Licenciaturas em Ciências Biológicas: análise de currículos de formação de professores para o ensino de ciências e biologia

Emerson Augusto de Medeiros, Mário Luan Silva de Medeiros

Resumo


Este texto tem como objetivo apresentar uma análise de currículos de formação de professores para o ensino de ciências e biologia nos anos finais do Ensino Fundamental e no Ensino Médio, tomando como parâmetro oito Licenciaturas em Ciências Biológicas de universidades públicas dos Estados do Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. A partir da análise documental, caracterizamos as matrizes curriculares dispostas nos Projetos Pedagógicos dos Cursos. Concluímos, entre outros pontos, que as matrizes curriculares apresentam uma variedade de disciplinas e áreas científicas, porém, algumas delas estão secundarizadas nos currículos, como a Ecologia e as disciplinas das áreas de ciências sociais e humanas. Em relação às disciplinas de cunho pedagógico, a partir da análise, evidenciamos dois eixos principais: o primeiro se concentra em disciplinas que enfatizam as questões acerca do saber ensinar ciências e biologia; e o segundo aborda a Educação, com disciplinas que a situam para além do ensino e da sala de aula.


Palavras-chave


Licenciaturas em ciências biológicas; Currículo; Formação de professores; Ensino de ciências e biologia.

Texto completo:

PDF/A PDF/A (English)

Referências


APPLE, M. A Política do Conhecimento Oficial: faz sentido a ideia de um currículo nacional? In: MOREIRA, A. F. B.; SILVA, T. T. da (Orgs.). Currículo, Cultura e Sociedade. 9. ed. São Paulo, SP: Cortez, 2006. p. 59-92.

AYRES, A. C. B. M. Tensão entre matrizes: um estudo a partir do curso de Ciências Biológicas da faculdade de Formação de Professores / UERJ. 2005. 249 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2005.

AYRES, A. C. B. M.; SELLES, S. E. História da formação de professores: diálogos com a disciplina escolar de ciências no ensino fundamental. Ensaio, v. 14, n. 2, p. 51-66, 2012.

BRASIL. Parecer CNE/CES n. 1.301, de 06 de novembro de 2001. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/content/article?id=12991. Acesso em: 28 abr. 2020.

BRASIL. Resolução CNE/CP n. 02, de 01 de julho de 2015. Disponível em: http://pronacampo.mec.gov.br/images/pdf/res_cne_cp_02_03072015.pdf. Acesso em: 28 abr. 2020.

BRASIL. Resolução CNE/CP n. 02, de 20 de dezembro de 2019. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/content/article?id=12991. Acesso em: 28 abr. 2020.

BRASIL. Resolução CNE/CP n. 1, de 18 de fevereiro de 2002. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/res1_2.pdf. Acesso em: 28 abr. 2020.

BRASIL. Resolução CNE/CP n. 2, de 19 de fevereiro de 2002. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/content/article?id=12991. Acesso em: 28 abr. 2020.

Disponível em: http://proreitorias.uepb.edu.br/prograd/cursos-de-graduacao/. Acesso em: 12 ago. 2020.

DOURADO, L. F. Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial e continuada dos profissionais do Magistério da Educação Básica: concepções e desafios. Educação & Sociedade, Campinas, v. 36, n. 131, p. 299-324, abr./jun. 2015.

FEITOSA, R.A. O Currículo como Mandala: um estudo de caso sobre a formação do licenciado em Ciências Biológicas. 2014. 265 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014.

GATTI, B. A.; BARRETTO, E. S. de S. Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília, DF: Editora da UNESCO, 2009.

GATTI, B.A.; NUNES, M. M. R. Formação de professores para o Ensino Fundamental: estudo de currículos das licenciaturas em pedagogia, língua portuguesa, matemática e ciências biológicas. São Paulo: FCC/DPE, 2009.

MEDEIROS, E, A, de; AGUIAR, A, L, O. Formação inicial de professores da educação básica em licenciaturas de universidades públicas do Rio Grande do Norte: estudo de currículos e suas matrizes curriculares. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 13, n. 03, p. 1028-1049, jul./set. 2018.

