Formação inicial de pedagogos e o uso das tecnologias digitais

Uma análise dos cursos de graduação de universidades públicas paulistas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v18i00.16207

Palavras-chave:

Tecnologias digitais, TDIC, Formação inicial docente, Pedagogia, Currículo

Resumo

Este artigo objetiva identificar os conhecimentos sobre Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDIC) na formação inicial de pedagogos. Os dados da pesquisa documental foram coletados em universidades públicas estaduais e federais paulistas, particularmente, as que ofertam cursos de graduação em pedagogia na modalidade presencial. Foram analisados documentos que contextualizam o cenário legal sobre formação docente e os projetos pedagógicos dos cursos selecionados, incluindo sua estrutura curricular e planos de ensino das disciplinas que discutem as TDIC. A análise documental ancora-se na abordagem qualitativa e nos princípios da análise de conteúdo (BARDIN, 1977). Os resultados apontam a necessidade de atualizações curriculares, o que colabora para colocar a temática em perspectiva e no centro de debates educacionais sobre formação de professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Carolina Branco Costa Antunes de Oliveira, Instituto Federal de São Paulo

Doutoranda e mestre em Educação (FE/UNICAMP) e professora de Educação Básica na rede municipal de ensino de Valinhos.

Viviane Cristina Garcia de Stefani, Instituto Federal de São Paulo

Doutora em Linguística (UFSCar) e professora efetiva de espanhol, português e inglês do IFSP - São Carlos.

Referências

BARDIN, J. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BRASIL. Ministério da Educação. Parecer CNE/CP n. 3/2006. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Pedagogia. Brasília, DF: MEC, 2006. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/pcp003_06.pdf. Acesso em: 10 maio 2021.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução n. 2, de 1 de julho de 2015. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Brasília, DF: CNE, 2015. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/agosto-2017-pdf/70431-res-cne-cp-002-03072015-pdf/file. Acesso em: 04 maio 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, DF: MEC, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/. Acesso em: 13 maio 2021.

CASTELLS, M. A Sociedade em Rede. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 2018.

CHARTIER, R. Novas tecnologias e a história da cultura escrita: obra, leitura, memória e apagamento. Revista Leitura: teoria e prática, [S. l.], v. 35, n. 71, p.17-29. 2017. Disponível em: https://ltp.emnuvens.com.br/ltp/article/view/628. Acesso em: 04 abr. 2021.

GOMEZ, M. V. Educação em rede: Uma visão emancipadora. São Paulo: Cortez; Instituto Paulo Freire, 2004.

KARSENTI, T.; VILLENEUVE, S.; RABY C. O uso pedagógico das Tecnologias da Informação e da Comunicação na formação dos futuros docentes no Quebec. Educação e Sociedade, Campinas, v. 29, n. 104, p. 865-889, out. 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/vJfwrYNGc79dbkdhPPgpdWw/. Acesso em: 7 mar. 2021.

KENSKI, V. M. Novas tecnologias - o redimensionamento do espaço e do tempo e os impactos no trabalho docente. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 8, p. 58-71, maio/ago. 1998. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24781998000200006. Acesso em: 6 mar. 2021.

KENSKI, V. M. Novas tecnologias na educação presencial e a distância. In: BARBOSA, R. L. L. (org.). Formação de educadores: desafios e perspectivas. São Paulo: Editora UNESP, 2003. p. 91-107.

LEVY, P. Inteligência coletiva. São Paulo: Edições Loyola, 2007.

LOPES, R. P.; FÜRKOTTER, M. Formação inicial de professores em tempos de TDIC: uma questão em aberto. Educação em Revista, Belo Horizonte, v.32, n.04, p. 269-296, out./dez. 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/edur/a/n45nDkM4vvsHxGw9tgCnxph/.Acesso em: 6 mar. 2021.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MARFIM, L.; PESCE, L. Formação do pedagogo para o uso educacional das tecnologias digitais de informação e comunicação: uma revisão de literatura (2006-2014). Laplage em Revista, Sorocaba, v. 3, n. 2, p. 9-23, maio/ago. 2017. Disponível em: https://www.redalyc.org/journal/5527/552756522003/html/. Acesso em: 7 mar. 2021.

MARINHO, S. P.; LOBATO, W. Tecnologias digitais na educação: desafios para a pesquisa na pós-graduação em educação. In. COLÓQUIO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO, 6., 2008, Belo Horizonte. Anais [...]. Belo Horizonte, 2008. p. 1-9. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/255648750_Tecnologias_digitais_na_educacao_desafios_para_a_pesquisa_na_pos-graduacao_em_educacao. Acesso em 6 mar. 2021.

NÓVOA, A. (org.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1997.

PÉREZ GÓMEZ, A. O pensamento prático do professor: a formação do professor como profissional reflexivo. In: NÓVOA, A. (org.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1997. p. 95-114.

PINO, A. Técnica e semiótica na era da informática. Revista Contrapontos, v. 3 n. 2, 2003. Disponível em: https://siaiap32.univali.br/seer/index.php/rc/article/view/725. Acesso em: 6 mar. 2021.

SCHÖN, D. A. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÓVOA, A. (org.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1997. p. 77-91.

SEVERINO, A. J. Metodologia do Trabalho Científico. 23. ed. 9. reimpr. São Paulo: Cortez, 2007.

SILVA, A. M. Uso do computador no processo de ensino e aprendizagem: norteadores teórico-metodológicos da prática de professores dos anos iniciais da rede municipal de São José do Rio Preto. 2011. 163 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual Paulista. Presidente Prudente, 2011. Disponível em: http://www2.fct.unesp.br/pos/educacao/teses/2011/diss_analigia.pdf. Acesso em: 6 mar. 2021.

Publicado

27/09/2023

Como Citar

OLIVEIRA, M. C. B. C. A. de; GARCIA DE STEFANI, V. C. Formação inicial de pedagogos e o uso das tecnologias digitais: Uma análise dos cursos de graduação de universidades públicas paulistas. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 18, n. 00, p. e023063, 2023. DOI: 10.21723/riaee.v18i00.16207. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/16207. Acesso em: 27 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos teóricos

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.