A realidade dos professores de educação física no ensino fundamental I e II, em uma escola pública da sede do município de Massapê – CE

Francisco Claudeci Faustino Teixeira, Heraldo Simões Ferreira

Resumo


Este artigo visa divulgar a realidade da prática docente na visão de professores de educação física em uma escola primária em Massapê-CE. Para isso, realizou-se um levantamento exploratório com uma abordagem qualitativa, utilizando a entrevista semiestruturada como um instrumento para a coleta de dados, com relatos de quatro professores, sobre as dificuldades recorrentes da profissão, na análise das entrevistas obtidas procurou-se interpretar os argumentos dos professores de acordo com o tema de cada questionamento. Os resultados indicaram que as dificuldades em sua realidade são: estruturas físicas inadequadas, falta de material didático-pedagógico, falta de motivação dos alunos para participarem de aulas práticas, falta de reconhecimento do verdadeiro significado do motivo físico. A educação é inserida dentro da escola, salários baixos, déficit de incentivo do governo. Este estudo, comparado a outros realizados nessa área, mostrou algum progresso na educação física, já que os professores de educação física anteriormente não participavam das reuniões com pais e cuidadores, eles não faziam parte da construção do Projeto político pedagógico. Neste estudo, foi evidenciado claramente que essa não participação de eventos escolares não existe mais na educação física da escola, fazendo o professor da área, o protagonista da ação.


Palavras-chave


Realidade do professor; Educação física escolar; Dificuldades; Estudantes

Texto completo:

PDF XML

Referências


AZEVEDO, R. S.; AMAZONAS, G. A. Reflexões da Contribuição Do Pibid/Ufam para Formação Docente numa Perspectiva Interdisciplinar. 30 de julho a 01 de agosto de 2014 – Santa Maria/RS – Brasil Associação Internacional de Pesquisa na Graduação em Pedagogia (AINPGP).

BAIÃO, M. A. A Educação Física na Educação Infantil e Ensino Fundamental I. 2009. 10.f Trabalho de Conclusão de Curso (graduação em Educação Física Licenciatura) – Curso de Educação Física, Centro Universitário Metodista de Minas Izabela Hendrix, Belo Horizonte, 2009.

BARROS, A. P.; PESSOA, E. B. Reflexões Sobre a Escola. Anais do II Congresso Nacional de Educação - CONEDU, Campina Grande-PB, 2015. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/revistas/conedu/trabalhos/TRABALHO_EV045_MD1_SA17_ID3082_06082015212013.pdf. Acesso em: 20 mar. 2017.

BARROS, S. M. S.; SCARAUSI, V. G. A. A Psicomotricidade como Fator de Influência na Prontidão para a Aprendizagem na Escola. Famespuplouds, São Paulo, 2014.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ciências Naturais. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC / SEF, 1998.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: Educação Física. Secretaria de Educação Fundamental; Brasília: MEC/SEF, 1997.

CAMPOS, G. W. S.; CUNHA, G. T. FIGUEIREDO, M. D. Práxis e Formação Paideia: apoio e cogestão em saúde. São Paulo: Hucitec, 2013.

CAMPOS, D. F. et al. As Dificuldades Encontradas pelos os Professores de Educação Física no Ensino Fundamental na Escola Pública. EFDesportes.com, Buenos Aires, año19, n. 201, Febrero de 2015.

CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE (Brasil). Resolução Nº 466, DE 12 de Dezembro de 2012. Disponível em: http://conselho.saude.gov.br/resolucoes/2012/Reso466.pdf. Acesso em: 02 abr. 2017.

DARIDO, S. C. Os Conteúdos da Educação Física Escolar. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

FERREIRA, H. S.; SAMPAIO, J. J. C. Tendências e abordagens pedagógicas da Educação Física escolar e suas interfaces com a saúde. EFDesportes.com, Buenos Aires, Ano 18, n. 182, julho de 2013.

FIGUEIRA, P. F.; PEREIRA, A. L. S.; SOARES, R. L. Infraestrutura Escolar: Pode Interferir nas Aulas de Educação Física? V Extremos de Sul. Educação Física e Esportes de Atuação: Interlocuções e diálogos com os discursos Escolar, da Saúde, da Recreação! Lazer e do Treinamento. Furg – Rio Grande do Sul – RS/ 14, 15, e 19 de outubro de 2015.

