A formação inicial de professores de Educação Física alinhada às perspectivas históricas: do estágio à prática pedagógica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v22i3.11360

Palavras-chave:

História da formação, Professores de educação física, Estágio, Prática pedagógica.

Resumo

O presente artigo busca refletir sobre alguns determinantes no processo histórico da formação inicial dos professores de Educação Física, com o intuito de desvelar os desafios que permeiam a tríade: formação, estágio e prática pedagógica. Por meio do aporte teórico-bibliográfico, estabeleceu-se um debate acerca da formação histórica dos professores, perpassando pela especificidade da Educação Física, seguida de uma descrição das implicações presentes nos caminhos percorridos pelos sujeitos em formação. Abordou-se desde os bancos da faculdade até sua prática reflexiva dentro do ambiente escolar. Pelos aportes teóricos evidenciados, depreende-se que é possível ao docente ainda em início de sua carreira, ressignificar sua ação pedagógica de maneira que o viés racional e técnico da sua formação, não sejam os únicos caminhos de verdade absoluta. Por conseguinte, as etapas de estágio contribuam para essa construção cheia de intencionalidades reflexivas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jardielly Alencar Vasconcelos, Universidade Estadual de Rondônia

Mestranda em Educação.

Neemias Elnatan Serafim, Universidade Estadual de Rondônia

Estagiou em CCEL - SESI - Departamento Regional de Roraima e no programa Atleta do Futuro na mesma Empresa. Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Educação Física. concluiu formação acadêmica no Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia de Roraima. Atualmente trabalha como Professor de Educação Física no Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Roraima Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE na Universidade Estadual de Roraima.

Elialdo Rodrigues de Oliveira, Universidade Estadual de Rondônia

Doutor em Educação: Currículo pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Mestre em Educação reconhecido pela UNESA. Mestre em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Especialização em Supervisão Escolar; Docência do Ensino Superior e em Filosofia Clínica. Licenciatura Plena em Filosofia pela Universidade Católica de Brasília; Graduado em Pedagogia. Bacharelado em Teologia. Responsável pela elaboração do Projeto do Curso de Filosofia da UERR e sua implantação entre 2005 e 2007. Responsável pela implantação do Curso de Sociologia e primeiro coordenador do curso. Coordenador do Curso de Filosofia de 2007 a 2012, professor do curso de Filosofia da Universidade Estadual de Roraima - professor da rede pública vinculado à Secretaria Estadual de Educação e Desporto de Roraima. Supervisor de pesquisas da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE/USP) em Roraima desde 2001 e do Amazonas desde 2010. Experiência na área de Filosofia, com ênfase em Fenomenologia, História da Filosofia, Humanidades, Filosofia da Ciência, Filosofia da Mente, Fundamentos da Filosofia Clínica aplicados à Educação, Metodologia e Teoria do Conhecimento. Atuando principalmente nos seguintes temas: Políticas Curriculares, Educação à Distância e Tecnologia, Economia Criativa, Economia da Cultura, Economia Humanista. Filósofo Clínico - Terapeuta Clínico. Músico e Compositor registrado no Ministério da Cultura e Cartório de Direitos Autorais do Rio Janeiro. 

Referências

BARBOSA-RINALDI, Ieda Parra. Formação inicial em Educação Física: uma nova epistemologia da prática docente. Movimento, Porto Alegre, v. 14, n. 03, p. 185-207, setembro/dezembro de 2008. Disponível em: http://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/2431. Acesso em: 23 jan. 2018.

BENITES, Larissa Cerignoni; SOUZA NETO, Samuel; HUNGER, Dagmar. O processo de constituição histórica das diretrizes curriculares na formação de professores de Educação Física. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 34, n. 2, p. 343-360, maio/ago. 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-97022008000200009. Acesso em: 19 jan. 2018.

BETTI, Mauro. Educação física como prática científica e prática pedagógica: reflexões à luz da filosofia da ciência. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. São Paulo, v. 19, n. 3, p. 183-97, jul./set. 2005. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rbefe/article/view/16594. Acesso em: 19 jan. 2018.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Educação física. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília, MEC/SEF, 1988.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei número 9394, 20 de dezembro de 1996.

BRASIL. Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia de Roraima. Plano de Curso de Licenciatura em Educação Física. Boa Vista-RR, 2012. Disponível em: www.ifrr.edu.br. Acesso em: 21 jan. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação - Conselho Nacional de Educação. Do parecer no tocante as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação Inicial e Continuada dos Profissionais do Magistério da Educação Básica. Parecer normativo, n. 2, de 9 de junho de 2015. Disponível em: http://porteiras.r.unipampa.edu.br/portais/prograd/files/2015/06/Par.-02.2015-DCNs-Forma%C3%A7%C3%A3o-Professores.pdf. Acesso em: 27 fev. 2018

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Base nacional comum curricular. Brasília-DF, 2016. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/#/site/inicio. Acesso em: 20 jan.2017.

