Metodologias ativas de aprendizagem no ensino superior de saúde: o fazer pedagógico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v14i2.11860

Palavras-chave:

Ensino, Aprendizagem, Educação superior, Docentes.

Resumo

Objetivou-se descrever, sob a ótica de docentes do ensino superior, entendimentos acerca das novas metodologias para o fazer pedagógico após um curso de capacitação. Pesquisa quantitativa, realizada com 13 docentes de uma Instituição de Ensino Superior de Fortaleza, Ceará, Brasil. Coleta dos dados de novembro de 2014 a fevereiro de 2015, por meio da oficina de capacitação e observação. Os dados obtidos foram compilados em três aspectos avaliativos: desenvolvimento das competências sobre as metodologias ativas; atividades complementares; método de ensino-aprendizagem quanto à performance nos trabalhos em grupo e o papel do facilitador. Para melhorar o conhecimento sobre metodologias ativas dos docentes, sugerem-se investimentos em cursos de capacitação e treinamento de habilidades sobre estratégias de ensino que facilitarão a superação de abordagem tradicional entre os docentes das instituições de ensino.

Biografia do Autor

Mariana Dond Veloso, Faculdade Nordeste (FANOR)

Possui graduação em FISIOTERAPIA pela Universidade de Fortaleza (2002), Mestrado em Ensino na Saúde pela Universidade Estadual do Ceará (2015), especialização em RPG/REPOSTURARSE pela Faculdade Integrada do Ceará (2004) e ensino-médio-segundo-grau pelo Colégio Farias Brito (1994). Concluido o curso de formação completa em osteopatia - Osteopata CO (2010).

Alice Maria Correia Pequeno, Universidade Estadual do Ceará

Possui graduação em Geologia pela Universidade de Fortaleza (1988) e mestrado em Geologia pela Universidade Federal do Ceará (1998). Tem Doutorado em Saúde Pública pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo. É Professora permanente do Mestrado Profissional Ensino na Saúde da Universidade Estadual do Ceará, coordenando a Disciplina de Metodologias Ativas de Ensino-Aprendizagem e colabora na disciplina de Avaliação da Aprendizagem. 

Francisca Diana da Silva Negreiros, Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC) da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Possui Graduação em Enfermagem pela Universidade Estadual do Ceará (1993). Doutoranda em Saúde Pública da Universidade Federal do Ceará (Ingresso agosto/2017). Mestrado Profissional Ensino na Saúde, pela Universidade Estadual do Ceará (2015). Enfermeira do Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC) da Universidade Federal do Ceará (UFC) e Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (HEMOCE) da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (SESA). Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase no Transplante Renal e Hepático. Atualmente exerçe a profissão no Serviço de Endocrinologia e Diabetes (SED)/HUWC e Coordenaçâo das Agências Transfusionais/HEMOCE. 

Referências

BELFOR, J. A. et al. Faculty teaching skills perceived by medical students of a university of the Brazilian Amazon region. Ciênc. Saúde Coletiva, v.23, n.1, p.73-82, 2018.

BERBEL, N. A. N. A problematização e a aprendizagem baseada em problemas: diferentes termos ou diferentes caminhos? Interface Comun Saúde Educ., v.2, n.2, p.139-154, 1998.

CALDARELLI, P. G. A importância da utilização de práticas de metodologias ativas de aprendizagem na formação superior de profissionais da saúde. Rev. Sustinere, v.5, n.1, p.175-178, 2017.

CAMAS, N. P. V.; BRITO, G. S. Metodologias ativas: uma discussão acerca das possibilidades práticas na educação continuada de professores do ensino superior. Rev. Diálogo Educ., v.17, n. 52, p.311-336, 2016.

FREITAS, D. A. et al. Saberes docentes sobre processo ensino-aprendizagem e sua importância para a formação profissional em saúde. Interface (Botucatu), v.20, n.57, p.437-448, 2016.

GOMES, K. K. et al. Qualidade de vida e qualidade de vida no trabalho em docentes da saúde de uma instituição de ensino superior. Rev Bras Med Trab., v.15, n.1, p.18-28, 2017.

LIMA, V. V. Constructivist spiral: an active learning methodology. Interface (Botucatu), v. 21, n.61, p.421-434, 2017.

MACEDO, S. M. F.; CAETANO, A. P. V. A ética como competência profissional na formação: o pedagogo em foco. Educ Real, v.42, n.2, p.627-648, 2017.

MAKUCH, D. M. V.; ZAGONEL, I. P. S. Pedagogical approach in the implementation of curriculum programs in nurse training. Esc Anna Nery, v.21, n.4, e201700252017.

MESQUITA, S. K. C.; MENESES, R. M. V.; RAMOS, D. K. R. Metodologias ativas de ensino/aprendizagem: dificuldades de docentes de um curso de enfermagem. Trab Educ Saúde, v.14, n.2, p.473-486, 2016.

MOURTHÉ JÚNIOR, C. A.; LIMA, V. V.; PADILHA, R. Q. Integrating emotions and rationalities for the development of competence in active learning methodologies. Interface (Botucatu), v. 22, n. 65, p. 577-588, 2018.

PAIVA, M. R. F. et al. Metodologias ativas de ensino-aprendizagem: revisão integrativa. Rev Sanare, v.15, n.2, p.145-153, 2016.

SCHUHMACHER, V. R. N.; ALVES FILHO, J. P.; SCHUHMACHER, E. As barreiras da prática docente no uso das tecnologias de informação e comunicação. Ciênc Educ., v.23, n.3, p.563-576, 2017.

SILVA, I. C. S.; PRATES, T. S.; RIBEIRO, L. F. S. As novas tecnologias e aprendizagem: desafios enfrentados pelo professor na sala de aula. Debate, v.15, p.107-123, 2017.

Publicado

01/01/2019

Como Citar

Veloso, M. D., Pequeno, A. M. C., & Negreiros, F. D. da S. (2019). Metodologias ativas de aprendizagem no ensino superior de saúde: o fazer pedagógico. Revista Ibero-Americana De Estudos Em Educação, 14(2), 354–370. https://doi.org/10.21723/riaee.v14i2.11860

Edição

Seção

Artigos