Indústria cultural e formação docente: análise de teses e dissertações presentes na CAPES (2014-2018)

Solange Franci Raimundo Yaegashi, Lucilia Vernaschi de Oliveira, Isaias Batista de Oliveira Júnior

Resumo


Esse estudo insere-se na discussão acerca do atual contexto de formação docente influenciado pelos ditames da indústria cultural. O recorte proposto para o trabalho busca problematizar a referida temática apoiada nos referenciais teóricos da Escola de Frankfurt representada por Theodor W. Adorno, dentre outros pensadores. Com isso, objetivamos analisar o uso da Teoria Crítica da Sociedade utilizada na fundamentação de pesquisas stricto sensu sobre formação docente no Brasil, entre os anos de 2014 a 2018. Os resultados apontam para a importância da teoria adorniana na fundamentação crítica de estudos sobre a formação de professores em nosso país, entendida no processo de produção e consumo capitalista que se vale da arte como manobra de alienação e massificação da grande massa.

Palavras-chave


Adorno; Formação docente; Indústria cultural.

Referências


ADORNO, T.W.; HORKHEIMER, M. Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.

ADORNO, T. W. Educação e emancipação. 3. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1995.

ADORNO, T. W. Teoria da semiformação. In: PUCCI, B.; ZUIN, A. A. S.; LASTÓRIA, L. A. C. (Orgs.). Teoria crítica e inconformismo: novas perspectivas de pesquisa. Campinas: Autores Associados, p. 10-40, 2010.

ANDRADE, R. A. O. Formação de Professores de Sociologia: possibilidade de crítica à sociedade de massas. 2014. 156 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, 2014.

BANDEIRA, L. B. Razão instrumental, pragmatismo e suas interfaces com a formação de professores de educação física: reflexões a partir do estágio supervisionado curricular obrigatório. 2017. 282 p. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.

BARCELLOS, A. C. K. A experiência estética na formação do docente da educação básica. 2014. 107 f. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Metodista de Piracicaba, SP, 2014.

BARDIN, L. Análise do conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2016.

BARROS, G. B. de. A dimensão estética da experiência docente: um estudo sobre a contribuição da obra literária. 2014. 73 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Cidade de São Paulo, SP, 2014.

BET, D. S. Televisão e formação na era digital: um exame crítico das pretensões formativas do Programa Salto para o Futuro. 2015. 187 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal de São Carlos, SP, 2015.

BIDO, J. M. Formação de professores no Instituto Federal do Paraná à luz da teoria crítica. 2018. 287 f. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Estadual de Maringá, PR, 2018.

CARVALHO, A. P. D. A estética da formação do professor no ensino superior: Narrativas (auto)biográficas como forma de mediação nas práticas pedagógicas e de gestão da sala de aula. 2018. 152 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Cidade de São Paulo, SP, 2018.

DIAS, V. B. Formação de professores e educação inclusiva: uma análise à luz da Teoria Crítica da Sociedade. 2018. 263 f. Tese (Doutorado em Educação e Contemporaneidade). Universidade do Estado da Bahia, Salvador, 2018.

GONTIJO, E. S. Semiformação e indústria cultural: percepções de docentes nos cursos presenciais de pedagogia do sudoeste goiano. 2018. 167 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal de Goiás, Jataí, GO, 2018.

JESUS, W. E. Docência de filosofia e a formação inicial nos cursos de licenciaturas. 2017. 134 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação). Universidade Federal de Lavras, MG, 2017.

LUCAS, G. A. de. A dimensão estética na trajetória formativa: narrativa de um professor. 2017. 98 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Cidade de São Paulo, SP, 2017.

MAGALHÃES JÚNIOR, C. A. Educação Física Escolar, Esporte e (Semi) Formação: Reflexões a partir da Teoria Crítica da Sociedade. 2014. 85 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação). Universidade Federal de Lavras, MG, 2014.

MANFRÉ, A. H. O mal-estar docente e os limites da experiência no tempo presente: uma leitura frankfurtiana. 2014. 212f. Tese (Doutorado em Educação) Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Presidente Prudente, SP, 2014.

MARCOS, M. H. de. O ensino de música nas escolas públicas paulistas: entre a formação e a semiformação. 2018. 135 f. Dissertação (Mestrado em Educação Escolar). Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Faculdade de Ciências e Letras, (campus de Araraquara), SP, 2018.

MARFIM, L. Sociedade informacional entre demandas e contradições: os limites e as potencialidades para integrar as Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação às práticas educativas na formação inicial do pedagogo - estudo de caso junto aos licenciandos da Universidade Federal de São Paulo. 2017. 267 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal de São Paulo, Guarulhos, SP, 2017.

PERES, H. C. Entre choques, cortes e fissuras – a (semi)formação estética: uma análise crítica da apropriação de filmes na educação escolar. 2016. 236 f. Dissertação (Mestrado em Educação Escolar). Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Faculdade de Ciências e Letras, (campus de Araraquara), SP, 2016.

ROSA, L. M. R. O cinema como possibilidade a formação docente. 2017. 174 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação). Universidade Federal de Lavras, MG, 2017.

SANTOS NETA, A. R. Formação de professores: um estudo das condições objetivas na implementação do Plano Nacional de Formação de Professores para a Educação Básica – PARFOR / UFMA. 2016. 154 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2016.

SILVA, K. A. S. As relações entre a formação/qualificação de professores e o processo pedagógico reveladas em oito pesquisas empíricas de sala de aula. 2017. 228 f. Tese (Doutorado em Educação). Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2017.

SOUSA, E. Educação profissional: tessituras da formação e da experiência docente. 2018. 154 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação). Universidade Federal de Lavras, MG, 2018.

WEIXTER, R. R.A catarse musical na reeducação dos sentidos: formação, música e educação em Theodor Adorno e Georges Snyders. 2016. 169 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2016.

XAVIER, E. B. C. Infância e Cinema: implicações para a formação das crianças na sociedade contemporânea. 2017. 113 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação). Universidade Federal de Lavras, MG, 2017.




DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v14iesp.4.12918



Direitos autorais 2019 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.