O sistema capitalista a partir da década de 1990 e suas implicações na educação escolar brasileira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.unesp.v13.n4.out/dez.2018.9815

Palavras-chave:

Educação Escolar, Neoliberalismo, Estado de exceção

Resumo

A educação é uma produção humana imaterial que se encontra imbricada nas relações de trabalho da sociedade de classes, portanto, objetiva-se analisar as implicações do sistema capitalista a partir da década de 1990 na educação escolar brasileira. Para tanto, faz-se necessário uma retomada ao contexto político e econômico do país a partir dos anos 90, os quais demonstram a introdução do ideário neoliberal. Esses dados permitiram uma análise acerca das implicações da lógica capitalista na educação escolar, as quais resultaram na limitação ou exclusão do acesso ao saber elaborado à classe menos favorecida e que influenciaram diretamente em sua especificidade, passando a atender às demandas do capital.

Biografia do Autor

Francielle Pereira Nascimento, Universidade Estadual de Londrina

Estudante regular do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Londrina.

Marta Silene Ferreira Barros, Universidade Estadual de Londrina

Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Londrina.

Referências

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm >. Acesso em: 13 ago. 2016.

BRASIL. Decreto nº 6.094 de 24 de abril de 2007. Dispõe sobre a implementação do Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2007/Decreto/D6094.htm >. Acesso em: 13 ago. 2016.

DUARTE, N. As pedagogias do “aprender a aprender” e algumas ilusões da assim chamada sociedade do conhecimento. Revista Brasileira de Educação, Anped, Minas Gerais, 2001.

DUARTE, N. Vigotski e o “aprender a aprender”: crítica às apropriações neoliberais e pós-modernas da teoria vigotskiana. 2 ed. rev. e ampl. Campinas, SP: Autores Associados , 2001a.

DUARTE, N. Sociedade do conhecimento ou sociedade das ilusões. In: DUARTE, N; OLIVEIRA, B. A prática social global como ponto de partida e de chegada da prática educativa. Campinas: Autores Associados, 2003.

FREEDMAN, R. Escritos econômicos de Marx. Rio de Janeiro: Zahar, 1966.

FRIGOTTO, G. Os circuitos da história e o balanço da educação no Brasil na primeira década do século XXI. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 16, n. 46, 2011.

LOMBARDI, J. S. Reflexões sobre educação e ensino na obra de Marx e Engels. Campinas, SP: Tese (Livre docência), Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, 2010.

MARTINS, L. Da formação humana em Marx à crítica da pedagogia das competências. In: DUARTE, N. Crítica ao fetichismo da individualidade. São Paulo: Autores Associados, 2004.

MARX, K.; ENGELS, F. A ideologia Alemã (Feuerbach). São Paulo: Grijalbo, 1977.

NETO, J. P. BRAZ, M. Economia Política: uma introdução crítica. São Paulo, Cortez, 2006.

NOMA, A. K.; CZERNISZ, E. C da Silva. Trabalho, Educação e Sociabilidade na transição do século XX para o XXI: o enfoque das políticas educacionais. In: SOUZA et al. Trabalho, educação e sociabilidade. 1ª ed. Maringá: Práxis, 2010, p 193-210.

PAULANI, L. M. Brasil Delivery: servidão financeira e estado de emergência econômico. São Paulo, Boitempo, 2008.

PAULANI, L. M. Capitalismo Financeiro, estado de emergência econômico e hegemonia às avessas no Brasil. In: OLIVEIRA et al. Hegemonia às avessas, política e cultura na era da servidão financeira. São Paulo, Boitempo, 2010.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico crítica: primeiras aproximações. 11 ed. revisada. Campinas. SP: Autores Associados, 2015.

SILVA, V. P. Educação e Escola no Marxismo: perspectivas. In: MENDONÇA, S. G et al. Marx, Gramsci e Vigostki: aproximações. Araraquara, SP. Junqueira&Marin; Marília, SP: Cultura Acadêmica, 2009, p. 185-206.

TONET, I. Sobre o socialismo. 2ª ed. São Paulo: Instituto Lukácks, 2012.

Publicado

01/10/2018

Como Citar

Nascimento, F. P., & Barros, M. S. F. (2018). O sistema capitalista a partir da década de 1990 e suas implicações na educação escolar brasileira. Revista Ibero-Americana De Estudos Em Educação, 13(5), 1779–1791. https://doi.org/10.21723/riaee.unesp.v13.n4.out/dez.2018.9815

Edição

Seção

Artigos