A mediação de conflitos na educação numa perspectiva dialética e a prática da orientadora educacional

Adriana Janice Lenz, Moacir Fernando Viegas

Resumo


O artigo apresenta revisão teórica que tem o propósito de refletir sobre a mediação de conflitos na prática da Orientação Educacional. Detém-se especialmente no significado da mediação, dando destaque à mediação dialética, perspectiva teórica que, acredita-se, oferece amplas possibilidades de desenvolvimento de habilidades e competências e de transformações nas práticas educativas das profissionais que atuam nesse campo. O texto se justifica pela pouquíssima disponibilidade de produções que abordem o tema, tanto no que se refere a artigos como dissertações e teses. A partir da longa experiência profissional de um dos autores do artigo, busca-se inicialmente analisar o significado dos conceitos de mediação e de conflito, destacando-se aspectos históricos e principais concepções, para em seguida discutir o papel da Orientadora Educacional na gestão e mediação de conflitos.

Palavras-chave


Orientação educacional; Mediação de conflitos; Prática educativa.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


AZEVEDO, Joanir Gomes de; GARCIA, Regina Leite. A orientação educacional e o currículo. Cadernos de Pesquisa, n. 48, p. 29-37, 1984.

BOBBIO, Norberto; MATTEUCCI, Nicola; PASQUINO, Gianfranco. Conflito. In: Dicionário de política. 4. ed. Brasília: EDUnB, p. 225-230, 1992.

BURGUET, Marta. Diante do conflito... uma aposta na educação. In: VINYAMATA, Eduard (Org.). Aprender a partir do conflito: conflitologia e educação. São Paulo: Artmed, p. 41-49, 2005.

CURY, Carlos Roberto Jamil. Educação e contradição: elementos metodológicos para uma teoria crítica do fenômeno educativo. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2000.

DURKHEIM, Émile. Método para determinar essa função. In: Da divisão do trabalho social. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, p. 32-37, 1999.

ENGUITA, Mariano Fernández. Educar em tempos incertos. Porto Alegre: Artmed, 2004.

FERNANDES, António Teixeira. Análise Social. Vol. XXVIII, p. 787-828, 1993. Disponível em: http://analisesocial.ics.ul.pt/documentos/1223292608S8kUR1qx0Wa77QV4.pdf. Acesso em: 13 maio 2018.

GADOTTI, Moacir. Educação e poder: introdução à pedagogia do conflito. 13. Ed. São Paulo: Cortez, 2003.

JAPIASSÚ, Hilton; MARCONDES, Danilo. Mediação. In: Dicionário básico de filosofia. 3. Ed. Rio de Janeiro, p. 127-127, 2001.

KOSIK, Karel. Dialética do concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

MOORE, Christopher W. O processo de mediação: estratégias práticas para a resolução de conflitos. 2. Ed. Porto Alegre: Artmed, 1998.

NAZARETH, Eliana Riberti. Mediação: o conflito e a solução. São Paulo: Arte Paubrasil, 2009.

OLVEIRA, Edson Moreira de; ALMEIDA, José Luís Vieira de; ARNONI, Maria Eliza Brefere. Mediação dialética na educação escolar: teoria e prática. São Paulo: Ed. Loyola, 2007.

SALES, Lília Maia de Morais. Mediação de conflitos: família, escola e comunidade. Florianópolis: Conceito Editorial, 2007.

SFORNI, Marta Sueli de Faria. Aprendizagem e desenvolvimento: o papel da mediação. Araraquara: Junqueira & Marin, 2003.

SIGNATES, Luiz. Estudo sobre o conceito de mediação. São Paulo: ECA/USP. Novos olhares, v. 2, n. 2, p. 37- 49, 1998.

SIMMEL, Georg. A natureza sociológica do conflito: conflito e estrutura do grupo. In: MORAES FILHO, Evaristo (Org.). Simmel. São Paulo: Ática, p. 122-134, 1983.

TRIVIÑOS, Augusto Nibaldo Silva. A dialética materialista e a prática social. Movimento, v. 12, n. 2, p. 121-142, 2006.

TZU, Sun. A Arte da guerra. Porto Alegre: L&PM, 2000.

WEBER, Max. Conceitos sociológicos fundamentais: metodologia das ciências sociais. Campinas: Cortez/Unicamp, 1992.




DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v23i3.12483



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.