A regulamentação da gestão democrática e a ação do Ministério Público: desdobramentos no estado do Rio de Janeiro

Daniela Patti do Amaral

Resumo


O artigo tem como objetivo explicitar ações do Ministério Público (MP) do estado do Rio de Janeiro junto aos municípios acerca da regulamentação da gestão democrática nas legislações com foco no provimento da direção de escolas públicas. Em levantamento realizado no site do Ministério Público do estado do Rio de Janeiro nos meses de março a setembro de 2017 identificamos ações do MP estadual direcionadas a 26 municípios. Simultaneamente, realizamos buscas nos sites da Câmara de Vereadores, Secretarias de Educação e Prefeituras desses municípios na tentativa de identificar legislações sobre a regulamentação da gestão democrática e do processo de seleção de diretores que tenham sido sancionadas após a aprovação dos respectivos planos municipais de educação. Localizamos legislações e notícias que contemplam o processo de seleção de diretores, no entanto a maior parte dos municípios não regulamentou a gestão democrática em suas redes de educação ou não disponibilizaram publicamente legislação pertinente. A atuação do MP estadual do Rio de Janeiro tem se mostrado presente na busca da regulamentação da gestão democrática apesar da pouca ação concreta dos municípios. No entanto, mesmo após a regulamentação o processo de seleção de diretores ainda demonstra a fragilidade da democracia da educação pública. Como desdobramento da pesquisa, sugerimos o acompanhamento permanente dos processos de regulamentação da gestão democrática e do processo de seleção e diretores. 


Palavras-chave


Planos Municipais de Educação. Ministério Público Estadual. Gestão democrática. Diretores escolares.

Texto completo:

PDF XML

Referências


ARARUAMA, RJ. Lei. N. 1961 de 24 de junho de 2015. Aprova o Plano Municipal de Educação adequado em conformidade com o artigo 162 da Lei Orgânica do Município de Araruama e da Lei Federal N. 13.005/2014 e dá outras providências.

ARMAÇÃO DE BÚZIOS, RJ. Lei N. 1114 de 30 de junho de 2015. Dispõe sobre aprovar o Plano Municipal de Educação para o Decênio 2015/2025 e dá outras providências.

BRASIL. Lei N. 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação – PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília: DF, 25 jun. 2014.

BRASIL. Lei N. 9394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União. Brasília: DF, 20 dez. 1996. Disponível em: http://legis.senado.gov.br/legislacao/ListaTextoIntegral.action?id=75723 – Acesso: out/2015.

BRASIL, INEP. DIRED – Diretoria de estudos educacionais. Relatório do 1º Ciclo de Monitoramento das Metas do PNE: Biênio 2014-2016. Brasil: Brasília-DF, 2016.

CABO FRIO, RJ. Lei N. 2.382 de 4 de outubro de 2011 - Consulta para diretores de escolas.

CABO FRIO, RJ. Lei N. 1853, de 25 de outubro de 2005. Dispõe sobre o processo de consulta para indicação de diretores das unidades de ensino da rede pública municipal de cabo frio, e dá outras providências.

CABO FRIO, RJ. Lei N. 2.644 de 1º de julho de 2015. Aprova o Plano de Educação no âmbito do Município de Cabo Frio e dá outras providências.

CACHOEIRAS DE MACACU, RJ. Lei N. 2.056 de 24 de junho de 2015. Aprova o Plano Municipal de Educação e dá outras providências.

CARMO, RJ. Lei N. 1.763 de 23 de junho de 2015. Dispõe sobre a aprovação do PME – Plano Municipal de Educação com vigência nos próximos 10 (dez) anos a contar da publicação desta Lei e dá outras providências.

CARMO, RJ. Lei N. 1852 de 25 de setembro de 2016. Dispõe sobre a instituição da gestão democrática na rede municipal de ensino de Carmo e dá outras providências.

DUQUE DE CAXIAS, RJ. Decreto N. 6543 de 11 de maio de 2015. Dispõe sobre eleições para diretores e vice-diretores das unidades escolares do município de Duque de Caxias. 2015.

IGUABA GRANDE, RJ. Lei N. 1174 de 24 de junho de 2015. Aprova o Plano Municipal de Educação para o Decênio 2015-2025 e dá outras providências.

ITAOCARA, RJ. Lei. N. 1.019 de 24 de junho de 2015. Institui o Plano Municipal de Educação na conformidade do artigo241 da Lei Orgânica do Município de Itaocara, Estado do Rio de Janeiro e dá outas providências.

ITAPERUNA, RJ. Lei N. 718 de 23 de junho de 2015. Dispõe sobre a aprovação do Plano Municipal de Educação – PME e dá outas providências.

