participantes 10 professores, utilizando-se para a coleta dos dados, o questionário. Os resultados evidenciam que os professores da sala de ensino comum e da sala de recurso multifuncional-AEE devem estar em constante sintonia, para que os objetivos traçados sejam alcançados, de forma que o trabalho seja interdisciplinar e colaborativo. É necessário instrumentalizar as instituições escolares para esse atendimento e investir na formação dos professores da sala de ensino comum e da sala recurso multifuncional-AEE, os quais devem promover o acolhimento e inclusão dessas crianças.

Palavras-chave


Inclusão; Professor; Atendimento educacional especializado.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


BRASIL. Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva. Disponível em http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=16690-politica-nacional-de-educacao-especial-na-perspectiva-da-educacao-inclusiva-05122014&Itemid=30192. Acesso em 24 de maio de 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Marcos Político-Legais da Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília: Secretaria de Educação Especial, 2010.

BAZON, F. V. M. et al. Formação de formadores e suas significações para a educação inclusiva. Educ. Pesqui., São Paulo, v. 44, 2018. Acesso em: 30 abr. 2019.

CAMARGO, E. P. Inclusão social, educação inclusiva e educação especial: enlaces e desenlaces. Ciênc. educ., Bauru, v. 23, n. 1, p. 1-6, mar., 2017. Acesso em: 30 abril 2019.

GREGUOL, M.; MALAGODI, B. M.; CARRARO, A. Inclusão de Alunos com Deficiência nas Aulas de Educação Física: Atitudes de Professores nas Escolas Regulares. Rev. bras. educ. espec., Bauru, v. 24, n. 1, p. 33-44, mar., 2018. Acesso em: 30 abril 2019.

MARQUES DE OLIVEIRA, N. D. M.; CORDEIRO, A. F. M. O que pensam as equipes diretivas escolares sobre o Atendimento Educacional Especializado (AEE). Educ. rev.[online], v. 34, 2018. Acesso em: 20 abril 2019

MAZZOTTA, M.J.S; D’ANTINO, M.E.F. Inclusão social de pessoas com deficiências e necessidades especiais: cultura, educação e lazer. Saúde e Sociedade. São Paulo, v.20, n.2, p. 377-389, 2011.

MONICO, P. A.; MORGADO, L. A. S; ORLANDO, R. M. Formação inicial de professores na perspectiva inclusiva: levantamento de produções. Psicol. Esc. Educ., Maringá, v. 22, n. esp., p. 41-48, 2018. Acesso em: 30 abr. 2019.

MOUSINHO, R; SCHMID, E; MESQUITA, F; PEREIRA, J; MENDES, L; SHOLL, R.; NÓBREGA, V. Mediação Escolar e inclusão: revisão, dicas e reflexões. Revista de Psicopedagogia, São Paulo, v. 27, n. 82, p. 02-08, 2010. Acesso em: 22 nov. 2017.

PELOSI, M. B.; NUNES, L. O. P. Caracterização dos professores itinerantes, suas ações na área de tecnologia assistiva e seu papel como agente de inclusão escolar. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v.15, n.1, p. 141-154, 2009. Acesso em: 28 jul. 2018.




DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v23i2.12651



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.