Concepção sobre a investigação no ensino de ciências

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v16i4.13688

Palavras-chave:

Formação inicial de professores, Práticas pedagógicas, Ensino por investigação

Resumo

A literatura científica tem enfatizado a importância das experiências de investigação para os estudantes na formação inicial de professores. Tentando melhor compreender este cenário, o objetivo deste trabalho foi investigar a percepção dos estudantes de Licenciatura em Ciências Biológicas em uma atividade prática no Ensino de Ciências baseado em investigação. Para alcançar este objetivo os estudantes foram acompanhados em duas disciplinas práticas durante cinco semestre. Durante o desenvolvimento das disciplinas os estudantes foram estimulados a manterem anotações sobre todo o processo. Ao final da disciplina foi solicitado um relato das atividades desenvolvidas. Estas informações foram utilizadas como material de análise neste trabalho. Os dados obtidos sugerem que as concepções dos estudantes sobre o processo de pesquisa e investigação na educação estavam relacionadas à prática e interpretação de seu próprio projeto de investigação e que a vivência do projeto modificou as concepções que os mesmos possuíam sobre a pesquisa. Este trabalho apresenta que as experiências vivenciadas na formação inicial docente instigam uma maior reflexão sobre a natureza da investigação. Desta forma, acredito que os resultados aqui apresentados podem contribuir na formação inicial destes estudantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Paulo Cunha de Menezes, Universidade de Brasília (UnB), Brasília – DF

Professor Adjunto, Núcleo de Educação Científica, Instituto de Ciências Biológicas. Doutorado em Recursos Hídricos (UFLA).

Referências

ADLER, I. et al. Reading between the lines: The effect of contextual factors on student motivation throughout an open inquiry process. Science Education, v. 102, n. 4, p. 820-855, 2018.

ADLER, I.; ZION, M.; RIMERMAN-SHMUELI, E. Fostering Teachers’ Reflections on the Dynamic Characteristics of Open Inquiry through Metacognitive Prompts. Journal of Science Teacher Education, v. 30, n. 7, p. 763-787, 2019.

BARDIN, L. Content analysis. São Paulo: Edições, 2011. v. 70, p. 279.

BAXTER, B. K. et al. Using a multilevel assessment scheme in reforming science methods courses. Journal of Science Teacher Education, v. 15, n. 3, p. 211-232, 2004.

BHATTACHARYYA, S.; VOLK, T.; LUMPE, A. The influence of an extensive inquiry-based field experience on pre-service elementary student teachers’ science teaching beliefs. Journal of Science Teacher Education, v. 20, n. 3, p. 199-218, 2009.

BLANCHARD, M. et al. Is inquiry possible in light of accountability? A quantitative comparison of the relative effectiveness of guided inquiry and verification laboratory instruction. Science Education, v. 94, n. 4, p. 577-616, 2010.

BREDA, A. et al. A investigação como princípio educativo na formação de professores de Ciências e Matemática. Revista Caderno Pedagógico, v. 13, n. 1, 2016.

CAPPS, D. K.; CRAWFORD, B. A.; CONSTAS, M. A. A review of empirical literature on inquiry professional development: Alignment with best practices and a critique of the findings. Journal of science teacher education, v. 23, n. 3, p. 291-318, 2012.

CHEN, H.-T. et al. Longitudinal study of an after-school, inquiry-based science intervention on low-achieving children's affective perceptions of learning science. International Journal of Science Education, v. 36, n. 13, p. 2133-2156, 2014.

CRAWFORD, B. A. Embracing the essence of inquiry: New roles for science teachers. Journal of Research in Science Teaching: The Official Journal of the National Association for Research in Science Teaching, v. 37, n. 9, p. 916-937, 2000.

CUNHA, R. S. et al. Formação inicial docente e suas relações dentro do âmbito escolar. Ciência & Educação, v. 22, n. 3, p. 585-596, 2016.

DARLING-HAMMOND, L.; MCLAUGHLIN, M. W. Policies that support professional development in an era of reform. Phi delta kappan, v. 76, n. 8, p. 597-604, 1995.

DATTEIN, R. W.; DA COSTA GÜLLICH, R. I.; ZANON, L. B. Escritas reflexivas compartilhadas como estratégia de formação inicial: a pesquisa no ensino e na iniciação à docência em ciências. Ensino & Pesquisa, v. 16, n. 1, 2018.

DRESNER, M.; WORLEY, E. Teacher research experiences, partnerships with scientists, and teacher networks sustaining factors from professional development. Journal of Science Teacher Education, v. 17, n. 1, p. 1-14, 2006.

FREITAS, D.; VILLANI, A. Formação de professores de ciências: um desafio sem limites. Investigações em Ensino de Ciências, v. 7, n. 3, p. 215-230, 2016.

GROSSMAN, P. L.; WILSON, S. M.; SHULMAN, L. S. Teachers of substance: Subject matter knowledge for teaching. Profesorado, Revista de currículum y formación del profesorado, v. 9, n. 2, p. 1-25, 1989.

HARRES, J. B. S. et al. Laboratórios de Ensino: inovação curricular na formação de professores de ciências. ESETec, v. 1, p. 99, 2005.

HMELO-SILVER, C. E.; DUNCAN, R. G.; CHINN, C. A. Scaffolding and achievement in problem-based and inquiry learning: a response to Kirschner, Sweller. Educational psychologist, v. 42, n. 2, p. 99-107, 2007.

HUBERMAN, A. M.; MILES, M. B. Data management and analysis methods. 1994.

KABERMAN, Z.; DORI, Y. J. Question posing, inquiry, and modeling skills of chemistry students in the case-based computerized laboratory environment. International Journal of Science and Mathematics Education, v. 7, n. 3, p. 597-625, 2009.

