A pesquisa em educação: aproximações iniciais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v12.n.3.2017.9644

Palavras-chave:

Pesquisa em educação. Pesquisa qualitativa. Abordagens metodológicas.

Resumo

A atividade de pesquisa, desde a antiguidade, está voltada à compreensão do mundo, ao desejo de desvendar/desvelar o que está oculto. Está relacionada ao indagar, ao questionar o que está dado, ao que parece natural. Este texto, a partir dessas premissas, tem como objetivo discutir a atividade de pesquisa em educação tendo em vista seu caráter político e pluridisciplinar. A partir de uma pesquisa bibliográfica (Marconi; Lakatos, 2003), propõe a discussão acerca dos desafios relacionados à natureza das abordagens metodológicas e à prática dos pesquisadores na atividade de pesquisa no campo educacional. Como resultados, indica a complementaridade das abordagens qualitativa e quantitativa como um caminho possível para abranger a máxima compreensão da realidade estudada nas pesquisas em educação e discute alguns desafios característicos das pesquisas em educação e das abordagens qualitativas.

Biografia do Autor

Mariana Luzia Corrêa Thesing, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Licenciada em Pedagogia (UFSM)

Mestre em Educação (PUCRS)

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação (UFSM)

Fabiane Adela Tonetto Costas, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Doutora em Educação (UFRGS).

Professora Associada do Departamento de Fundamentos da Educação (FUE/CE/UFSM) e do Programa de Pós-Graduação do Centro de Educação da Universidade Federal de Santa Maria (PPGE/CE/UFSM).

Referências

ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: buscando rigor e qualidade. Cadernos de Pesquisa, n. 113, p. 51-64, 2001. Disponível em: <http://nead.uesc.br/arquivos/Biologia/modulo_7_bloco_1/tcc/texto_2_pesquisa_em_educacao_buscando_rigor_e_qualidade.pdf>. Acesso em: 05 jan. 2017.

ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: questões de teoria e método. Revista Educação e Tecnologia, CEFET/MG, Belo Horizonte, v. 10, n.1, p. 29-35, 2005. Disponível em: <https://seer.dppg.cefetmg.br/index.php/revista-et/article/view/72>. Acesso em: 05 jan. 2017.

ANDRÉ, M. E. D. A. Formação de professores: a constituição de um campo de estudos. Revista Educação, v. 33, n. 3, p. 174-181, 2010. Disponível em: <http://revistaseletronicas.pucrs.br/fefid/ojs/index.php/faced/article/view/8075>. Acesso em: 05 mar. 2017.

ANDRÉ, M. E. D. A. O que é um estudo de caso qualitativo em educação? Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 22, n. 40, p. 95-103, 2013. Disponível em: <https://www.revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/753.> Acesso em: 10 mar. 2017.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Tradução: Maria João Alvarez, Sara Bahia dos Santos e Telmo Mourinho Baptista. Portugal, Porto: Editora Porto, 1994. 336p.

CHARLOT, B. A pesquisa educacional entre conhecimentos, políticas e práticas: especificidades e desafios de uma área de saber. Revista Brasileira de Educação, v. 11 n. 31, p. 7-18, 2006. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-24782006000100002&script=sci_abstract&tlng=pt> Acesso em: 10 mar. 2017.

DEVECHI, C. P. V.; TREVISAN, A. L. Sobre a proximidade do senso comum das pesquisas qualitativas em educação: positividade ou simples decadência? Revista Brasileira de Educação, v. 15, n. 43, p. 148-201, 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24782010000100010>. Acesso em: 02 fev. 2017.

FREIRE, P. Criando métodos de pesquisa alternativa: aprendendo a fazê-la melhor através da ação. In: BRANDÃO, Carlos Rodrigues (Org). Pesquisa Participante. São Paulo: Brasiliense, 1981. p. 34-35.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GOLDENBERG, M. A arte de pesquisar: como fazer pesquisa em Ciências Sociais. 8ª ed. Rio de Janeiro: Record, 2004.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: E.P.U., 2012.

MARCONI, M. de A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de Metodologia Científica. 5ª ed. São Paulo: Editora Atlas S. A., 2003.

MORI, N. N. R. Metodologia da Pesquisa. Maringá: Eduem, 2011.

MOROSINI, M. C.; FERNANDES, C. M. B. Estado do conhecimento: conceitos, finalidades e interlocuções. Educação Por Escrito, v.5, n. 2, p. 154-164, 2014. Disponível em: <http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/porescrito/article/view/18875>. Acesso em: 05 mar. 2017.

NOSELLA, P. A pesquisa em educação: um balanço da produção dos programas de pós-graduação. Revista Brasileira de Educação, v.15, n.43, p. 177-203, 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v15n43/a13v15n43.pdf>. Acesso em: 10 mar. 2017.

SÁNCHEZ GAMBOA, S. Pesquisa em educação: métodos e epistemologias. 2ª ed. Chapecó: Argos, 2012.

SAVIANI, D. Educação: do senso comum à consciência filosófica. 18ª ed. Campinas, São Paulo: Autores Associados, 2009.

Downloads

Publicado

05/07/2017

Como Citar

Thesing, M. L. C., & Costas, F. A. T. (2017). A pesquisa em educação: aproximações iniciais. Revista Ibero-Americana De Estudos Em Educação, 12(3), 1839–1853. https://doi.org/10.21723/riaee.v12.n.3.2017.9644

Edição

Seção

Artigos