Relato de experiência no estágio supervisionado I no ensino infantil

Autores

  • Francisco Claudeci Faustino Teixeira Graduando em Educação Física pela Universidade Estadual Vale Acaraú – UVA-CE.
  • Ana Paula Mendes Santiago Graduada em Educação Física pela Universidade Estadual Vale Acaraú – UVA-CE.
  • Jacqueline de Oliveira Lima Graduanda em Educação Física pela Universidade Estadual Vale Acaraú – UVA-CE.
  • Stela Lopes Soares Instituto Superior de Teologia Aplicada-INTA http://orcid.org/0000-0002-5792-4429
  • Heraldo Simões Ferreira Doutor em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual do Ceará – UECE. Professor Adjunto do Curso de Educação Física da Universidade Estadual do Ceará – UECE.

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v21.n.esp2.2017.10195

Palavras-chave:

Estágio supervisionado I. Educação física. Práticas saudáveis, Educação infantil.

Resumo

Este trabalho científico priorizou descrever as práticas saudáveis dentro da disciplina de Estágio Supervisionado I, na Educação Infantil, que ocorreram no Centro Educacional Dolores Lustosa. Tendo estas vivências, no campo de atuação, pautado no interesse em conhecer a realidade de um determinado espaço que é contemplado ao profissional de Educação Física por lei. Este trabalho teve como objetivo proporcionar uma reflexão sobre o que rege as práticas saudáveis, dentro do Estágio Supervisionado I em Educação Física Licenciatura no ensino infantil e abrir discussões sobre os processos de observação, coparticipação e docência supervisionada, realizadas durante o Estágio Supervisionado I, visando o desenvolvimento integral da criança. A metodologia utilizada neste estudo foi à pesquisa-ação. Optou-se pelo o tratamento dos achados de forma qualitativa como meio de aproximação do objeto de estudo, através de observação participante de duas turmas do infantil IV, “B” e “D”. Durante as aulas propostas foram utilizadas atividades lúdicas e recreativas, adequadas à faixa etária das crianças, selecionadas segundo uma proposta saudável de estímulos às habilidades motoras básicas, as necessidades de interação e participação dos alunos. Ao termino da pesquisa percebe-se nas crianças, uma evolução em tais aspectos como na participação, interação e uma contribuição significativa no processo de socialização.

Biografia do Autor

Stela Lopes Soares, Instituto Superior de Teologia Aplicada-INTA

Professora de Educação Física pela Universidade Estadual Vale do Acaraú-UVA

Fisioterapeuta pelo Instituto Superior de Teologia Aplicada- INTA

Escpecialista em Saúde da Família pela Universidade Estadual Vale do Acaraú-UVA

Especialista em Docência no Ensino na Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul- UFRGS

Especialista em Gerontologia pelo Instituto Superior de Teologia Aplicada- iNTA

Especialista em Fisiologia do Esforço e Biomecânica do Movimento pelo Instituto Superior de Teologia Aplicada- iNTA

Professora do curso de Educação Física do  Instituto Superior de Teologia Aplicada- iNTA

Mestranda em Ensino na Saúde pela Universidade Estadual do Ceara- UECE

Heraldo Simões Ferreira, Doutor em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual do Ceará – UECE. Professor Adjunto do Curso de Educação Física da Universidade Estadual do Ceará – UECE.

Doutor em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual do Ceará – UECE. Professor Adjunto do Curso de Educação Física da Universidade Estadual do Ceará – UECE. Email: heraldo.simoes@uece.br

Referências

ALVES, B. da S.; SILVA, J. A. R. da.; ZOIA, E. T. Reflexões sobre o estágio supervisionado na educação infantil: contribuindo para uma prática educativa humanizadora. Disponível em: http://www.histedbr.fe.unicamp.br/acer_histedbr/jornada/jornada11/artigos/9/artigo_simposio_9_1030_bruna_alvesrodrigues@hotmail.com.pdf. Acesso em: 9 abr. 2016.

AYOUB, E. Reflexões sobre a Educação Física na Educação Infantil. Rev. Paul. Educ. Fís., São Paulo, supl.4, p.53-60, 2001.

AZOLINI. L. C. O estágio supervisionado na formação do professor de educação física: um estudo autorreferente de um estudante da ESEF da UFRGS no ano de 2012 (Trabalho de Conclusão de Curso), P. 1-51. Repositório Digital da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Rio Grande do Sul.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais. Educação física/Secretaria de Educação Fundamental. 5ª ed. Brasília: MEC/SEF, 2007.

CAVALARO, A. G.; MULLER, V. R. Educação Física na Educação Infantil: Uma Realidade Almejada. Educar, Curitiba, n. 34, p. 241-250, 2009.

CONSELHO Nacional de Saúde. Resolução Nº 466, DE 12 de dezembro de 2012. Disponível em: http://conselho.saude.gov.br/resolucoes/2012/Reso466.pdf. Acesso em: 18 fev. 2016.

GUIMARÃES, C. C. P. D. Educação Física Escolar e Promoção da Saúde: uma pesquisa participante. (Dissertação de Mestrado), 1-161. Universidade São Judas Tadeu, São Paulo, 2008.

LDB. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei 9394/96. Ed. APP Sindicato, 1997.

OLIVEIRA, A. R.; MARANI, F.; OMORI, M. K;. ONO, M. Y. A promoção de saúde e qualidade de vida na educação básica: um olhar na educação física que temos para a educação física que queremos. Anais do “II CONPEF – Congresso Norte Paranaense de Educação Física Escolar”, p. 103–116, 2005. Disponível em: http://www.uel.br/eventos/conpef/conpef2/CONPEF2005/ARTIGOS/CONPEF2005_A10.pdf. Acesso em: 18 fev. 2016.

PIAGET, J. A formação do símbolo na criança. 3 ed. Rio de Janeiro: Zahar Editora, 1978.

PIMENTA, S. G.; LIMA, M. S. L. Estágio e docência: diferentes concepções. Revista Poíesis, [s. n.], v. 3, n. 3, p. 5-24, 2005/2006.

PIRES, B. R. Atividade física em promoção a saúde: uma proposta sobre o conhecimento no âmbito escolar. Revista Digital - Buenos Aires, ano 13, n. 121, 2008.

ROCHA, M. P. Educação física na educação infantil: experiência do estágio supervisionado I na educação infantil em 2010. In: III CONGRESSO NORDESTE DE CIÊNCIAS DO ESPORTE. 2010. Disponível em: http://congressos.cbce.org.br/index.php/conece/3conece/paper/viewFile/2463/986. Acessado em: Acesso em: 24 fev. 2016.

DA SILVA, E. J. S. A educação física como componente curricular na educação infantil: elementos para uma proposta de ensino. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 26, n. 3, 2005.

TRIPP, D. Pesquisa-ação: uma introdução metodológica. Educação e pesquisa, v. 31, n. 3, 2005.

VYGOTSKY, L. S. Formação social da mente., São Paulo: Martins Fontes, 1984.

WALLON, H. Psicologia e educação da criança. Vega/Universidade, Lisboa, 1979.

Downloads

Publicado

01/11/2017

Como Citar

Teixeira, F. C. F., Santiago, A. P. M., Lima, J. de O., Soares, S. L., & Ferreira, H. S. (2017). Relato de experiência no estágio supervisionado I no ensino infantil. Revista on Line De Política E Gestão Educacional, 1195–1207. https://doi.org/10.22633/rpge.v21.n.esp2.2017.10195

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)