Política de formação: os significados do programa institucional de bolsa de iniciação à docência (PIBID) para a formação de professores supervisores

Autores

  • Edivaldo Miranda
  • Daniela Alves
  • Rita Braúna

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v20.n2.9461

Palavras-chave:

PIBID, Formação Permanente, Desenvolvimento Profissional, Trabalho Docente.

Resumo

Este trabalho é resultante de uma pesquisa de Mestrado que teve por objetivo central analisar em que medida experiências vivenciadas por professores supervisores do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) tem gerado contributos para a formação permanente do professorado e para o desenvolvimento profissional dos docentes. A pesquisa contou com a colaboração de treze professores vinculados à supervisão do PIBID ligado a uma importante Universidade de Minas Gerais. Trata-se de um estudo exploratório, com abordagem qualitativa, orientada por um roteiro semiestruturado de entrevista. Os resultados nos levaram a conclusão de que o referido programa tem proporcionado aos docentes efetiva formação permanente e contribuído para o desenvolvimento profissional dos profissionais.

Biografia do Autor

Edivaldo Miranda

Graduado em Pedagogia – DPE/UFV.
Mestre em Educação – DPE/UFV.

Downloads

Publicado

01/12/2016

Como Citar

Miranda, E., Alves, D., & Braúna, R. (2016). Política de formação: os significados do programa institucional de bolsa de iniciação à docência (PIBID) para a formação de professores supervisores. Revista on Line De Política E Gestão Educacional, 237–256. https://doi.org/10.22633/rpge.v20.n2.9461

Edição

Seção

Artigos