Cenários educacionais na contemporaneidade: reflexões a respeito das diferenças e das performances

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v15i2.12366

Palavras-chave:

Ambiente educacional, Análise de fatores, Contexto de aprendizagem, Desenvolvimento da educação, Desigualdade cultural.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo identificar os elementos mais importantes que, atualmente, geram desigualdades na educação, a partir de perspectivas local e global, entendendo, assim, sua realidade sob uma visão ampla. Para tanto, recorreu-se à hermenêutica reconstrutiva, por entendê-la como uma metodologia adequada para abordar a questão. A busca e objetivação desses elementos são a consequência inevitável para propiciar a compreensão do atual cenário. Nesse sentido, a pesquisa é apoiada por uma avaliação crítica dos relatórios do PISA, entendida como uma fonte de análise comparativa de relevância extraordinária no momento. Como resultado e dentro de um contexto internacional e localmente construído, verificam-se as diferenças de desempenho em educação no Brasil, principalmente quando comparadas com as de países de melhores resultados. Embora, historicamente, a Finlândia e a Coreia do Sul tenham dados melhores nos relatórios do PISA, mesmo com diferentes estratégias e políticas, conclui-se que, acima de qualquer tipo de ação, há o foco, como é entendido no campo das Ciências da Administração.

Biografia do Autor

Carlos Roberto Sabbi, Universidade de Caxias do Sul e Universidade Autônoma de Madri

Doutorando em Educação pela Universidade de Caxias do Sul em cotutela com a Universidade Autônoma de Madri.

Geraldo Antônio da Rosa, Universidade de Caxias do Sul (UCS)

Docente/pesquisador no Programa de Pós-Graduação em Educação. Doutor em Teologia. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação Básica GEPEB, pesquisador do Grupo de Pesquisa Formação Cultural, Hermenêutica e Educação -GPFORMA. Coordena o Grupo de Pesquisa Formação Cultural, Hermenêutica e Educação.

Agustín de la Herrán Gascón, Universidade Autônoma de Madri (UAM)

Doutor e Professor titular da Universidade de Didática e Organização Escolar. Dois sexenios de investigação CNEAI. Foi coordenador do Programa de Doutorado "Inovação e Formação de Professores", coordenador do Programa de Pós-graduação em Educação da UAM.

Referências

ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de Filosofia. 5. ed. São Paulo: M. Fontes, 2007.

BRASIL. Ministério da Educação. Escola de gestores da Educação Básica. Declaração dos Direitos Humanos (1948). Brasília: Ministério da Educação, Biblioteca do curso da Escola de Gestores da Educação Básica, 2004. Disponível em: http://escoladegestores.mec.gov.br/site/8-biblioteca/pdf/declaracao_dh_site-onu.pdf. Acesso em: 2 jul. 2016.

BUNGE, Mario. Dicionário de filosofia. São Paulo: Perspectivas, 2002.

BURRIDGE, Tom. Why do Finland's schools get the best results? BBC, World News America, 7 abr. 2010. Disponível em: http://news.bbc.co.uk/2/hi/8601207.stm. Acesso em: 14 jul. 2018.

HERRÁN GASCÓN, Agustín de la. Enfoque radical e inclusivo de la formación. Revista Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educación, Barcelona, v. 12, 2, p. 163-264. RINACE, 2014.

HERRÁN GASCÓN, Agustín de la; CORTINA SELVA, Mar. La muerte y su Didáctica. Manual para Educación Infantil, Primaria y Secundaria 2. ed. Madrid: Universitas, 2006.

IDEB. Como é calculado. Portal QEdu Academia, c2018. Disponível em: http://academia.qedu.org.br/ideb/como-o-ideb-e-calculado/. Acesso em: 14 jul. 2018.

OCDE - Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico. Brasil no PISA 2015: análises e reflexões sobre o desempenho dos estudantes brasileiros. São Paulo: Fundação Santillana, 2016. Disponível em: http://download.inep.gov.br/acoes_internacionais/pisa/resultados/2015/pisa2015_completo_final_baixa.pdf. Acesso em: 15 jul. 2018.

SABBI, Carlos Roberto. Pedagogia radical e inclusiva: nas trilhas de elementos educativos para uma cidadania mais consciente. Projeto de tese (Doutorado em Educação). Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul, em cotutela com Universidad Autónoma de Madrid, 2018.

SEVERINO, A. J. Pesquisa educacional: da consistência epistemológica ao compromisso ético. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, [S.l.], p. 900-916, oct. 2019. ISSN 1982-5587. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/12445. Acesso em: 28 fev. 2020. Doi:https://doi.org/10.21723/riaee.v14i3.12445.

TREVISAN, Amarildo; DEVECHI, Catia Piccolo Viero. Abordagens na formação de professores: uma reconstrução aproximativa do campo conceitual. Rev. Bras. Educ. v. 16, n. 47, p. 409-426, 2011,

United Nations Human Rights. Universal Declaration of Human Rights (1948). Office of the United Nations High Commissioner for Human Rights, 24 nov. 2015. Disponível em: http://www.ohchr.org/EN/UDHR/Documents/UDHR_Translations/eng.pdf. Acesso em: 14 jul. 2018.

Publicado

20/02/2020

Como Citar

SABBI, C. R.; ROSA, G. A. da; HERRÁN GASCÓN, A. de la. Cenários educacionais na contemporaneidade: reflexões a respeito das diferenças e das performances. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 15, n. 2, p. 682–696, 2020. DOI: 10.21723/riaee.v15i2.12366. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/12366. Acesso em: 6 mar. 2021.

Edição

Seção

Artigos