A escolarização de alunos com deficiência intelectual sob a vigência da política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.unesp.v22.nesp2.dez.2018.11918

Palavras-chave:

Deficiência intelectual, Políticas de educação inclusiva, Mediação pedagógica.

Resumo

O artigo analisa a escolarização de alunos com deficiência intelectual sob a vigência da Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. A partir de um estudo qualitativo baseado na perspectiva histórico-cultural de Vigostki, discutimos as múltiplas dimensões da inclusão escolar tendo como foco os processos de mediação da aprendizagem desse alunado em classes comuns de ensino de escolas localizadas na Baixada Fluminense/RJ. Para coleta de dados utilizamos observação em sala de aula com registros em diário de campo e escala de envolvimento. A análise de dados evidenciou que o nível de envolvimento dos sujeitos com deficiência intelectual nas atividades propostas está inteiramente relacionado com as mediações pedagógicas direcionadas aos mesmos. Mostrou que a escolarização destes sujeitos teve avanços significativos a partir das políticas de inclusão escolar, mas que ainda existem inúmeras barreiras para superar a cultura da impossibilidade presente no discurso docente e na sociedade em geral.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcela Francis Costa Lima, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (PPGEduc) - UFRRJ/2017. Mestre em Educação pelo mesmo programa. Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRRJ (Instituto Multidisciplinar), Nova Iguaçu. Participante do grupo de pesquisa, Observatório de Educação Especial e Inclusão Educacional: Políticas Públicas e Práticas Curriculares, coordenado pela Prof.ª Dr.ª Márcia Denise Pletsch, na mesma Universidade desde 2009.

Marcia Denise Pletsch, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

É doutora em Educação, com mestrado em Educação e especialização em Altas Habilidades pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Graduada em Educação Especial, com Habilitação em Deficiência Intelectual, pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Professora Associada do Instituto Multidisciplinar e do Programa de Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). 

Referências

BRASIL. Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília, 2008. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=16690-politica-nacional-de-educacao-especial-na-perspectiva-da-educacao-inclusiva-05122014&Itemid=30192. Acesso em: 10 jul. 2018.

BRASIL. Resolução n° 4. Diretrizes Operacionais para o Atendimento Educacional Especializado na Educação Básica, modalidade Educação Especial. Brasília, 2009.

CAMPOS, E. C. V. Z. Diálogos entre o currículo e o planejamento educacional individualizado (PEI) na escolarização de alunos com deficiência intelectual. 173f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, 2016.

CATHCART, K. D. P. Crianças com deficiência mental na escola inclusiva: estratégias para aprender. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Vale do Itajaí, 2011.

DAINÊZ, D. Constituição humana, deficiência e educação: problematizando o conceito de compensação na perspectiva histórico-cultural. 132f. Tese (Doutorado em Educação), Universidade Estadual de Campinas, Campis, 2014.

FACCI. M. G. D.; BRANDÃO. S. H. A. A importância da mediação para o desenvolvimento das funções psicológicas superiores de alunos da educação especial: contribuições da psicologia histórico-cultural. XIV Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino (ENDIPE), 30 de abril de 2008, Porto Alegre/RS.

LIMA, M. F. C. O que significa mediar o processo de escolarização de alunos com deficiência intelectual? Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. 2017.

MARIN, M.; BRAUN, P. Ensino colaborativo como prática de inclusão escolar. In: GLAT, R.; PLETSCH, M. D. (org.). Estratégias educacionais diferenciadas para alunos com necessidades especiais. Editora Eduerj, Rio de Janeiro, 2013, p. 49-64.

MENDES, R. da. S. A escolarização de alunos com deficiência intelectual no ensino fundamental da rede de ensino de Itajaí – SC. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Vale do Itajaí, 2016.

MENDES, E. G.; TANNÚS-VALADÃO, G.; MILANESI, J. B. Atendimento educacional especializado para estudante com deficiência intelectual: os diferentes discursos dos professores especializados sobre o que e como ensinar. Revista Linhas. Florianópolis, v. 17, n. 35, p. 45-67, set./dez., 2016.

OLIVEIRA. M. K. de. Vygotsky aprendizado e desenvolvimento um processo sócio histórico. Editora Scipione, 1993.

