Educação bilíngue para surdos/as: um estudo comparativo da escola bilíngue e do atendimento educacional especializado (AEE) na escola inclusiva

Jefferson Diego de Jesus, Sueli Fernandes

Resumo


Este trabalho tem como objetivo apresentar resultados de um estudo comparativo da política de educação bilíngue para surdos/as nos contextos da escola bilíngue e da escola inclusiva com atendimento educacional especializado (AEE) na Região Metropolitana de Curitiba. Para dar respostas à questão “como os sentidos da educação bilíngue, tal como expressos em documentos legais e nas reivindicações do movimento surdo, são incorporados às concepções dos professores nas escolas? valemo-nos da análise de dados coletados em pesquisa de mestrado em educação, à luz das reflexões trazidas por autores que se filiam ao campo dos Estudos Surdos em Educação. Os resultados do estudo comparativo apontam que são muitos ainda os desafios para garantir o direito à Libras como língua materna dos/as estudantes surdos/as nas escolas bilíngues e no AEE. A fragilidade no conhecimento da Libras e a ausência de critérios que considerem a fluência linguística para a atuação são aspectos comuns nos contextos investigados. Apesar do espaço concedido à Libras, ela é secundarizada em relação ao português que ainda figura como principal língua de interação e no currículo. A integração de objetivos da educação escolar e da educação linguística para surdos/as, desde a educação infantil, com investimento em políticas de formação continuada e reorganização do trabalho pedagógico, são princípios para que o direito à educação bilíngue esteja garantido, seja na escola inclusiva, seja na escola bilíngue para surdos/as.


Palavras-chave


Educação bilíngue para surdos/as. Escola bilíngue. Atendimento educacional especializado. Políticas educacionais.

Texto completo:

PDF

Referências


BRITO, Fábio Bezerra de. O movimento social surdo e a campanha pela oficialização da língua brasileira de sinais. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. São Paulo: s.n., 2013. P.275

BRASIL. Lei n. 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Disponível em: . Acesso em: 10 de abr. de 2016.

BRASIL. Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva. Disponível em: . Acesso em: 15 fev. 2016.

BRASIL. Convenção Internacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Nova York, 2007. Disponível em: . Acesso em: 17 maio 2016.

BRASIL. Decreto nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais – Libras e o art. 18 da Lei nº10.098, de 19 de dezembro de 2000. Diário Oficial da União. Brasília, 22 dez. 2005.

BRASIL. Relatório do Grupo de Trabalho designado por Portaria Ministerial para elencar Subsídios à Política Linguística de Educação Bilíngue – Língua Brasileira de Sinais e Língua Portuguesa. Brasília: MEC/SEESP, 2014

BRASIL. Lei nº 13.005, de 15 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação e dá outras providencias.

CAMPELLO, Ana Regina de Souza. Pedagogia visual/sinal na educação dos surdos. Estudos Surdos II. Petrópolis, RJ: Arara Azul, p. 100-131, 2007.

CAMPELLO, A. R.; REZENDE, P. L. F. Em defesa da escola bilíngue para surdos: a história. Educar em Revista. Curitiba, Brasil, Edição Especial n. 2/2014, p. 71-92. Editora UFPR.

DA CUNHA PEREIRA, Maria Cristina. O ensino de português como segunda língua para surdos: princípios teóricos e metodológicos. Educar em Revista, n. Especial 2, p. 143-157, 2014.

FERNANDES, S. F. Educação bilíngue para surdos: identidades, diferenças, contradições e mistérios. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2003. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2016.

FERNANDES, Sueli.; CERETTA MOREIRA, Laura. Desdobramentos político-pedagógicos do bilinguismo para surdos: reflexões e encaminhamentos. Revista Educação Especial. v. 22, n. 34, p. 225-236, maio/ago. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/er/nspe-2/05.pdf. Acesso em: janeiro/2016.

FERNANDES, Sueli.; CERETTA MOREIRA, Laura. Políticas de educação bilíngue para surdos: o contexto brasileiro. Educar em Revista, n. 2, 2014.

JESUS, Jefferson Diego de. Educação bilíngue para surdos: um estudo comparativo da escola bilíngue e do atendimento educacional especializado (AEE) na escola inclusiva. (Dissertação de Mestrado) Universidade Federal do Paraná, 2016.

LADD, Paddy. Understanding deaf culture: In: Search of Deafhood. British: Multilingual Matters Ltd, 2003.

LOPES, Maura Corcini. Surdez & educação. Autêntica Editora, 2007.

MARTINS, Mônica Astuto Lopes. Relação professor surdo/alunos surdos em sala de aula: análise das práticas bilíngues e suas problematizações. Dissertação de Mestrado. UNIMEP, São Paulo, 2010

QUADROS, R. M de.; PERLIN, Gladis. Estudos surdos II. Petrópolis: Arara Azul, 2007.

QUADROS, Ronice Müller de. Educação de surdos: a aquisição da linguagem. Porto Alegre: Artes Medicas, 1997.

REIS, Flaviane. Professor surdo: A política e a poética da transgressão pedagógica. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Santa Catarina, 2006

RESENDE, Alice Almeida Chaves de.; LACERDA, Cristina Broglia Feitosa de. Mapeamento de alunos surdos matriculados na rede de ensino pública de um município de médio porte do Estado de São Paulo: dissonâncias. Rev. bras. educ. espec. [online], vol.19, n.3, p. 411-424, 2013.

REVISTA DA FENEIS. Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos. A Luta da Comunidade Surda Brasileira pelas Escolas Bilíngues para Surdos no Plano Nacional da Educação - PNE. Rio de Janeiro, julho de 2013.

SKLIAR, C. A localização política da educação bilíngue para surdos. In: SKLIAR, C. (Org.). Atualidade da educação bilíngue para surdos: interfaces entre pedagogia e linguística. Porto Alegre: Mediação, 1999. v. 2.

SKLIAR, C.B. Educação e exclusão: abordagem sócio-antropológica em educação especial. Porto Alegre: Mediação, 1997.

SVARTHOLM, Kristina. 35 anos de Educação Bilíngue de surdos–e então?. Educar em Revista, n. 2, 2014.

STÜRMER, Ingrid Ertel.; THOMA, Adriana da Silva. Políticas educacionais e linguísticas para surdos: discursos que produzem a educação bilíngue no brasil na atualidade. 37ª Reunião Nacional da ANPEd – 04 a 08 de outubro de 2015, UFSC – Florianópolis. Disponivel em: . Acesso em: 28 ago. 2016.

VIEIRA, Claudia Regina. Educação de surdos: problematizando a questão bilíngue no contexto da escola inclusiva. 2011. Dissertação de Mestrado: Universidade Metodista de Piracicaba–UNIMEP.




DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v12.n.3.2017.10355



Direitos autorais 2017 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.