A Educação para o Desenvolvimento Sustentável e a Educação Ambiental Popular na percepção de educadores ambientais no Brasil e no México

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v18i00.18159

Palavras-chave:

Educação Ambiental Popular, Desenvolvimento Sustentável, Brasil, México

Resumo

Este estudo tem por objetivo apresentar percepções de educadores(as) ambientais sobre a Educação para o Desenvolvimento Sustentável (EDS) e a Educação Ambiental Popular (EAP). Resultado de um estágio em nível de pós-doutorado, parte, num primeiro momento, de um estabelecimento conceitual epistemológico dos horizontes da (EDS) e da (EAP). Num segundo momento, através de uma abordagem qualitativa com epistemologia da hermenêutica filosófica, realiza a escuta de 10 (dez) pesquisadores(as) em Educação Ambiental sobre o tema, sendo 5 (cinco) do Brasil e 5 (cinco) do México. Os resultados demonstram a diferença dos projetos de cada matriz educacional. Apontam para o crescimento da (EDS), na região, enquanto política neoliberal que já integra o Plano Nacional de Educação do Brasil e o Plano Nacional de Desenvolvimento do México. As percepções consideram o não atingimento dos objetivos da (EDS) e sugerem a adoção da (EAP) ou da Educação Ambiental para a Sustentabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vilmar Alves Pereira, Universidad Internacional Iberoamericana

Professor Bolsista de Pós-doutorado Sênior (PDS/CNPq) junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Jaime José Zitkoski, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Professor Supervisor de Pós-doutorado junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação.

Referências

ALONSO-SAINZ, T. Educacion para el desarrollo sostenible: una vision critica desde la Pedagogia/Education for Sustainable Development: A critical approach from Pedagogy. Revista Complutense de Educacion, Madrid, v. 32, n. 2, 2021.

ALVES PEREIRA, V.; SILVA, R. F. da.; RAMÍREZ-SÁNCHEZ, M. Y. Educação Ambiental Popular na América Latina e Caribe e Educação para o Desenvolvimento Sustentável: incongruências e desafios. Revista Científica da Faculdade de Educação e Meio Ambiente, [S. l.], v. 13, n. 1, p. 92–113, 2022. DOI: 10.31072/rcf. v13i1.1050.

BASTOS, A. M.; SOUZA, C. B. G. de. A educação e a sustentabilidade: o desafio de um paradigma e a década da educação para o desenvolvimento sustentável da UNESCO (2005-2014). Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 8, n. 1, p. 208-240, 2013. DOI: 10.21723/riaee.v8i1.6484.

BRASIL. Lei n. 13.005 de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Brasília, DF: MEC, 2014. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm. Acesso em: 10 jan. 2023.

COMISSÃO ECONÔMICA PARA A AMÉRICA LATINA E O CARIBE (CEPAL). Panorama Social da América Latina e do Caribe, Resumo executivo (LC/PUB.2022/16). Santiago: [s. d.], 2022.

GADAMER H-G. Verdade e Método: traços fundamentais de uma hermenêutica filosófica. Tradução : Flavia Paulo Meurer. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

GARCIA, R. M. C.; MICHELS, M. H. Educação e Inclusão: equidade e aprendizagem como estratégias do capital. Educação e Realidade, v. 46, p. 1-21, 2021.DOI:10.1590/2175-6236116974.

HENNING, P. C; FERRARO, J. L. S. As lutas políticas da Educação Ambiental nas universidades brasileiras: provocações à governamentalidade neoliberal no âmbito da educação para o desenvolvimento sustentável. Ciência & Educação (Online), v. 28, p. 1-15, DOI: 10.1590/1516-731320220028.

HESSELINK, F.; VAN KEMPEN, P. P.; WALS, A. ESDebate. International debate on education for sustainable development. Gland: IUCN, 2000.

LAYRARGUES PP, LIMA GFC. As macrotendências político-pedagógicas da educação ambiental brasileira. Ambiente & Sociedade, v. 17, n. 1, p. 23-40, 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/j/asoc/a/8FP6nynhjdZ4hYdqVFdYRtx/. Acesso em: 27 abr. 2023.

MEIRA, P.; SATO, M. Só os peixes mortos não conseguem nadar contra a correnteza. Revista de Educação Pública, v. 14, n. 25, 2005.

MINAYO, M. C. S. Ciência, técnica e arte: o desafio da pesquisa social. In: MINAYO, M. C. S. (org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 18. ed. Petrópolis: Vozes, 2011. p. 9-29.

OLIVEIRA, N. C. R. de; OLIVEIRA, F. C. S. de; CARVALHO, D. B. de. Educação ambiental e mudanças climáticas: análise do Programa Escolas Sustentáveis. Ciência & Educação (Online), v. 27, p. 1-16, 2021. DOI: 10.1590/1516-731320210068.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E CULTURA (UNESCO). Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável: Documento Final/Plano Internacional de Implementação. Brasília, DF: Unesco, 2005.

RUIZ R. J. F. Saberes, impericias y trayecto abierto. Balance de la educación ambiental en México. 1. ed. Guadalajara, Jalisco: Editorial Universidad de Guadalajara, Centro Universitario de Ciencias Biológicas y Agropecuarias, 2020.

RUIZ, F. J. R.; ROSALES, E. A. C. México y el decenio de la educación para el desarrollo sustentable de la UNESCO. In: CONGRESO NACIONAL DE INVESTIGACIÓN EDUCATIVA, 14., 2017, San Luis Potosí. Anais [...]. San Luis Potosí, México: [s. d.], 2017. Disponível em: https://comie.org.mx/congreso/memoriaelectronica/v14/doc/0555.pdf. Acesso em: 10 jan. 2023.

SAUVÉ, L. Educação Ambiental e Desenvolvimento Sustentável: uma análise complexa. Revista de Educação Pública, v. 10, 1997. Disponível em: http://www.ufmt.br/revista/arquivo/rev10/educacao_ambiental_e_desenvolvim.html. Acesso em: 10 jan. 2023.

SHIROMA, E. O.; ZANARDINI, I. M. S. Estado e gerenciamento da educação para o desenvolvimento sustentável: recomendações do capital expressas na Agenda 2030. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 24, n. esp. 1, p. 693-714, 2020. DOI: 10.22633/rpge.v24iesp1.13785.

SOUZA, T. Z. de. A educação ambiental popular: contribuições em práticas sociais. MOTRICIDADES: Revista da Sociedade de Pesquisa Qualitativa em Motricidade Humana, [S. l.], v. 2, n. 1, p. 60-70, 2018. DOI: 10.29181/2594-6463-2018-v2-n1-p60-70.

UCHOA, R. S. Análise da Década da Educação para o Desenvolvimento Sustentável (DEDS) da UNESCO a partir da leitura da Pedagogia da Autonomia de Paulo Freire. Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), [S. l.], v. 13, n. 2, p. 340-350, 2018. DOI: 10.34024/revbea.2018.v13.2478.

Publicado

16/10/2023

Como Citar

PEREIRA, V. A.; ZITKOSKI, J. J. A Educação para o Desenvolvimento Sustentável e a Educação Ambiental Popular na percepção de educadores ambientais no Brasil e no México. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 18, n. 00, p. e023095, 2023. DOI: 10.21723/riaee.v18i00.18159. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/18159. Acesso em: 27 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos teóricos