LAJE DO MURIAÉ, RJ. Lei N. 736 de 29 de junho de 2015. Institui o Plano Municipal de Educação e dá outras providências.

LIMA, Licínio Carlos. A escola como organização e a participação na organização escolar. Braga, Portugal: Universidade do Minho, 1998.

LIMA, Licínio Carlos. Administração escolar: estudos. Porto, Portugal: Porto Editora, 2011.

LIMA, Licínio Carlos. A gestão democrática das escolas: do autogoverno à ascensão de uma pós-democracia gestionária? Educ. Soc., Campinas, v. 35, nº. 129, p. 1067-1083, out.-dez., 2014.

LIMA, Maria de Fátima Magalhães. Modalidades de escolha e de provimento de diretores escolares: desafios e alternativas para a gestão democrática e o alcance da qualidade da educação. Disponível em: http://www.anpae.org.br/iberoamericano2012/Trabalhos/MariaDeFatimaMagalhaesDe Lima_res_int_GT8.pdf (2012).

LÜCK, Heloisa. Mapeamento de práticas de seleção e capacitação de diretores escolares. São Paulo: Fundação Victor Civita, 2011.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Cartilha Controle Social na Educação – Gestão democrática e Conselhos. Rio de Janeiro, 2014, pp.9-10.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria de Instauração de inquérito civil N. 2/17 de 12/1/2017.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria de Instauração de inquérito civil N. 20/2016 de 26/2/2016.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Recomendação N. 2/17 de 6 de março de 2017.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria de Instauração de inquérito civil público N. 4/2017 de 6 de fevereiro de 2017.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria N. 7/2016 de 15 de março de 2016 da Promotoria de Justiça da Comarca de Sumidouro.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria de Instauração de inquérito civil público N. 3/2016.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria de Instauração de inquérito civil público N. 2/2016 de 16/2/2016.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria de Instauração de inquérito civil público s/n de 14 de julho de 2016.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria de Instauração de inquérito civil público N. 4/2016 de 15 de abril de 2016.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria de Instauração de inquérito civil público N. 3/2017 de 3 de março de 2017.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria de Instauração de inquérito civil público N. 24/2016 de 4 de agosto de 2016.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria de Instauração de inquérito civil público N. 14/2016 de 3 de junho de 2016.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria de Instauração de inquérito civil público N. 2/2016 de 5 de fevereiro de 2016.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Recomendação Administrativa N. 1/2016. Portaria de Instauração de inquérito civil público N. 4/2016 de 25 de abril de 2016.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria de Instauração de inquérito civil público N. 2/2016 de 19 de fevereiro de 2016.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria de Instauração de inquérito civil público N. 4/2016 de 16 de março de 2016.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria de Instauração de inquérito civil público N. 8/2016 de 26 de abril de 2016.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria de Instauração de inquérito civil público N. 13/2016 de 1 de abril de 2016.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria de Instauração de inquérito civil público N. 8/2016 de 31 de janeiro de 2016.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Inquérito civil público N. 2016.00724882 de 1 de julho de 2016.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria de Instauração de inquérito civil público N. 14/2016 de 30 de abril de 2016.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria de Instauração de inquérito civil público N. 7/2016 de 21 de março de 2016.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria de Instauração de inquérito civil público N. 2/2016 de 5 de maio de 2016.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Recomendação N. 01/2016 e Ação Civil Pública.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Recomendação N.16/2017 (Ref: IC 01/2016) de 29 de maio de 2017.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria de Instauração de Inquérito Civil n. 4/16 de 16 de maio de 2016.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Recomendação N. 17/2015 ref. ao Inquérito Civil n. 233/2015.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Portaria N. 1/2016 de 25/7/2016.

NATIVIDADE, RJ. Lei N. 726 de 25 de agosto de 2015. Aprova o Plano Municipal de Educação do Município de Natividade, RJ para o Decênio 2015/2025 e dá outras providências.

NATIVIDADE, RJ. Lei N. 796/2016 de 22 de dezembro de 2016. Dispõe sobre a Gestão Democrática do ensino publico municipal e dá outras providências.

NOVA FRIBURGO, RJ. Lei N. 4.395 de 24 de junho de 2015. Institui o Plano Municipal de Educação odo município de Nova Friburgo e dá outras providências.

NOVA FRIBURGO, RJ. Educação democrática: diretores eleitos para unidades municipais são empossados em noite emocionante para a comunidade escolar friburguense. Disponível em: http://novafriburgo.rj.gov.br/2017/02/educacao-democratica-diretores-eleitos-para-unidades-municipais-sao-empossados-em-noite-emocionante-para-a-comunidade-escolar-friburguense/. Acesso em: 21 de junho de 2017.

