Formação docente para bacharéis: possibilidades para professores novatos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v16iEsp.1.14931

Palavras-chave:

Ensino, Capacitação de professores, Pesquisa em educação de enfermagem

Resumo

Muitos profissionais inserem-se precocemente na docência e em muitos casos, apresentando despreparo pedagógico. O artigo objetiva refletir sobre o professor considerado novato e seu processo de formação docente. Este estudo de reflexão teórica teve como questões norteadoras: como constitui-se um docente novato? Quais os principais dilemas enfrentados por este? Como a formação docente pode auxiliar em suas situações problemáticas? Os resultados sugerem que a possibilidade de formação formal seja amplamente considerada e que propostas de formação docente utilizem estratégias para além daquelas que estimulam unicamente a reflexão sobre a própria prática docente. Podem auxiliar, mas não substituir a formação, neste processo: observação da prática dos colegas e aprendizagem horizontal com os pares, uso do portfólio reflexivo, estudos colaborativos, como Lesson Study, criação de comunidades de prática e adoção do período de indução profissional. Reiteramos como imprescindível o apoio institucional. A partir destas reflexões, intencionamos contribuir para a prática docente, salientando que estratégias de formação docente são parte de um amplo processo de formação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniela Maysa de Souza, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis – SC

Doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem.

Vânia Marli Schubert Backes, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis – SC

Professora Titular do Departamento de Enfermagem. Doutorado em Enfermagem (UFSC). Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq – Nível 1C.

José Luis Medina Moya, Universidade de Barcelona (UB), Barcelona

Professor Autorizado da Faculdade de Pedagogia da Universidade de Barcelona no Departamento de Didática e Organização Educacional. Doutorado em Filosofia e Ciências da Educação (UB).

Daniele Delacanal Lazzari, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis – SC

Professor Adjunto no Departamento de Enfermagem. Doutorado em Enfermagem (UFSC).

Referências

AKERSON, V. L.; PONGSANON, K.; ROGERS, M. A. P.; CARTER, I.; GALINDO, E. Exploring the use of lesson study to develop elementary preservice teachers’ pedagogical content knowledge for teaching nature of science. Int J of Sci and Math Educ, v. 15, n. 2, p. 293-312, 2017. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s10763-015-9690-x. Acesso em: 17 dez. 2019.

BORGES, R. M.; GONZÁLEZ, F. J. O início da docência universitária. Revista Docência do Ensino Superior, v. 7, n. 2, p. 50-62, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/2236/1408. Acesso em: 10 mar. 2020.

BOZU, Z. Cómo elaborar un portafolio para mejorar la docencia universitaria. Una experiencia de formación del profesorado novel. Barcelona: OCTAEDRO, 2012. (Cuaderno 23). Disponível em: https://octaedro.com/libro/como-elaborar-un-portafolio-para-mejorar-la-docencia-universitaria/. Acesso em: 10 out. 2019.

BOZU, Z; MANOLESCU, M. El espacio europeo de educación superior y el profesorado universitario novel: un estudio cualitativo. Bordón, Madrid, Centro de Ciencias Humanas y Sociales, v. 62, n. 4, p. 51-63, abr. 2010. Disponível em: https://recyt.fecyt.es/index.php/BORDON/article/view/29318. Acesso em: 20 out. 2019.

CAMPOS, J. A. A. La formación del profesorado novel em la Universidad de Barcelona. Universitat de Barcelona. Institut de Ciències de l’Educació. Barcelona: Ediciones OCTAEDRO, 2012.

CRUESS, R. L.; CRUESS, S. R.; STEINERT, Y. Medicine as a community of practice: implications for medical education. Acad Med, v. 93, n. 2, p. 185-191, 2018. Disponível em: https://journals.lww.com/academicmedicine/Fulltext/2018/02000/Medicine_as_a_Community_of_Practice__Implications.19.aspx. Acesso em: 10 dez. 2019.

DANTAS, O. M. A. N. A. Portfólio: procedimento de avaliação processual da formação de professores. Rev.Eletrônica Pesquiseduca, v. 9, n. 19, p. 523-537, 2017. Disponível em: http://periodicos.unisantos.br/index.php/pesquiseduca/article/view/725. Acesso em: 05 nov. 2020.

FLORES, M. A. La investigación sobre los primeros años de enseñanza: Lecturas e Implicaciones. In: GARCIA, C. M. (Coord.). El profesorado principiante. Inserción a La docencia. Barcelona: Ediciones Octaedro, 2009. p. 59-98. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/libro?codigo=354151. Acesso em: 01 mar. 2020.

