Mediação tecnológica e processo educacional em tempos de pandemia da Covid-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v16i3.14788

Palavras-chave:

Pandemia Covid-19, Escola, Mediação tecnológica

Resumo

A pandemia da Covid-19 provocou no Brasil e no mundo mudanças repentinas nos campos social, político, econômico e educacional. Dentre as medidas implementadas, o isolamento social implicou no fechamento das escolas, que passaram a ser desafiadas a assumirem o ensino remoto emergencial, mediado pelas tecnologias digitais. Nesse sentido, pretendeu-se com este estudo verificar como a escola pode cumprir a sua função político-social no contexto da crise da pandemia. Quanto à metodologia, trata-se de um estudo exploratório de abordagem qualitativa que envolveu o uso de dados secundários e empíricos da Unesco e, ainda, a realização de um levantamento que mapeou a maneira como os estados no Brasil estão conduzindo as atividades escolares. Os resultados atestam que a pandemia da Covid-19 exerce impactos diferenciados na vida social e que a oferta do ensino remoto pelos estados tem sido encaminhada por meio de diferentes propostas; entretanto, verificou-se que, de modo geral, as iniciativas governamentais não têm promovido efetivamente a participação da comunidade escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eucidio Pimenta Arruda, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte – MG

Professor e Pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Educação: Conhecimento e Inclusão Social. Doutorado em Educação (UFMG).

Suzana dos Santos Gomes, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte – MG

Professora e Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Educação: Conhecimento e Inclusão Social. Pós-Doutorado pela Universidade de Lisboa (UL) e Universidade de São Paulo (USP).

Durcelina Ereni Pimenta Arruda, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte – MG

Professora do Programa de Mestrado Profissional Educação e Docência (FaE/UFMG). Pós-Doutorado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Referências

APPLE, Michael Whitman. Global crises, social justice, and education. New York: Routledge, 2010.

ARRUDA, Eucídio Pimenta. Educação Remota Emergencial: elementos para políticas públicas na educação brasileira em tempos de Covid-19. Em Rede - Revista de Educação a Distância, Porto Alegre, v. 7, n. 1, p. 257-275, 2020. Disponível em: https://www.aunirede.org.br/revista/index.php/emrede/ article/view/621. Acesso em: 25 maio 2020.

ARRUDA, Eucídio Pimenta. Implementação das tecnologias digitais nos currículos das escolas de Educação Básica dos países membros da OCDE. In: SIQUEIRA, Ivan Claudio Pereira (org.). Subsídios à elaboração da BNCC: estudos sobre temas estratégicos da parceria CNE e Unesco. São Paulo: Moderna, 2018. Disponível em: https://fundacaosantillana.org.br/wp-content/uploads/2019/12/10_SubsidiosBNCC.pdf. Acesso em: 31 maio 2020.

BADIN, Ana Maria Andreola; PEDERSETTI, Simone; SILVA, Melisssa Borges da. Educação Básica em tempos de pandemia: tentativas para minimizar o impacto do distanciamento e manter o vínculo entre os alunos, as famílias e a escola. In: PALÚ, Janete; SCHÜTZ, Jenerton Arlan; MAYER, Leandro. Desafios da educação em tempos de pandemia. Cruz Alta: Ilustração, 2020, p. 123-137.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2011.

BAUMAN, Zygmunt. Em busca da política. Rio de Janeiro: Zahar, 2000.

CANDAU, Vera Maria. Educação escolar: entre o “sequestro” e a “reinvenção”? In: CANDAU, Vera Maria; SACAVINO, Susana Beatriz. Educação: temas em debate. 1. ed. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2015. p. 16-23.

CHARLOT, Bernard. A escola e o trabalho dos alunos. Sísifo. Revista de Ciências da Educação, n. 10, p. 89-96, set./dez. 2009. Disponível em: http://sisifo.ie.ulisboa.pt/index.php/sisifo/article/view/165. Acesso em: 29 jan. 2020.

CHARLOT, Bernard. Da relação com o saber às práticas educativas. 1. ed. São Paulo: Cortez, 2013. 287 p.