GASPARI, T. C. et al. A Realidade dos Professores de Educação Física na Escola: Suas Dificuldades e Sugestões. R. Mim. Educ., Viçosa, v. 14, n. 1, p. 109-137, 2006.

JARDIM, N. F. P. et al. A Educação Física como Componente Curricular na Educação Infantil e nas Séries Iniciais do Ensino Fundamental. Pensar a Prática, Goiânia, v. 17, n. 4, out./dez., 2014.

JUNIOR, P. G. Educação Física Progressista – A Pedagogia crítico-social dos conteúdos e a Educação Física Brasileira. 3ª ed. São Paulo: Editora Loyola, 1994.

LDB. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei 9394/96. Ed. APP. Sindicato, 1997.

MACHADO, T. S. et al. As práticas de desinvestimento pedagógico na Educação Física escolar. Revista Movimento, v. 16, n. 2, p. 129-147, abr./jun., 2010.

MAGALHÃES, E.; ARANTES, A. C. A competência profissional e o professor de Educação Física. EFDesportes.com, Buenos Aires, ano 13, n. 128, enero de 2009.

MAIA, M. F. M. et al. Primeiros Socorros nas Aulas de Educação Física nas Escolas. Fontoura Editora, v, 11, n. 1, p. 195-204, 2012.

MEDEIROS, A. S. Influências dos Aspectos Físicos e Didáticos Pedagógicos nas Aulas de Educação Física em Escolas Municipais de Belém. Revista Científica da UFPA, v.7, n. 01, 2009.

MILEO, T. R.; KOGUT, M. C. A Importância da Formação Continuada do Professor de Educação Física e a Influência na Prática Pedagógica. Anais do IV Congresso Nacional de Educação – ENDUCERE, III Encontro Sul Brasileiro de Psicopedagogia. PUC-PR, 26 a 29 de outubro de 2009.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Plano de Ações Articuladas – PAR. Disponível em: http://simec.mec.gov.br/cte/relatoriopublico/principal.php. Acesso em: 22 de mar. 2017.

MORELLI, N. J.; PERREIRA, J. M. As Dificuldades Encontradas pelos Professores de Educação Física nas Escolas. IX Jornada Científica Faculdades Integradas de Bauru – FIB ISSN 2358-6044, 2014.

OLIVEIRA, R. H. Problemas e Soluções da Educação Física Escolar: um Estudo Bibliográfico. 2011. 12f. Trabalho de Conclusão de Curso (graduação em Educação Física Licenciatura), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011.

OLIVEIRA, A. R. C.; SARTORI, S. K.; LAURINDO, E. Recomendações para a Educação Física Escolar. Sistema CONFEF/CREFs Conselhos Federal e Regionais de Educação Física. 2014. Disponível em: http://www.listasconfef.org.br/arquivos/RECOMENDACOES_PARA_A_EDUCACAO_FISICA_ESCOLAR2.pdf. Acesso em: 16 mar. 2017.

SANTOS, A. H. G.; ASSIS, L. R. Psicomotricidade. In: RICCI, S. M. (Coord.). Publicação Científica do Centro Técnico-Educacional Superior do Oeste Paranaense – Ctesop, N1, Assis Chateaubriand – PR, Revista Científica Multidisciplinar Unimeo, 2007, p. 94-97.

SOMARIVA, J. F. G.; VASCONCELOS, D. I. C. J.; JESUS. T. V. As dificuldades enfrentadas pelos professores de Educação Física das escolas públicas do Município de Braço do Norte. Santa Catarina, 2013.

SOCZEK, D. PIBIB como formação de professores: reflexões e considerações preliminares. Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação docente, Belo Horizonte, v. 3, n. 5, p. 57-69, ago./dez., 2011.

SOUSA, J. D.; DANIEL, M. M. C. Importância da Educação Física Escolar na Visão dos Alunos de uma Escola Pública. CONGRESSO NORTE-NORDESTE DE PESQUISA E INOVAÇÃO, 2010. p. 1-7.

ZIKMUND, W. G. Business research methods. 5 ed. Fort Worth, TX: Dryden, 2000.




DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v22.n2.maio/ago.2018.10543



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.