CASTELLANI FILHO, Lino. Educação Física no Brasil: A história que não se conta. 19º edição. Campinas-SP. Papirus, 2013.

DARIDO, Suraya Cristina.; RANGEL, Irene Conceição Andrade. Educação Física na Escola: Implicações Para a Prática Pedagógica. 2008. Ganabara Koognan.

FONTANA, Roseli Aparecida Cação; GUEDES-PINTO, Ana Lúcia. Desatando os nós da formação docente – trabalho escolar e produção do conhecimento. Editora Mediação. Porto Alegre, 2002. p. 5-22.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1974.

GATTI, Bernardete Angelina. Formação de professores no Brasil: características e problemas. Educação Sociedade. Campinas, v. 31. n. 113. p. 1355-1379, out./dez., 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v31n113/16.pdf. Acesso em: 10 fev. 2018.

HAAG, Herbert.; KESKINEN, Kari.; TALBOT, Margaret. Diretório da ciência desportiva – Juiz de Fora: NGIME/UFJF, 2016. 6. ed. Disponível em: http://cev.org.br/arquivo/biblioteca/4037171.pdf. Acesso em: 12 fev. 2018.

LIMA, Elvira Souza. Indagações sobre Currículo: Currículo e desenvolvimento humano - Brasília: Ministério da Educação, Secretária de Educação Básica, 2007.

MOREIRA, Wagner Wey. Educação Física Escolar – Uma abordagem fenomenológica. Editora da Unicamp. Campinas-SP, 1991.

NÓVOA, António. A Formação de professores e profissão docente. In: NÓVOA, A. Os professores e a sua formação. Lisboa: Publicações Don Quixote, 1992. p. 13-33.

OLIVEIRA, Elialdo Rodrigues. Reflexão educativa na reconstrução da dignidade da pessoa humana. In: Reflexões Educacionais a Partir de Novos Talentos. Boa Vista: Editora da UERR, 2012, p. 119-142.

OLIVEIRA, Elialdo Rodrigues de. Introdução. In: UNIVERSIDADE ESTADUAL DE RORAIMA. Projeto Pedagógico do Curso de Filosofia. Boa Vista, RR: Universidade Estadual de Roraima, 2008, p. 4-5.

OLIVEIRA, Elialdo Rodrigues de.; CLEMENTE, Ana Maria.; SOUZA, Ana Hilda Carvalho de. Currículo e Multiculturalismo na Formação de Professores: Pontos Convergentes. In: II Anais do Projeto Novos Talentos CAPES-UERR. Da Ciência à Cidadania. Boa Vista/RR: Editora da UERR, 2013, p. 93-100

PIMENTA, Selma Garrido e LIMA, Maria Socorro Lucena. Estágio e docência: diferentes concepções. Revista Poíesis -Volume 3, Números 3 e 4, pp.5-24, 2005/2006. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/poiesis/article/download/10542/7012. Acesso em: 19 fev. 2018.

SAVIANI, Dermeval. Formação de professores no Brasil: dilemas e perspectivas. Poíesis Pedagógica, v. 9, n.1, p. 7-19, jan./jun., 2011. Disponível em: file:///C:/Users/ufrr/Downloads/15667-63261-1-PB.pdf. Acesso em: 13 fev. 2018.

SAVIANI, Dermeval. Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação v. 14 n. 40 jan./abr. 2009. pp. 149-155. Disponível em: file:///C:/Users/ufrr/Downloads/v14n40a12.pdf. Acesso em: 17 fev. 2018

SILVA JÚNIOR, et al. Estágio curricular supervisionado na formação de professores em educação física: uma análise da legislação a partir da resolução cfe n° 03/19871. Pensar a Prática, Goiânia, v. 19, n. 1, jan./mar. 2016. Disponível em https://www.revistas.ufg.br/fef/article/viewFile/34854/pdf. Acesso em: 19 de fev. 2018.

TANURI, Leonor Maria. História da formação de professores. Revista Brasileira de Educação, n. 14, p. 61-193, maio/ago., 2000. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/n14/n14a05. Acesso em: 13 fev. 2018.

Downloads

Publicado

01/12/2018

Como Citar

VASCONCELOS, J. A.; SERAFIM, N. E.; OLIVEIRA, E. R. de. A formação inicial de professores de Educação Física alinhada às perspectivas históricas: do estágio à prática pedagógica. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 22, n. 3, p. 1140–1153, 2018. DOI: 10.22633/rpge.v22i3.11360. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/11360. Acesso em: 25 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.