Políticas públicas de ensino superior no Brasil: um olhar sobre o acesso e a inclusão social

Luci Annee Vargas Carneiro, Fabiane Romano de Souza Bridi

Resumo


Este artigo é fruto de uma pesquisa qualitativa do tipo bibliográfica que se propõe a discutir o percurso histórico das políticas públicas de Ensino Superior no Brasil com foco na expansão e interiorização deste nível de ensino. Problematiza algumas implicações das mesmas através do levantamento de referencias sobre a temática em publicações acadêmicas e textos oficiais. Os resultados apontam para um expressivo investimento na ampliação do acesso que culminou com o aumento significativo de vagas em instituições públicas e privadas atingindo um público antes excluído e fragilidades no que tange ao apoio necessário para a permanência e garantia de aprendizagem destes estudantes. Em virtude do déficit histórico no acesso ao Ensino Superior no país, conclui-se que se faz necessário a manutenção desta referida ampliação aliada a programas de assistência estudantil que garantam o suporte necessário ao processo acadêmico e de profissionalização dos estudantes universitários. 


Palavras-chave


Políticas públicas; Ensino superior; Acesso; Inclusão social.

Texto completo:

PDF PDF (Español (España)) XML

Referências


BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, Brasília, 23 dez. 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP). Resumo Técnico do Censo da Educação Superior 2013. Brasília, DF, 2014. Disponível em: . Acesso em: 12 out. 2016.

CARMO, E. F. et al. Políticas públicas de democratização do acesso ao ensino superior e estrutura básica de formação no ensino médio regular. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (online), Brasília, v. 95, n. 240, p. 304-327, maio/agosto. 2014. Disponível em: . Acesso em: 20 jan.2017.

DOURADO, L. F. Políticas e gestão da educação superior no Brasil: múltiplas regulações e controle. RBPAE, v.27, n.1, p. 53-65, jan./abr. 2011.

DOURADO, L. F. A interiorização da educação superior e a privatização do público. Goiânia: Ed. UFG, 2001.

FÁVERO, M. L. A. Autonomia universitária no Brasil: uma utopia. EPAA, v. 7, n. 24, 1999.

FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC, 2002. Apostila.

OLIVEIRA, R. P. Reformas educativas no Brasil na década de 90. In: CATANI, A. M.; OLIVEIRA, R. P. (Orgs.). Reformas educacionais em Portugal e no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica, 2000. p. 77-94.

SANTOS, A. P.; CERQUEIRA, E. A. Ensino superior: trajetória histórica e políticas recentes. 2009. Disponível em: . Acesso em: 8 dez.2015.

SIMÕES, J. L.; MELLO NETO, R. D. Políticas de expansão do ensino superior no Brasil: Reuni versus ProunI. 2012. Disponível em: . Acesso em: 10 de dez. de 2015.

VIEIRA, R. B. B. Educação superior no contexto nacional: políticas, tensões e desafios. 2007. Disponível em: . Acesso em: 9 dez.2015.

ZAGO, N. Do acesso à permanência no ensino superior: percursos de estudantes universitários de camadas populares. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v.11, n. 32, p. 226-237, 2006.




DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v15i1.12059



Direitos autorais 2020 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.