Professor do atendimento educacional especializado na escola comum e as práticas metodológicas inclusivas

Mayara Ferreira de Souza, Mirlene Ferreira Macedo Damázio

Resumo


Perante contextos de algumas escolas, é preciso expor a transversalidade do professor do Atendimento Educacional Especializado (AEE) e as conexões necessárias na perspectiva inclusiva para garantir a inclusão e o ensino/aprendizagem dos alunos público-alvo da Educação Especial. A escola e a Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva Inclusiva ressaltam a necessidade dessas conexões. Assim, este estudo se constitui em uma pesquisa bibliográfica com o objetivo prático de contribuir com professores do AEE, demonstrando ações do serviço para a inclusão e promoção dos alunos público-alvo com equidade e qualidade no desenvolvimento e processo de ensino/aprendizagem. Vimos que a formação do professor em uma perspectiva inclusiva e a transversalidade do serviço no todo da escola, com a organização de doze ações em favor dessa perspectiva, são apontados para garantir a acessibilidade comunicacional e pedagógica.


Palavras-chave


Professor; Atendimento Educacional Especializado; Inclusão.

Referências


ALVES, C. B. Atendimento educacional especializado na rede municipal de Uberlândia: implantação, organização e desenvolvimento. Universidade Federal de Uberlândia – UFU. Minas Gerais, 2015, 173p. Disponível em: https://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/14025/1/AtendimentoEducacionalEspecializado.pdf. Acesso em: 30 mar. 2018.

ALVES, M. D.; GUARESCHI, T. Compreendendo o Atendimento Educacional Especializado (AEE). In: SILUK, A. C. P. Formação de professores para o atendimento educacional especializado. Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria, 2011. Módulo II, p. 31-60.

BAIA, I. F. O atendimento educacional especializado e as práticas educativas na perspectiva da inclusão na escola Maria Rafols de Breves-PA. Monografias Brasil Escola, 2015. Disponível em: https://monografias.brasilescola.uol.com.br/imprimir/15414. Acesso em: fev. 2018.

BATTISTEL, A. L. H. T. Atendimento educacional especializado para pessoas com deficiência física. In: SILUK, A. C. P. Formação de professores para o atendimento educacional especializado. Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria, 2011. Módulo IV, p. 101-136.

BERSCH, R.; MACHADO, R. Tecnologia Assistiva – TA: aplicações na educação. In: SILUK, A. C. P. Formação de professores para o atendimento educacional especializado. Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria, 2011. Módulo III, p. 61-100.

BRASIL, Lei n.º 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial, Brasília, DF, 23 dez. 1996.

BRASIL. Decreto n.º 7.611, de 17 de novembro de 2011. Dispõe sobre a educação especial, o atendimento educacional especializado e dá outras providências. Diário Oficial, Brasília, DF, 18 nov.2011. Edição Extra, p. 5.

CANTARELLI, C. S. Grupo de suporte aos pais e apoio pedagógico aos professores da rede e alunos com necessidades educacionais especiais na educação inclusiva. In: MARQUEZINE, M. C.; TANAKA, E. D. O.; BUSTOS, R. M. (Org.). Atendimento educacional especializado. Marília: ABPEE, 2013. p. 87-107.

CARVALHO, A. L. O. F.; SALVATORI, J. C. A articulação entre as salas de recursos multifuncionais e as salas regulares de ensino: estudo de caso na rede municipal de ensino no município de Jacobina, Bahia. In: VI SEMINÁRIO NACIONAL E II SEMINÁRIO INTERNACIONAL POLÍTICAS PÚBLICAS, GESTÃO E PRÁXIS EDUCACIONAL; 24 a 27 de outubro de 2017. Anais... Vitória da Conquista: Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, 2017. p. 205-221. Disponível em: http://periodicos.uesb.br/index.php/semgepraxis/article/view/7211. Acesso em: 26 maio 2018.