COSCARELLI, Carla Viana. Navegar e ler na rota do aprender. In: Tecnologias para aprender. 1. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2016. cap. 4, p. 62-80.

COUTO, Edvaldo Souza; COUTO, Edilece Souza; CRUZ, Ingrid de Magalhães Porto. #FIQUEEMCASA: EDUCAÇÃO NA PANDEMIA DA COVID-19. Educação, v. 8, n. 3, p. 200-217, 2020. Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/index.php/ educacao/ article/view/8777/3998. Acesso em: 10 jun.2020.

DUBET, François. Democratização escolar e justiça da escola. Educação Santa Maria, v. 33, n. 3, p. 381-394, set./dez. 2008. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/1614/909. Acesso em: 20 maio 2020.

DUBET, François. Mutações cruzadas: a cidadania e a escola. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro, v. 16, n. 47, p. 289-305, ago. 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24782011000200002&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 22 maio 2020.

DUBET, François. O que é uma escola justa? Cadernos de Pesquisa, v. 34, n. 123, p. 539-555, set./dez. 2004. Disponível em: http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/cp/article/view/4635. Acesso em: 21 maio 2020.

ESTELLÉS, Marta; FISCHMAN, Gustavo Enrique. Imaginando uma Educação para a Cidadania Global pós-Covid-19. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 15, e2015566, 2020. Disponível em: https://www.revistas2.uepg.br/index.php/praxiseducativa. Acesso em: 11 jun. 2020.

FORQUIN, Jean-Claude. Escola e cultura: as bases sociais epistemológicas do conhecimento escolar. Porto Alegre: Artes Médicas, 1993.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da tolerância. São Paulo: UNESP, 2004.

FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria. Educação básica no Brasil na década de 1990: subordinação ativa e consentida à lógica do mercado. Educ. Soc., Campinas, v. 24, n. 82, p. 93-130, abr. 2003. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/es/v24n82/a05v24n82.pdf. Acesso em: 24 abr. 2020.

GARRIDO, Selma Pimenta. Políticas Públicas, Diretrizes e Necessidades da Educação Básica e Formação de Professores. In: LIBÂNEO, José Carlos; SUANNO, Marilza Vanessa Rosa; LIMONTA, Sandra Valéria. Qualidade da escola pública: políticas educacionais, didática e formação de professores. Goiânia: Ceped Publicações: Gráfica e Editora América: Kelps, 2013. p. 91-106.

GATTI, Bernadete A. Possível reconfiguração dos modelos educacionais pós-pandemia. Estud. av., São Paulo, v. 34, n. 100, p. 29-41, dez. 2020. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142020000300029&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 15 fev. 2021.

GATTI, Bernardete Angelina. Formação de professores no Brasil: características e problemas. Educ. Soc., Campinas, v. 31, n. 113, p. 1355-1379, Dec. 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302010000400016&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 09 jun. 2020.

GOMES, Suzana dos Santos. Avaliação das capacidades de leitura. Educ. rev., Curitiba, n. 63, p. 221-236, mar. 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602017000100221&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 08 jun. 2020.

GOMES, Suzana dos Santos. Infância e tecnologias. In: COSCARELLI, Carla Viana. (org.). In: Tecnologias para aprender. 1. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2016. cap. 9, p. 145-158.

GOMES, Suzana dos Santos. Um olhar sobre as práticas de avaliação na escola. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2014.

GOMES, Suzana dos Santos; TAVARES, Rosilene Horta; MELO, Savana Diniz Gomes. Sociedade, educação e redes: luta pela formação crítica na universidade. Araraquara, SP: Junqueira & Marin, 2019. 351 p.

HODGES, Charles. et al. The difference between emergency remote teaching and online learning. EDUCAUSE Review, Louisville, 2020. Disponível em: https://er.educause.edu/articles/2020/3/the-difference-between-emergency-remote-teaching-and-online-learning. Acesso em: 28 maio 2020.

LIBÂNEO, José Carlos. O dualismo perverso da escola pública brasileira: escola do conhecimento para os ricos, escola do acolhimento social para os pobres. Educ. Pesqui., São Paulo, v. 38, n. 1, p. 13-28, mar. 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-97022012000100002&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 09 maio 2020.

