Políticas para a educação profissional e tecnológica no Brasil (2003-2017)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v14iesp.3.12764

Palavras-chave:

Política educacional, Educação profissional e tecnológica, Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, Recursos públicos.

Resumo

O artigo apresenta resultados de pesquisa e tem como objetivo discutir a proposição, assim como o processo da materialização de políticas para a educação profissional e tecnológica, no período de 2003 a 2017, ressaltando as concepções em disputa na área, no campo das contradições. A investigação se apoia em fontes documentais e em dados de relatórios oficiais disponibilizados nesse período. Mostra que a instituição da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, abarcando os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, possibilita a ampliação de vagas, do número de inscritos para ingresso e de matriculados nas Instituições da Rede Federal. Apresenta, ainda, a alocação crescente de recursos públicos, movimento que se interrompe a partir de 2015, com diminuição acentuada nos anos de 2016 e 2017.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fábio Mamoré Conde, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Porto Velho - Rondônia

Analista de Tecnologia de Informação. Diretoria de Tecnologia da Informação. Doutorando em Educação da Universidade Católica Dom Bosco.

Regina Tereza Cestari de Oliveira, Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), Campo Grande – Mato Grosso do Sul

Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação - Mestrado e Doutorado.

Referências

BANCO CENTRAL DO BRASIL. Calculadora do Cidadão. Brasília, 2019. Disponível em: https://www.bcb.gov.br/acessoinformacao/calculadoradocidadao. Acesso em: 10 abr. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Educação Profissional ‘Concepções. Experiências. Problemas e Propostas’. Brasília-DF, 2003. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=27112. Acesso em: 31 maio 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Proposta em discussão: Políticas Públicas para a Educação Profissional e Tecnológica. Brasília-DF, 2004. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf/p_publicas.pdf. Acesso em 31 maio 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Plano de Expansão da Rede Federal de Educação Tecnológica. Brasília: MEC, 2005. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/setec. Acesso em: 16 maio 2018.

BRASIL. Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Brasília, DF, dez. 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11892.htm. Acesso em: 12 out. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Expansão da Rede Federal. Relatório anual de análise dos indicadores de gestão das instituições federais de educação profissional, científica e tecnológica: Exercício 2008. Brasília-DF, 2009. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=17981&Itemid= Acesso em: 31 maio 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Expansão da Rede Federal. Relatório anual de análise dos indicadores de gestão das instituições federais de educação profissional, científica e tecnológica: Exercício 2009 e 2010. Brasília-DF, 2011a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=17982&Itemid= Acesso em: 31 maio 2018.

BRASIL. Decreto nº 7.589, de 26 de outubro de 2011. Institui a Rede e-Tec Brasil. Brasília, DF, 2011b. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/decreto/d7589.htm. Acesso em: 12 out. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Expansão da Rede Federal. Relatório anual de análise dos indicadores de gestão das instituições federais de educação profissional, científica e tecnológica: Exercício 2011. Brasília-DF, 2012a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=17983&Itemid= Acesso em: 31 maio 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia. Relatório de Gestão do Exercício: 2011. Porto Velho-RO, 2012b. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=10635&Itemid= Acesso em: 31 maio 2018.

