Educação escolar e gestão democrática do ensino: perspectivas

Autores

  • Máximo Augusto Campos Masson Universidade Federal do Rio de Janeiro (Ufrj)
  • Maria Teresa Vianna Van Acker Universidade Paulista (Unip)

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v22.nesp1.2018.10785

Palavras-chave:

Gestão democrática. Gestão democrática do ensino. Legislação brasileira sobre educação. Fracasso escolar.

Resumo

O artigo discute a gestão do ensino a partir do debate sobre a gestão democrática de instituições sociais, em particular, a escola. Reflete sobre as mudanças ocorridas na escola em função da presença de novos alunos, pertencentes às classes subalternas e a possibilidade da gestão democrática do ensino ser um instrumento importante para a superação do fracasso escolar. Discute aspectos da legislação brasileira sobre o tema e as possibilidades decorrentes do crescimento do conservadorismo político se opor a iniciativas a gestão democrática do ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Máximo Augusto Campos Masson, Universidade Federal do Rio de Janeiro (Ufrj)

Professor Associado da UFRJ

Maria Teresa Vianna Van Acker, Universidade Paulista (Unip)

Docente

Referências

BOBBIO, N. O futuro da democracia: uma defesa das regras do jogo. Tradução de Marco Aurélio Nogueira. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.

BOURDIEU, P. As regras da arte: gênese e estrutura do campo literário. Tradução de Maria Lúcia Machado. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

BOURDIEU, P. Marginália: algumas notas adicionais sobre o dom. Tradução de Stela dos Santos Abreu. In: Mana: Estudos de Antropologia Social, v. 02, n. 02, out., 1996b, p.07-17.

BOURDIEU, P. Las estrategias de la reprodución social. Tradução de Alicia Beatriz Gutiérrez. Buenos Aires: Siglo Veintiuno, 2011.

BOURDIEU, P.; Wacquant, L. Una invitación a la sociología reflexiva. Tradução de Ariel Dilon. Buenos Aires: Siglo Veintiuno Editores, 2012.

BOURDIEU, P. Intervenciones políticas: um sociólogo em la barricada. Tradução de Alicia Beatriz Guitérrez. Buenos Aires: Siglo Veintiuno Editores, 2015.

BOURDIEU, P.; BOLTANSKI, L. O diploma e o cargo: relações entre o sistema de produção e o sistema de reprodução. Tradução de Magali de Castro. In: Escritos de educação. Organização de Maria Alice Nogueira e Afrânio Catani. Petrópolis-RJ: Vozes, 2010, 11ª edição.

BOURDIEU, P. et al. A miséria do mundo. Tradução de Mateus S. S. Azevedo, Jaime A. Clasen, Sérgio H. de F. Guimarães, Marcus A. Penchel, Guilherme J. de F. Teixeira e Jairo V. Vargas. Petrópolis-RJ: Vozes, 2003, 8ª edição.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Brasília: Senado Federal, 2014. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm. Acesso em: 10 set. 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Programa Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares. Gestão da educação escolar. Brasília: UnB, CEAD, 2004, volume 5. p. 25).

BURAWOY, M. Pedagogy of the oppressed: Freire Meets Bourdieu. Berkeley, 2004. Disponível em: http://burawoy.berkeley.edu/Bourdieu/6.Freire.pdf. Acesso em: 10 ago. 2017.

CAMINI, L. Política e Gestão Educacional Brasileira: uma análise do Plano Nacional de Desenvolvimento da Educação/Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação (2007/2009). São Paulo: Outras Palavras, 2013.

CURY, C. R. J. A gestão democrática na escola e o direito à educação. Revista Brasileira de Política e Administração da Escola, v. 23, n. 3, p. 483-495, set./dez., 2007.

DURKHEIM, E. Sociologia, educação e moral. Tradução de Evaristo Santos. Porto: Rés Editora, 1984.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia. Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

LAHIRE, B. Sucesso escolar nos meios populares: as razões do improvável. Tradução de Ramon Américo Vasques e Sonia Goldfeder. São Paulo: Ática, 1997.

MARX, K. Crítica ao Programa de Gotha. In: Marx y Engels, Obras Escogidas, Tomo III. Tradução espanhola. Moscou: Editorial Progreso, 1981.

OFFE, C. Problemas estruturais do estado capitalista. Tradução de Bárbara Freitag. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1984.

PERRENOUD, P. Pedagogia diferenciada: das intenções à ação. Tradução de Patrícia Chittoni Ramos. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

POCHMANN, M. Nova classe média? O trabalho na base da pirâmide social brasileira. São Paulo: Boitempo Editorial, 2012.

SANDER, B. Estado do conhecimento em perspectiva. In: MARTINS, A. M. (Org.). Estado da Arte: gestão, autonomia escolar e órgãos colegiados (2000-2008). Brasília: Liber Livros/ANPAE, 2011.

SPÓSITO, M. P. Interfaces entre a sociologia da educação e os estudos sobre a juventude no Brasil. In: APPLE, M.; BALL, S.; GANDIN, L. A sociologia da educação: análise internacional. Porto Alegre: Penso, 2013.

Downloads

Publicado

01/01/2018

Como Citar

MASSON, M. A. C.; VAN ACKER, M. T. V. Educação escolar e gestão democrática do ensino: perspectivas. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, p. 84–104, 2018. DOI: 10.22633/rpge.v22.nesp1.2018.10785. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/10785. Acesso em: 13 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.