KAZEMPOUR, M. Impact of inquiry-based professional development on core conceptions and teaching practices: A case study. Science Educator, v. 18, n. 2, p. 56-68, 2009.

KAZEMPOUR, M. The Interrelationship of Science Experiences, Beliefs, Attitudes, and Self-Efficacy: A Case Study of a Pre-Service Teacher with Positive Science Attitude and High Science Teaching Self-Efficacy. European Journal of Science and Mathematics Education, v. 1, n. 3, p. 106-124, 2013.

LEE, O. et al. Urban elementary school teachers' knowledge and practices in teaching science to English language learners. Science Education, v. 92, n. 4, p. 733-758, 2008.

LOUGHRAN, J. Bridging the gap: An analysis of the needs of second‐year science teachers. Science Education, v. 78, n. 4, p. 365-386, 1994.

LÜDKE, M. A complexa relação entre o professor e a pesquisa. O papel da pesquisa na formação e na prática dos professores. Campinas: Papirus, p. 27-54, 2001.

MARSHALL, J. C. et al. Inquiry-based instruction: A possible solution to improving student learning of both science concepts and scientific practices. International journal of science and mathematics education, v. 15, n. 5, p. 777-796, 2017.

MCLAUGHLIN, C. A.; MACFADDEN, B. J. At the elbows of scientists: Shaping science teachers’ conceptions and enactment of inquiry-based instruction. Research in Science Education, v. 44, n. 6, p. 927-947, 2014.

MENEZES, J. P. C. Importância de trabalhar práticas de ensino na formação inicial docente. In: Ciências da Natureza e Formação de Professores: entre desafios e perspectivas apresentados no CECIFOP 2017. 1. ed. 2017.

MORRISON, J. A. Individual inquiry investigations in an elementary science methods course. Journal of Science Teacher Education, v. 19, n. 2, p. 117-134, 2008.

MUNFORD, D.; LIMA, M. E. C. C. Ensinar ciências por investigação: em quê estamos de acordo? Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 9, n. 1, p. 89-111, 2007.

NATIONAL RESEARCH COUNCIL. Inquiry and the national science education standards: A guide for teaching and learning. National Academies Press, 2000.

OLIVEIRA, J. M. P.; SCHNEIDER, E. M. Os projetos de trabalho: uma alternativa na formação inicial para a articulação teórico-prática. Revista de educación en biología, v. 19, n. 1, p. 19-34, 2016.

ORSO, P. J. Educação e saúde: a interdisciplinaridade como desafio. ETD-Educação Temática Digital, v. 2, n. 1, p. 1-5, 2000.

PREDEBON, F.; DEL PINO, J. C. Uma análise evolutiva de modelos didáticos associados às concepções didáticas de futuros professores de química envolvidos em um processo de intervenção formativa. Investigações em Ensino de Ciências, v. 14, n. 2, p. 237-254, 2016.

ROGERS, M. A. P. Elementary preservice teachers’ experience with inquiry: Connecting evidence to explanation. Journal of Elementary Science Education, v. 21, n. 3, p. 47, 2009.

ROMERO-ARIZA, M. et al. Highly Recommended and Poorly Used: English and Spanish Science Teachers' Views of Inquiry-Based Learning (IBL) and Its Enactment. EURASIA Journal of Mathematics, Science and Technology Education, v. 16, n. 1, 2020.

SAAD, R.; BOUJAOUDE, S. The relationship between teachers’ knowledge and beliefs about science and inquiry and their classroom practices. Eurasia Journal of Mathematics, Science & Technology Education, v. 8, n. 2, p. 113-128, 2012.

SADEH, I.; ZION, M. The development of dynamic inquiry performances within an open inquiry setting: A comparison to guided inquiry setting. Journal of Research in Science Teaching: The Official Journal of the National Association for Research in Science Teaching, v. 46, n. 10, p. 1137-1160, 2009.

SASSERON, L. H. Ensino de ciências por investigação e o desenvolvimento de práticas: uma mirada para a base nacional comum curricular. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, p. 1061-1085, 2018.

SHULMAN, L. S. Those who understand: Knowledge growth in teaching. Journal of Education, v. 193, n. 3, p. 1-11, 2013.

STAFFORD, J. R. O currículo e o trabalho por meio de projetos: construindo alternativas pela prática investigativa. Regae-Revista de Gestão e Avaliação Educacional, v. 5, n. 10, p. 55-64, 2016.

TARDIF, M.; LESSARD, C.; LAHAYE, L. Esboço de uma problemática do saber docente. Teoria & Educação, v. 1, n. 4, p. 215-253, 1991.

THERRIEN, J. Saber de experiência, identidade e competência profissional: como os docentes produzem sua profissão. Contexto & Educação, v. 12, n. 48, p. 7-36, 1997.

VÁZQUEZ-ALONSO, Á.; MANASSERO-MAS, M.-A. Hacia una formación inicial del profesorado de ciencias basada en la investigación. Revista Española de Pedagogía, p. 343-363, 2015.

WINDSCHITL, M. Inquiry projects in science teacher education: What can investigative experiences reveal about teacher thinking and eventual classroom practice?. Science Education, v. 87, n. 1, p. 112-143, 2003.

ZION, M. et al. Supporting Teachers’ Understanding of Nature of Science and Inquiry Through Personal Experience and Perception of Inquiry as a Dynamic Process. Research in Science Education, p. 1-24, 2018.

Downloads

Publicado

21/10/2021

Como Citar

DE MENEZES, J. P. C. Concepção sobre a investigação no ensino de ciências. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 16, n. 4, p. 2887–2902, 2021. DOI: 10.21723/riaee.v16i4.13688. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/13688. Acesso em: 22 jan. 2022.