BRASIL. Lei nº 12.677, de 25 de junho de 2012. Dispõe sobre a criação de cargos efetivos, cargos de direção e funções gratificadas no âmbito do Ministério da Educação, destinados às instituições federais de ensino; e dá outras providências. Brasília, DF, jul. 2012c. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/L12677.htm. Acesso em: 12 out. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Expansão da Rede Federal. Relatório anual de análise dos indicadores de gestão das instituições federais de educação profissional, científica e tecnológica: Exercício 2012. Brasília-DF, 2013a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=17984&Itemid=. Acesso em: 31 maio 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia. Relatório de Gestão do Exercício: 2012. Porto Velho-RO, 2013b. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=14259&Itemid=. Acesso em: 31 maio 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Expansão da Rede Federal. Relatório anual de análise dos indicadores de gestão das instituições federais de educação profissional, científica e tecnológica: Exercício 2013. Brasília-DF, 2014a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=17985&Itemid= Acesso em: 31 maio 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia. Relatório de Gestão do Exercício: 2013. Porto Velho-RO, 2014b. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=15996&Itemid= Acesso em: 31 maio 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Expansão da Rede Federal. Relatório anual de análise dos indicadores de gestão das instituições federais de educação profissional, científica e tecnológica: Exercício 2014. Brasília-DF, 2015. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=17929&Itemid= Acesso em: 31 maio 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Expansão da Rede Federal. Relatório anual de análise dos indicadores de gestão das instituições federais de educação profissional, científica e tecnológica: Exercício 2015. Brasília-DF, 2016. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=45621-setec-analise-de-indicadores-2015-pdf&category_slug=julho-2016-pdf&Itemid=30192 Acesso em: 31 maio 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Expansão da Rede Federal. Relatório anual de análise dos indicadores de gestão das instituições federais de educação profissional, científica e tecnológica: Exercício 2016. Brasília-DF, 2017. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=77151-relatorio-indicadores-da-rede-federal-2016-pdf&category_slug=novembro-2017-pdf&Itemid=30192. Acesso em 31 maio 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Expansão da Rede Federal. Relatório anual de análise dos indicadores de gestão das instituições federais de educação profissional, científica e tecnológica: Exercício 2017. Brasília-DF, 2018. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=96381-relatorio-anual-analise-dados-indicadores-gestao-2017&category_slug=setembro-2018-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 31 maio 2018.

CIAVATTA, Maria. Formação Integrada: entre a cultura da escola e a cultura do trabalho. In: CIAVATTA, Maria (coord). Memória e temporalidades do trabalho e da educação. Rio de Janeiro: Faperj, 2007.

DOURADO, Luiz Fernandes. Avaliação do plano nacional de educação 2001-2009: questões estruturais e conjunturais de uma política. Educação & Sociedade, Campinas, v. 31, n. 112, p. 677-705, jul./set. 2010.

DOURADO, Luiz Fernandes. Plano Nacional de Educação: o epicentro das políticas de estado para a educação brasileira. Goiânia: Ed. Imprensa Universitária; ANPAE, 2017.

DOURADO, Luiz Fernandes; ARAUJO, Walisson. Do FNE ao FNPE: a Conape como resistência. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 12, n. 23, p. 207-226, jul./out. 2018. Disponível em: http://retratosdaescola.emnuvens.com.br/rde/article/view/861/pdf. Acesso em: 3 abr. 2019.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Os circuitos da história e o balanço da educação no Brasil na primeira década do século XXI. Revista Brasileira de Educação, v. 16, n. 46, p. 235-254, jan./abr. 2011.

GRAMSCI, Antonio. Maquiavel, a Política e o Estado Moderno. Tradução de Luiz Mário Gazzaneo, 5. ed., Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1984.

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA (IFRO). Relatório de Gestão: 2015. Porto Velho-RO, 2016. Disponível em: https://portal.ifro.edu.br/doc-isntitucionais/relatorio-de-gestao-1/597-relatorio-de-gestao-de-2015-ifro-submissa-o-1/file. Acesso em: 31 ago. 2018.

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA (IFRO). Relatório de Gestão: 2016. Porto Velho-RO, 2017. Disponível em: https://portal.ifro.edu.br/images/Pro-reitorias/Prodin/Relatórios_de_Gestão_/RG_2016.pdf. Acesso em: 31 ago. 2018.

KUENZER, Acácia Zeneida. Ensino de segundo grau: o trabalho como princípio educativo. 3. ed., São Paulo: Cortez, 1997.

Publicado

30/08/2019

Como Citar

CONDE, F. M.; OLIVEIRA, R. T. C. de. Políticas para a educação profissional e tecnológica no Brasil (2003-2017). Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 14, n. esp.3, p. 1797–1812, 2019. DOI: 10.21723/riaee.v14iesp.3.12764. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/12764. Acesso em: 2 dez. 2021.