NOVA FRIBURGO, RJ. Lei. N. 3.929/2011. Estabelece os critérios para nomeação das direções das instituições de ensino mantidas pelo poder público municipal e dá outras providências.

NOVA FRIBURGO, RJ. Lei N. 4.473 de 5 de julho de 2016. Altera o caput e inclui Parágrafo 4º no artigo 1º da Lei N. 3.989/2011 ampliando o mandato e garantindo a reeleição aos cargos de diretor e dirigentes de instituições de ensino municipais mantidas elo Poder Público Municipal.

PARAÍBA DO SUL, RJ. Lei N. 3.187 de 28 de maio de 2015. Institui o Plano Municipal de Educação e dá outras providências.

RIO CLARO, RJ. Lei N. 792 de 29 de junho de 2015. Aprova o Plano Municipal de Educação do Município de Rio Claro – RJ e dá outas providências.

RIO DE JANEIRO, RJ, Secretaria Municipal de Educação. Resolução SME N. 20 de 29/9/2017. Dispõe sobre o processo de Seleção de Gestores das Unidades Escolares da Rede Pública do Sistema Municipal de Ensino da Cidade do Rio de Janeiro e dá outras providências.

RODRIGUES, Mariane. Direções Escolares eleitas por consulta às comunidades tomam posse em São Pedro da Aldeia. Disponível em: http://www.pmspa.rj.gov.br/detalhenoticia.aspx?id=d5fbb56f-91b8-4a4a-bc68-3b0a390d68a0. Publicado em 3 de maio de 2017 . Acesso em: 7 de maio de 2017.

SÃO JOSÉ DO UBÁ, RJ. Lei N. 427 de 3 de julho de 2015. Aprova o Plano Nacional de Educação de São José de Ubá - RJ e dá outras providências.

SÃO PEDRO DA ALDEIA, RJ. Lei N. 2.606 de 22 de junho de 2015. Aprova o Plano Municipal de Educação – PME.

SAPUCAIA, RJ. Lei 2.593 de 18 de junho de 2015. Aprova o Plano Municipal de Educação para o Decano de 2015 a 2025.

SAQUAREMA, RJ. Lei N. 1.427 de 24 de junho de 2015. Adequa o Plano Municipal de Educação (PME) instituído pela Lei Municipal N. 1053 de 19 de março de 2010 às diretrizes, metas e estratégias previstas no Plano Nacional de Educação (PNE) em conformidade com a Lei Federal n. 13.005 de 25 de junho de 2014.

SCHWARTZMAN, Simon. Nota sobre o patrimonialismo e a dimensão pública na formação da América Latina contemporânea. 12/10/2006. Disponível em: http://www.schwartzman.org.br/simon/patrimonialismo06.pdf. Acesso em: 30 de junho de 2017.

SILVEIRA, Adriana Dragone. A busca pela efetividade do direito à educação: análise da atuação de uma Promotoria de Justiça da Infância e Juventude do interior paulista. Educar em Revista, Curitiba, Brasil, n. especial 2, p. 233-250, 2010. Editora UFPR.

SOARES, Tufi Machado; TEIXEIRA, Lucia Helena G. Efeito do perfil do diretor na gestão escolar sobre a proficiência do aluno. Estudos em Avaliação Educacional, v. 17, n. 34, maio/ago. 2006.

SOUZA, Ângelo Ricardo de. Explorando e construindo um conceito de gestão escolar democrática, Educação em Revista, Belo Horizonte; v.25; n.03; p.123-140, dez. 2009.

SUMIDOURO, RJ. Lei. N. 1.116 de 24 de junho de 2015. Institui o Plano Municipal de Educação do município de Sumidouro e dá outras providências.

SUMIDOURO, RJ. Mensagem n. 008/2016 de 30 de maio de 2016 do Prefeito Municipal. Encaminha o Anteprojeto de Lei n. 13 de 24 de maio de 2016 que dispõe sobre a gestão democrática do ensino público municipal de Sumidouro/RJ e dá outras providências.

TRÊS RIOS, RJ. Lei N. 4.208 de 22 de junho de 2015. Cria e regulamenta o Plano Municipal de Educação para o período 2015-2025 e dá outras providências.

VALENÇA, RJ. Resolução N. 003/SME/2015, de 3 de novembro de 2015.

VASSOURAS, RJ. Lei N. 2.820 de 7 de julho de 2015. Institui o Plano Municipal de Educação em conformidade com a Lei Orgânica assim como à luz da Lei de Diretrizes e Bases e legislações correlatas e dá outras providências.

VOLTA REDONDA, RJ. Lei N. 5.345 de 30 de maio de 2017. Aprova o Plano Municipal de Educação – PME de Volta Redonda para o decênio 2015-2024.




DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v22.nesp1.2018.10781



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.