Entre o nascer e o pôr do sol: sentidos formativos para o trabalho docente na educação da infância em tempos nebulosos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v25i3.15326

Palavras-chave:

Educação, Infância, Formação de professores, Teoria crítica

Resumo

Nos profusos desafios que se impõem no contexto contemporâneo marcado pelas tensões e incertezas de um tempo que tudo devora, objetiva-se refletir sobre a necessidade de (re) pensar o sentido formativo do trabalho docente destinado à educação da infância com vista à humanização da criança. Este texto vincula-se a proposta de pesquisa de pós-doutoramento apresentado ao Programa de Pós-Graduação em Educação na Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC, Criciúma, Santa Catarina e, que se encontra em andamento entre os meses de maio e dezembro de 2021 com bolsa CNPq – Pós-doutorado Sênior – 2020. Por meio do levantamento bibliográfico acerca da interlocução entre a Infância, Formação de Professores e a Teoria Crítica de Sociedade, é preciso acolher e minimizar, por meio da formação docente, as desigualdades sociais e educacionais em defesa de uma educação da infância atenta às condições de cada comunidade educativa e, que garanta os processos democráticos e humanizadores do ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marta Regina Furlan de Oliveira, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina – PR

Professora no Departamento de Educação e no Programa de Pós-Graduação em Educação. Pós-Doutorado em Educação (UNESP).

Alex Sander da Silva, Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC), Criciúma – SC

Professor no Departamento de Educação e no Programa de Pós-Graduação em Educação. Pós-Doutorado em Educação (UNIMEP).

Referências

ADORNO, T. Educação e emancipação. Trad. Wolfgang Leo Maar. São Paulo, SP: Paz e Terra, 1995.

ADORNO, T. W; HORKHEIMER, M. Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos. Trad. Guido Antônio de Almeida. Rio de Janeiro, RJ: Jorge Zahar, 1985.

BENJAMIN, W. Obras escolhidas II: rua de mão única. 5. ed. São Paulo, SP: Brasiliense, 1985.

CAMPOS, M. M. A formação de professores para crianças de 0 a 10 anos: Modelos em debate. Educação & Sociedade, Campinas (SP), ano XX, n. 68, p. 126-142, 1999. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/es/v20n68/a07v2068.pdf. Acesso em: 25 abr. 2020

CAVALCANTI, L. B. A Luci por dentro. Londrina, PR: Editora Madrepérola, 2019.

CORREA, B.; CASSIO, F. Sem proteger crianças no isolamento, governos brincam de faz de conta. Ponte, 22 abr. 2020. Disponível em: https://ponte.org/artigo-sem-proteger-criancas-no-isolamento-governos-brincam-de-faz-de-conta/. Acesso em: 25 maio. 2021.

COSTA, C. L; SARMENTO, T. Escutar as crianças e (re) configurar identidades – interações com voz. Educação e Análise, Londrina (PR), v. 3, n. 2, p. 77-94, 2018.

GUIMARÃES, D; LEITE, M. I (org.). Pensando a educação infantil a partir de autores italianos: uma resenha crítica da bibliografia traduzido para o português. Revista EducAção, Rio de Janeiro (PUC-RJ), n. 43, maio 1999.

KOHAN, W. O. Infância: entre educação e filosofia. Belo Horizonte, MG: Autêntica, 2007.

OLIVEIRA, M. R. F.; AGOSTINI, N. Sociedade multitela e a semiformação: um desafio ético de grande monta (Multiscreen society and the semiformation: a great proportion ethical challenge). Revista Eletrônica de Educação, v. 14, e3753069, 2020.

PÊCHEUX, M. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Trad. Eni Pulcinelli Orlandi [et.al]. 3. ed. Campinas, SP: UNICAMP, 1997.

SARMENTO, T. Infâncias e Crianças em Narrativas de Educadoras de infância. In: PASSEGGI, M. C.; FURLANETTO, E. C.; PALMA, R. C. D. (org.). Pesquisa (auto) biográfica, infâncias, escola e diálogos intergeracionais. Curitiba, PR: Editora CRV, 2016. p. 77-94.

SARMENTO, T; OLIVEIRA, M. Investigar com as crianças: das narrativas à construção de conhecimento sobre si e sobre o outro. Revista Brasileira de Pesquisa (Auto) Biográfica, Salvador, v. 05, n. 15, p. 1121-1135, set./dez. 2020.

SERRES, M. Ramos. Trad. Edgar de Assis Carvalho e Mariza Perassi Bosco. Rio de Janeiro, RJ: Bertrand Brasil, 2008.

Downloads

Publicado

08/12/2021

Como Citar

OLIVEIRA, M. R. F. de; SILVA, A. S. da. Entre o nascer e o pôr do sol: sentidos formativos para o trabalho docente na educação da infância em tempos nebulosos. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 25, n. 3, p. 2814–2826, 2021. DOI: 10.22633/rpge.v25i3.15326. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/15326. Acesso em: 24 maio. 2022.