LIBÂNEO, José Carlos. Sistema de ensino, escola, sala de aula: onde se produz a qualidade das aprendizagens? In: LOPES, A. C.; MACEDO, E. Políticas de currículo em múltiplos contextos. São Paulo: Cortez, 2006. p. 70-125.

MASETTO, Marcos Tarciso. Mediação pedagógica e o uso da tecnologia. In: MASETTO, Marcos Tarciso; BEHRENS, Marilda Aparecida; MORAN, José Manuel. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas: Papirus, 2000. p. 133-173.

MONTEIRO, Sandrelena da Silva. (Re)inventar Educação Escolar no Brasil em Tempos da Covid-19. Rev. Augustus, Rio de Janeiro, v. 25, n. 51, p. 237-254, jul./out. 2020. Disponível em: https://revistas.unisuam.edu.br/index.php/revistaaugustus/article/view/552. Acesso em: 10 fev. 2021.

NYC Department of Education. Coronavirus Update. 2020. Disponível em: https://www.schools.nyc.gov/school-life/health-and-wellness/coronavirus-update. Acesso em: 31 maio 2020.

PEREIRA, Alexandre de Jesus; NARDUCHI, Fábio; MIRANDA, Maria Geralda de. Biopolítica e Educação: os impactos da pandemia de Covid-19 nas escolas públicas. Rev. Augustus, Rio de Janeiro, v.25, n. 51, p. 237-254, jul./out. 2020.Disponível em: https://revistas.unisuam.edu.br/index.php/revistaaugustus/article/view/554. Acesso em: 12 mar. 2021.

QUEIROZ, Magali Aparecida Mendes de; VIEIRA, Vânia Maria Oliveira. Imbricações entre mediação, práticas pedagógicas e evasão: um estudo em representações. Revista Educação Online, Rio de janeiro, n. 31, p. 82-104, maio/ago. 2019. Disponível em: http://educacaoonline.edu.puc-rio.br/index.php/eduonline/article/view/514. Acesso em: 22 abr. 2020.

RADIO FRANÇA INTERNACIONAL. Teleschool opens in France. Disponível em: http://www.rfi.fr/en/france/20200323-teleschool-opens-in-france-as-homework-takes-on-a-new-meaning-under-covid-19. Acesso em: 05 maio 2020.

RIBEIRO, Ana Elisa. Leitura, escrita e tecnologia: questões, relações e provocações. In: Tecnologias para aprender. 1. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2016. cap. 2, p. 31-42.

UNESCO. School Closures causeb by Coronavírus. Disponível em: https://en.unesco.org/covid19/educationresponse. Acesso em: 28 maio 2020.

VIGOTSKI, Lev Semenovitch. A formação social da mente. Trad. José Cipolla Neto, Luis Silveira Menna Barreto, Solange Castro Afeche. 1998.

XIAO, Chunchen.; LI, Yi. Analysis on the Influence of Epidemic on Education in China. In: DAS, Veena; KHAN, Naveeda (Ed.). Covid-19 and Student Focused Concerns: Threats and Possibilities. 2020. Disponível em: https://americanethnologist.org/features/collections/covid-19-and-student-focused-concerns-threats-and-possibilities/analysis-on-the-influence-of-epidemic-on-education-in-china. Acesso em: 01 maio 2020.

XINHUA NEWS AGENCY. China focus: schools start online courses as epidemic control postpones new semester. China, 17 fev. 2020. Disponível em: http://www.xinhuanet.com/english/2020-02/17/c_138792006_2.htm. Acesso em: 31 maio 2020.

Downloads

Publicado

01/07/2021

Como Citar

ARRUDA, E. P.; GOMES, S. dos S.; ARRUDA, D. E. P. Mediação tecnológica e processo educacional em tempos de pandemia da Covid-19. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 16, n. 3, p. 1730–1753, 2021. DOI: 10.21723/riaee.v16i3.14788. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/14788. Acesso em: 25 out. 2021.