OLIVEIRA. A. A. S. de. Educação Inclusiva, Educação Especial ou Educação? In: OMOTE, S.; OLIVEIRA, A. A.; CHACON, M. C. M. (orgs.). Ciência e conhecimento em educação especial. Editora M&M/ ABPEE, São Carlos, 2014, v.1, p. 89-114.

OLIVEIRA, M. C. P. de. A escolarização de alunos com deficiência intelectual a luz da perspectiva histórico-cultural: avaliação mediada e apropriação conceitual. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, 2016.

PADILHA, A. M. L. Desenvolvimento cultural e educação escolar: Aporte teórico para pensar o desenvolvimento psíquico do deficiente intelectual. In: OMOTE, S.; OLIVEIRA, A. A.; CHACON, M. C. M. (orgs.). Ciência e conhecimento em educação especial. Editora M&M/ ABPEE, São Carlos, 2014, v.1, p. 89-114.

PINO. A. O conceito de mediação semiótica em Vygotsky e seu papel na explicação do psiquismo humano. Cadernos Cedes, Campinas, SP, ano XX, n. 24, julho, 1991.

PLETSCH, M. D.; ARAUJO, D. F.; LIMA, M. F. C. Experiências de formação continuada de professores: possibilidades para efetivar a inclusão escolar de alunos com deficiência intelectual. Revista Periferia, v.9, p. 290-311, 2017.

PLETSCH, M. D.; SOUZA, F. F. ; ORLEANS, L. F. . A diferenciação curricular e o desenho universal na aprendizagem como princípios para a inclusão escolar. Revista Educação e Cultura Contemporânea, v. 14, p. 264-281, 2017.

REBELO, A. S. A Educação Especial no Brasil: indicadores educacionais de atendimento especializado (1973-2014). 200 f. Tese (Doutorado em Educação), Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, 2016.

REGO, T. C. Vygotsky: uma perspectiva histórico-cultural da educação. 25 Ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

SILVA. C. da. Elaboração conceitual no processo de escolarização de alunos com deficiência intelectual no município de Balneário Camboriú: estratégias e mediações na elaboração de conceitos. (Dissertação de Mestrado) - Universidade do Vale do Itajaí, 2016.

SMOLKA, A. L. B.; NOGUEIRA, A. L. H. O desenvolvimento cultural da criança: mediação, dialogia e (inter) regulação. In: OLIVEIRIA, M. K. de; SOUZA, D, T. R. S.: REGO, C. Psicologia, educação e as temáticas da vida contemporânea. Editora Moderna, São Paulo, 2002.

SOUZA, F. F. de. Políticas de educação inclusiva: análise das condições de desenvolvimento dos alunos com deficiência na instituição escolar. 277f. Tese (Doutorado em Educação). Campinas, 2013.

SOUZA, F. F; DAINEZ. D.; MAGIOLINO. L. L. S. Educação e Desenvolvimento Humano: Modos de Mediação e Participação nos Meandros das Práticas Educacionais Inclusivas. In: PLETSCH, M. D.; MENDES, G. M. L.; HOSTINS, R. C. L. (orgs.). A escolarização de alunos com deficiência intelectual: políticas, práticas e processos cognitivos. Editora M&M/ ABPEE, São Carlos, 2015, p. 15-30.

VIGOTSKI, L. S. A formação social da mente. NETO, J. C.; BARRETO, L. S. M.; AFECHE, S. C. (Trad). 7º ed. - São Paulo: Martins Fontes, 2007.

VIGOTSKI, L. S. A construção do pensamento e da linguagem. 2º ed. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

VIGOTSKI, L. S. Obras escogidas V: fundamentos de defectologia (1997). Madrid: Machado, 2012.

VIGOTSKI, L. S.; LURIA. A. R.; LEONTIEV. A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 13 ed. Ícone Editora, São Paulo, 2014.

Downloads

Publicado

01/12/2018

Como Citar

LIMA, M. F. C.; PLETSCH, M. D. A escolarização de alunos com deficiência intelectual sob a vigência da política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 22, n. 2, p. 872–889, 2018. DOI: 10.22633/rpge.unesp.v22.nesp2.dez.2018.11918. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/11918. Acesso em: 5 ago. 2021.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.