FREIRE, L. I. F.; FERNANDEZ, C. O professor universitário novato: tensões, dilemas e aprendizados no início da carreira docente. Ciência & Educação, Bauru, v. 21, n. 1, p. 255-272, 2015. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=5285768. Acesso em: 01 mar. 2020.

GARCIA, C. M. Políticas de inserción a la docencia: de eslabón perdido a puente para el desarrollo profesional docente. In: GARCIA, C. M. (Coord.). El profesorado principiante. Inserción a La docencia. Barcelona: Ediciones Octaedro, 2009. p. 7-58. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/libro?codigo=354151. Acesso em: 01 out. 2019.

IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. São Paulo: Cortez, 2011.

LAZZARI, D. D.; MARTINI, J. G.; BUSANA, J. A. Teaching in higher education in nursing: an integrative literature review. Rev Gaúch Enferm, v. 36, n. 3, p. 93-101, 2015. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/RevistaGauchadeEnfermagem/%20article/view/49670/35064. Acesso em: 10 dez. 2019.

MEDINA, J. L.; BORRASCA, B. J.; SÁNCHEZ, C. U. Evaluación del Impacto de La Formación del Profesorado Universitario Novel: Un Estudio Cualitativo. Revista de Investigación Educativa, Murcia, v. 23, n. 1, p. 205-238, 2005. Disponível em:http://revistas.um.es/rie/article/view/98511. Acesso em: 02 fev. 2019.

MOYA, J. L. M.; BORRASCA, B. J.; MENEGAZ, J. A formalização do conhecimento profissional no currículo. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 13, n. 2, p. 588-603, abr./jun. 2018. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/11323/7356. Acesso em: 08 ago. 200.

SHULMAN, L. S. A different way to think about... student assessment. Carnegie perspectives. Carnegie Foundation for the Advancement of Teaching, 2008. Disponível em: http://files.eric.ed.gov/fulltext/ED501465.pdf. Acesso em: 05 nov. 2020.

SHULMAN, L. S. Conocimiento y Enseñanza: Fundamentos de la Nueva Reforma. Revista de currículum y formación del profesorado, Granada, Universidad de Granada, v. 9, n. 2, p. 1-30, abril, 2005. Disponível em: https://www.ugr.es/~recfpro/rev92ART1.pdf. Acesso em: 12 out. 2019.

SOUZA, D. M.; MOCELIN, J.; DANIELSKY, K.; BACKES, V. M. S. Entre a alienação e a libertação: da concepção bancária a concepção problematizadora da educação. In: PRADO, M. L.; REIBNITZ, K. S. Paulo Freire: a boniteza de ensinar e aprender na saúde. Florianópolis: UFSC, 2016. p. 37-60. Disponível em: http://ebooks-saude.sites.ufsc.br/flipbook_PauloFreire/mobile/index.html#p=. Acesso em 20 nov. 2019.

UBILLUS, A. M. T.; ROMERO, J. M. G. El papel de las teorías apriorísticas en la construcción de la identidad profesional del profesorado universitario novel. Revista Cubana de Educación Superior, v. 36, n. 2, p. 76-94, 2017. Disponível em: http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0257-43142017000200008. Acesso em: 12 jan. 2020.

VEENMAN, S. Perceived Problems of Beginning Teachers. Rev. Educ. Res., Thousand Oaks, American Educational Research Association, n. 54, v. 2, p. 143-178, jul. 1984. Disponível em: http://citeseerx.ist.psu.edu/viewdoc/download?doi=10.1.1.834.9292&rep=rep1&type=pdf. Acesso em: 03 out. 2019.

VRIKKI, M.; WARWICK, P.; VERMUNT, J.; MERCER, N.; VAN HALEM, N. Teacher learning in the context of lesson study: a video-based analysis of teacher discussions. Teaching and teacher education, v. 61, p. 211-224, 2017. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0742051X16305984?via%3Dihub. Acesso em: 10 dez. 2019.

WENGER, É. Communities of practice: learning, meaning and identity. New York: Cambridge University Press, 2008.

ZEBALLOS, M. Programa de acompañamiento a profesores principiantes en la Provincia de Buenos Aires, República Argentina. In: GARCIA, C. M. (Coord.). El profesorado principiante. Inserción a La docencia. Ediciones Octaedro: Barcelona, 2009. p. 211-240. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/libro?codigo=354151. Acesso em: 01 out. 2019.

Publicado

01/03/2021

Como Citar

SOUZA, D. M. de; BACKES, V. M. S.; MEDINA MOYA, J. L.; LAZZARI, D. D. Formação docente para bacharéis: possibilidades para professores novatos. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 16, n. esp.1, p. 957–981, 2021. DOI: 10.21723/riaee.v16iEsp.1.14931. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/14931. Acesso em: 11 maio. 2021.