MEDEIROS, E. A. de. Formação interdisciplinar de professores: estudo pedagógico-curricular sobre a Licenciatura em Educação do Campo da Universidade Federal Rural do Semi-Árido. 2019. 661 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2019.

MEDEIROS, E. A. de; CASTRO, K. K. V. de. O Estágio Supervisionado na área de Gestão Escolar na LEDOC/UFERSA – dispositivo de formação e desenvolvimento profissional docente. Revista Cocar, Edição Especial, v. 08. p. 219-241, jan./abr. 2020.

MEDEIROS, E. A. de; DIAS, A. M. I.; AMORIM, G. C. C. Notas sobre o currículo e a formação interdisciplinar de professores da Educação Básica. Imagens da Educação, v. 9, n. 2, p. 62-77, 2019.

MEDEIROS, J. B. L. de P. Significados e Sentidos do Currículo de Licenciatura: o que dizem professores formadores de um curso de ciências biológicas. 2017. 288 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2017.

MICHELS, J.; BARBOSA, G. V.; FARIAS, M. E. Educar pela Pesquisa na Disciplina de Seminário Integrado: um olhar diferenciado sobre o Ensino Médio noturno. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, v. 12, n. 2, p. 933-951, 2017.

REIS, R. de C.; MORTIMER, E. F. Um estudo sobre Licenciaturas em Ciências da Natureza no Brasil. Educação em Revista, v. 36, n. e205692, p. 1-13, 2020.

SACRISTÁN, J. G. O que significa o currículo? In: SACRISTÁN, J. G. (Org.). Saberes e Incertezas sobre o currículo. Porto Alegre: Penso, 2013. p. 16-37.

SILVA, T. M. N. A construção do currículo na sala de aula: o professor como pesquisador. São Paulo: EPU, 1990.

SILVA, T. T. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica. 2007.

SOUZA, M. A. de; FAZENDA, I. C. A. Interdisciplinaridade, currículo e tecnologia: um estudo sobre práticas pedagógicas no Ensino Fundamental. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, v. 12, n. 2, p. 708-721, mar. 2017.

TOMITA, N. De História Natural a Ciências Biológicas. Ciência e Cultura, v. 47, n. 12, p. 1173-1177, dez. 1990.

UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA. Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. Redenção, 2018. (Documento Digital). Disponível em: http://www.unilab.edu.br/ciencias-biologicas-licenciatura/. Acesso em: 12 ago. 2020.

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE. Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. Mossoró, 2018. (Documento Digital). Disponível em: http://proeg.uern.br/default.asp?item=proeg-projetos-pedagogicos-central. Acesso em: 12 ago. 2020.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA. Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. Campina Grande, 2016. (Documento Digital). Disponível em: http://proreitorias.uepb.edu.br/prograd/cursos-de-graduacao/. Acesso em: 12 ago. 2020.

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA. Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. João Pessoa, 2019. (Documento Digital). Disponível em: https://sigaa.ufpb.br/sigaa/public/curso/ppp.jsf?lc=pt_BR&id=5505677. Acesso em: 12 ago. 2020.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE. Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. Cajazeiras, 2011. (Documento Digital). Disponível em: http://cfp.ufcg.edu.br/portal/. Acesso em: 12 ago. 2020.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI. Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Biologia. Brejo Santo, 2017. (Documento Digital). Disponível em: https://www.ufca.edu.br/cursos/graduacao/biologia/. Acesso em: 12 ago. 2020.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ. Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. Fortaleza, 2005. (Documento Digital). Disponível em: https://prograd.ufc.br/pt/cursos-de-graduacao/ciencias-biologicas-bacharelado-e-licenciatura-fortaleza/. Acesso em: 12 ago. 2020.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE. Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. Natal, 2018. (Documento Digital). Disponível em: https://sigaa.ufrn.br/sigaa/public/curso/portal.jsf?id=111635035&nivel=G&lc=pt_BR. Acesso em: 12 ago. 2020.




DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v15i4.13642



Direitos autorais 2020 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.