COTA, F. S.; GORNE, C. S.; CÂMARA, F. Práticas docentes na classe regular e na Sala de Recursos Multifuncionais: uma reflexão sobre o trabalho colaborativo. In: IV SEMINÁRIO INTERNACIONAL INCLUSÃO EM EDUCAÇÃO: UNIVERSIDADE E PARTICIPAÇÃO; 11 a 13 de maio de 2016. Anais... Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2016. Disponível em: http://www.lapeade.educacao.ufrj.br/files/Eixo%205_Formacao%20Docente_pag%2080.pdf. Acesso em: 25 maio 2018.

DAMÁZIO, Mirlene. F. M. Atendimento Educacional Especializado em uma perspectiva inclusiva: metodologia em questão. In: FRANCO, M. A. M.; GUERRA, L. B. Práticas pedagógicas em contextos de inclusão: situação de sala de aula. São Paulo: Paco, 2018. p. 45-73.

DIAS, L. S. Q.; NASCIMENTO, J. F. Atendimento Educacional Especializado: um diálogo com as práticas da Sala de Recursos Multifuncionais. In: III CONEDU – Congresso Nacional de Educação; 05 a 07 de outubro de 2016. Anais... Natal: Editora Realize, 2016. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/revistas/conedu/trabalhos/TRABALHO_EV056_MD1_SA7_ID10600_16082016232033.pdf. Acesso em: 21 maio 2018.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

MENEZES, E. C. P.; CANABARRO, R. C. C.; MUNHOZ, M. A. A escola como um espaço de respeito a diferença. In: SILUK, A. C. P. Formação de professores para o Atendimento Educacional Especializado. Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria, 2011. Módulo V, p. 153-156.

MIRANDA, T. G. Articulação entre o Atendimento Educacional Especializado e o ensino comum: construindo sistemas educacionais inclusivos. Revista Cocar, Belém: Universidade Federal da Bahia, n. 1, p. 81-100, jan.-jun. 2015. Disponível em: https://paginas.uepa.br/seer/index.php/cocar/article/view/614. Acesso em: 15 jun. 2018.

OLIVEIRA, I. A.; LIMA, K. S. C. Práticas pedagógicas inclusivas em sala de aula em diálogo com as salas de recursos multifuncionais: atendimento educacional e aprendizagem com sucesso. Revista Educação e Fronteiras On-line, v. 5, n. 13, p. 149-162, maio-ago. 2015. Disponível em: http://ojs.ufgd.edu.br/index.php/educacao/article/view/3765. Acesso em: 25 fev. 2018.

PASIAN, M. S.; MENDES, E. G.; CIA, F. Aspectos da organização e funcionamento do Atendimento Educacional Especializado: um estudo em larga escala. Educação em Revista, n. 33, 2017. Portal Scielo. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/edur/v33/1982-6621-edur-33-e155866.pdf. Acesso em: 19 maio 2018.

______. Atendimento Educacional Especializado: aspectos da formação do professor. Cadernos de Pesquisa, v. 47, n. 165, p. 964-981, jul.-set. 2017. Portal Scielo. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cp/v47n165/1980-5314-cp-47-165-00964.pdf. Acesso em: 19 maio 2018.

PNEEPEI – Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília: MEC; SEESP, 2008 Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf. Acesso em: 16 dez. 2017.

PORTO, P. P.; MARQUEZINE, M. C.; TANAKA, E. D. O. Introdução. In: MARQUEZINE, M. C.; TANAKA, E. D. O.; BUSTO, R. M. (Org.). Atendimento Educacional Especializado. Marília: ABPEE, Marquezine & Manzini, 2013. p. 7-21.

SILVA, M. J. O.; OLIVEIRA, J. F. P.; AGUIAR, A. L. O. A importância do AEE na mediação do professor na inclusão do aluno com deficiência intelectual na escola. Rio Grande do Norte: Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, 2014. Disponível em: http://www.uern.br/controledepaginas/edicao-atual-/arquivos/36783_gt4_maria_jusciene_de_oliveira_silva.pdf. Acesso em: 15 mar. 2018.

SILVA, V. C.; FRANKE, M. C. G. C.; MOREIRA, L. C. A rede de apoio permeando ao trabalho do professor no processo de inclusão. In: MARQUEZINE, M. C.; TANAKA, E. D. O.; BUSTOS, R. M. (Org.). Atendimento Educacional Especializado. Marília: ABPEE, 2013. p. 139.




DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v23iesp.1.12946



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.