Discursos docentes do curso de pedagogia: um olhar à luz da Teoria da Argumentação

Clara Corrêa da Costa, Helen Silveira Jardim de Oliveira

Resumo


Este artigo é inspirado em duas pesquisas concluídas de Pós-Graduação em Educação − uma de doutorado e outra de pós-doutorado − cuja fundamentação teórico-metodológica é ancorada na Teoria da Argumentação, concebida por Chaïm Perelman e Lucie Olbrechts-Tyteca, em 1958. Ambas as pesquisas se conectam, pois tratam de reflexões, problematizações e acordos provisórios sobre temáticas que envolvem a Educação na contemporaneidade. Este trabalho se propõe a apresentar possibilidades de articulação da Teoria da Argumentação à Educação, tal como proposto por Lemgruber e Oliveira (2011), Mazzotti (2011); Castro, Maia e Alves-Mazzotti (2013) e Castro (2016). Para tal, focalizamos a formação pedagógica no discurso de professores de curso de Pedagogia. A partir das reflexões teóricas realizadas da análise argumentativa empreendida, entendemos que o atual modelo de formação ainda não constitui base de conhecimento que articule os conhecimentos teóricos às práticas pedagógicas que orientarão o futuro professor em sua atuação na Educação Infantil e dos anos iniciais do Ensino Fundamental, levando em conta suas especificidades. Embora haja na literatura um consenso acerca da imprescindibilidade de alteração na estrutura do curso de Pedagogia, em que a docência constitua efetivamente o foco de atuação dos professores desse curso, essa é uma questão que ainda não foi solucionada. Compreendendo a Educação como um campo propício a aprimoramentos e mudanças, este trabalho busca colaborar com a construção de conhecimentos na área de Educação, oferecendo, na medida do possível, subsídios para estudos que versem sobre a Formação Docente a partir das contribuições oriundas dos autores da área da Argumentação.

Palavras-chave


Formação docente; Formação pedagógica; Argumentação; Discursos docentes; Pedagogia.

Texto completo:

PDF

Referências


CASTRO, Monica Rabello et al. Análise das interações em educação: retórica, argumentação, comunicação e representações sociais. 1. ed. Nova Iguaçu: Marsupial, 2016. v. único. 137p.

CASTRO, Monica Rabello; MAIA, Helenice; ALVES-MAZZOTTI, Alda Judith. Representações sociais do trabalho docente: um olhar sobre a subjetividade do professor em sala de aula. Revista Educação e Cultura Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 10, n. 22, p. 150-177, 2013. Disponível em: http://periodicos.estacio.br. Acesso em: 01 abr. 2020.

LEMGRUBER, Márcio Silveira; OLIVEIRA, Renato José de. Argumentação e educação: da ágora às nuvens. In: LEMBRUGER, Márcio Silveira; OLIVEIRA, Renato José de (Orgs.). Teoria da Argumentação e educação. Juiz de Fora: UFJF, 2011. p. 91-106.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia do trabalho científico. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2018.

MAZZOTTI, Tarso. Análise retórica e dialética de discursos acerca da Educação. Revista Educação e Cultura Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 8, n. 17, p. 1-19, 2011. Disponível em: http://periodicos.estacio.br. Acesso em: 01 abr. 2020.

MEYER, Michel. A problematologia como chave para a unidade da retórica. In: MEYER, Michel; CARRILHO, Manuel Maria; TIMMERMANS, Benoit. História da Retórica. Lisboa: Temas e Debates, 2002. p. 265-298.

OLIVEIRA, Renato José de. A ética no discurso pedagógico da atualidade. Niterói: Intertexto, 2011.

PATTON, M. Q. Qualitative research and evaluation methods. 3. ed. Thousand Oaks, California: Sage, 2002. Disponível em: http://www.sciepub.com/reference. Acesso em: 30 mar. 2020.

PERELMAN, Chaïm. Retóricas. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

PERELMAN, Chaïm; OLBRECHTS-TYTECA, Lucie. Tratado da argumentação: a nova retórica. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2005.




DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v15i3.13613



Direitos autorais 2020 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.