Planejamento e avaliação: pilares da gestão do modelo pedagógico Syllabus

Patrícia Zuccari, Marisa Aparecida Pereira Santos, Rosária Helena Ruiz Nakashima, Carolina Nunes Pegoraro, Susana de Jesus Fadel

Resumo


O artigo relata os resultados verificados em uma pesquisa envolvendo a importância do planejamento e da avaliação tanto para o docente quanto para o discente e discute a implantação do Projeto Piloto para aplicação do Modelo Pedagógico Syllabus, no Ensino Superior. Este modelo de ensino e aprendizagem está amparado na nova política de gestão escolar da Universidade Sagrado Coração e, seu enfoque é voltado para o planejamento e avaliação da disciplina e da aula, ocorrendo concomitantemente com o comprometimento de propostas sistematizadas no plano de ensino e de aula, com objetivos e metodologias definidos previamente. O envolvimento dos estudantes ocorre através da sua capacidade de compreender as orientações prévias à aula presencial, disponibilizadas pelo docente e avaliadas com a sua participação no Quiz. O Modelo Pedagógico Syllabus propõe uma metodologia de interação entre o professor e o estudante, para facilitar a aprendizagem e a construção do conhecimento em sala de aula. O processo vem se consolidando pedagogicamente e embora ocorra a padronização de processos e formação continuada periodicamente, com o subsídio pedagógico no trabalho docente, há evidências de dificuldades de sistematização do planejamento e da avaliação.


Palavras-chave


Planejamento; avaliação; gestão; Modelo Pedagógico;

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v0i8.9269



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.