Educação contemporânea e inovação pedagógica

Um novo paradigma

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v26i00.17221

Palavras-chave:

Educação, Inovação pedagógica, Paradigma

Resumo

Este trabalho é o resultado de uma pesquisa sobre educação contemporânea e inovação pedagógica baseado na problemática: qual a relação entre educação contemporânea e inovação pedagógica? O trabalho pretendeu discutir sobre educação na perspectiva da inovação pedagógica, conceituar mudança e inovação, refletir sobre a educação contemporânea e traçar um panorâmico histórico da educação. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica realizada através da realização de leituras, revisões, resumos e fichamentos de material teórico sobre o tema. Para a realização foram utilizados como referencial bibliográfico as obras de Papert (2008), Toffler (1970), Fino (2000), Sousa (2004), entre outros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Éden de Castro, Secretaria de Educação do Estado da Bahia (SEC), Quixabeira – Bahia – Brasil

Coordenador Pedagógico, Colégio Estadual Professora Terezinha Gonçalves Novais. Membro Fundador e vice-diretor da Academia Quixabeirense de Pedagogia (AQPED). Mestrado em Educação (UMa/Portugal).

Paulo Brazão, Universidade da Madeira (UMa), Funchal – Portugal

Pesquisador do Centro de Investigação em Educação (CIE-UMa). Doutorado em Educação (UMa/Portugal). Pós-doutorado em Educação (UFS).

Referências

BRAZ, M.; NETTO, J. P. Economia política: Uma introdução crítica. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2007.

BRAZÃO, P. et al. Caracterização da produção científica na área de inovação pedagógica do curso de doutorado da Universidade da Madeira. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 24, n. 2, p. 571–592, maio/ago. 2020. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/13742. Acesso em: 02 jun. 2022.

FINO, C. N. O Paradigma Fabril segundo Toffler e Gimeno Sacristán. In: FINO, C. Novas tecnologias, cognição e cultura: Um estudo no primeiro ciclo do ensino básico. 2000. Tese (Tese de Doutoramento) – Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, 2000. Disponível em: http://www3.uma.pt/carlosfino/Documentos/Toffler-Gimeno_Sacristan.pdf. Acesso em: 10 jun. 2021.

FINO, C. N. Um novo paradigma (para a escola): Precisa-Se. FORUMa – Jornal do Grupo de Estudos Clássicos da Universidade da Madeira, v. 1, n. 2, p. 1-4, 2001a. Disponível em: http://www3.uma.pt/carlosfino/publicacoes/7.pdf. Acesso em: 27 abr. 2021.

FINO, C. N. Vygotsky e a Zona de Desenvolvimento Proximal (ZDP): Três implicações pedagógicas. Revista Portuguesa de Educação, v. 14, n. 2, p. 273-291, 2001b. Disponível em: http://www3.uma.pt/carlosfino/publicacoes/11.pdf. Acesso em: 12 fev. 2021.

FINO, C. N. Avaliar Software “Educativo”. In: CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO, 3., 2003, Braga. Actas [...]. Braga: Universidade do Minho, 2003. Disponível em: http://www3.uma.pt/carlosfino/publicacoes/16.pdf. Acesso em: 09 maio 2021.

FINO, C. N. Inovação Pedagógica: Significado e Campo (de investigação). In: MENDONÇA, A.; BENTO, A. V. (org). Educação em Tempo de Mudança. Funchal: Grafimadeira, 2008. Disponível em: http://www3.uma.pt/carlosfino/publicacoes/Inovacao_Pedadogica_Significado_%20e_Campo.pdf. Acesso em: 10 fev. 2021.

FINO, C. N. Inovação e invariante (cultural). In: RODRIGUES, L.; BRAZÃO, P. (org.). Políticas educativas: Discursos e práticas. Funchal: Grafimadeira, 2009. Disponível em: http://www3.uma.pt/carlosfino/publicacoes/a3.pdf. Acesso em: 05 fev. 2021.

FINO, C. N. Demolir os muros da fábrica de ensinar. Revista Hum@nae, v. 5, n. 1, p. 45-54, ago. 2011a. Disponível em: https://revistas.esuda.edu.br/index.php/humanae/article/view/49. Acesso em: 19 jun. 2021.

FINO, C. N.; SOUSA, J. M. As TIC abrindo caminho a um novo paradigma educacional. In: Actas do VI Congresso galaico-português de Psicopedagogia, I Volume. Braga: Universidade do Minho, 2001. Disponível em: http://www3.uma.pt/carlosfino/Documentos/TIC_abrindo_novo_paradigma_educacional.pdf. Acesso em: 10 jun. 2001.

FREIRE, P. Política e Educação: ensaios. 5. ed. São Paulo, Cortez, 2001.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

GIMENO S. J. Poderes instáveis em educação. Porto Alegre: Artmed, 1999.

KUHN, T. S. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 1994.

MIZUKAMI, M. G. N. Ensino: As abordagens do processo. São Paulo: EPU, 1986.

PAPERT, S. A Máquina das Crianças: Repensando a escola na era da informática. Porto Alegre: Artmed, 2008.

SILVA, T. T. Documentos de identidade: Uma introdução às teorias do currículo. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

SNYDERS, G. Escola, classe e luta de classes. São Paulo: Centauro, 2005.

SOUSA, J. M. Educação: Textos de intervenção. Câmara de Lobos: O Liberal Lda, 2004.

SOUSA, J. M. A inadequação da escola num cenário de transição paradigmática. In: SOUSA, J. M.; FINO, C. N. (org.). A escola sob suspeita. Porto: Edições ASA, 2007. Disponível em: http://www3.uma.pt/jesussousa/Publicacoes/55Ainadequacadaescola.pdf. Acesso em: 21 maio 2020.

TOFFLER, S. O Choque do Futuro. Petrópolis, RJ: Record, 1970.

TOFFLER, A. A Terceira Onda. 31. ed. Petrópolis, RJ: Record, 2012.

VALENTE, J. A. Diferentes usos do computador na Educação. Em Aberto, v. 12, n. 57, p. 1-16, 1993. Disponível em: http://www.rbep.inep.gov.br/ojs3/index.php/emaberto/article/view/2187/1926. Acesso em: 12 ago. 2021.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. 7. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

Publicado

30/09/2022

Como Citar

CASTRO, Éden de; BRAZÃO, P. Educação contemporânea e inovação pedagógica: Um novo paradigma. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 26, n. 00, p. e022119, 2022. DOI: 10.22633/rpge.v26i00.17221. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/17221. Acesso em: 4 dez. 2022.

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.