Plano municipal de educação e o trabalho docente sob tensões

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v15iesp.1.13349

Palavras-chave:

Trabalho docente, Plano municipal de educação, Avaliação.

Resumo

Este texto analisa o trabalho docente no contexto do Plano Municipal de Educação de Jataí (PME) - GO, buscando desvelar esse campo, considerando as políticas de regulação e reestruturação do trabalho docente na rede, no contexto do PME, visto que o trabalho dos professores é afetado, tal qual o desenvolvimento curricular, diante das avaliações em larga escala. Metodologicamente, o texto resulta de pesquisa documental de natureza qualitativa. Os dados foram coletados em documentos oficiais do município, notadamente os dois documentos do PME – o proposto pela sociedade civil e o aprovado pelo executivo, bem como em atas da Câmara Municipal de Jataí e no Estatuto do Magistério de Jataí. A análise dos dados é feita na perspectiva da Pedagogia Histórico Crítica, tendo em vista a relevância da compreensão do trabalho docente em meio às contradições presentes nos contextos escolares. Conclui-se que a prioridade é dada aos índices de avaliação em larga escala, em detrimento da valorização do trabalho docente.

Biografia do Autor

Ari Raimann, Universidade Federal de Goiás (UFG), Jataí - GO

Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação.

Rosângela Henrique da Silva Farias, Universidade Federal de Goiás (UFG), Jataí - GO

Programa de Pós-Graduação em Educação.

Referências

BRASIL. Lei 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília, DF: Poder Legislativo, 26 jun. 2014. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm. Acesso em: 20 de fev. 2020.

BRASIL. Observatório do PNE. Disponível em: www.opne.org.br. Acesso em: 15 ago. 2019.

CÂMARA MUNICIPAL DE JATAÍ. Ata da reunião realizada no dia 24 de junho de 2015. Disponível em: https://www.jatai.go.leg.br/sessao/231 Acesso em: 20 ago. 2019.

CELLARD, A. A análise documental. In: POUPART, J. et al. A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis, Vozes, 2008.

EVANGELISTA, O.; SHIROMA, E. O. Professor: protagonista e obstáculo da reforma. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 33, n. 3, p. 531-541, set./dez. 2007.

EVANGELISTA, O. (Org.). O que revelam os slogans na política educacional. 1. ed. Araraquara, SP: Junqueira & Marin, 2014.

JATAÍ. Lei nº. 2822 de 27 de agosto de 2007. Dispõe sobre o estatuto e o plano de cargos e vencimentos dos profissionais do magistério do município de jataí - go e dá outras providências. Disponível em: https://www.jatai.go.leg.br/ta/1210/text?. Acesso em: 19 set. 2019.

JATAÍ. Lei n. 3.708/2015, de 26 de junho de 2015. Aprova o plano municipal de educação – PME para o próximo decênio, e dá outras providências. Diário Oficial Eletrônico do Município de Jataí - GO. Jataí, GO, 26 de junho de 2015. Disponível em: http://sapl.camarajatai.go.gov.br/sapl/sapl_documentos/norma_juridica/5049_texto_integral. Acesso em: 12 ago. 2019.

JATAÍ. Relatório de avaliação do plano municipal de educação de jataí lei municipal no 3.708/2015. Secretaria Municipal de Educação. 2017. Disponível em: https://www.jatai.go.gov.br/secretaria-de-educacao/plano-municipal-de-educacao/ Acesso em: 18 set. 2019.

KOSIK, K. Dialética do concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.

MÁRKUS, G. A teoria do conhecimento no jovem Marx. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1974.

MARX, K. O capital. V. I, tomo 1. São Paulo: Abril Cultural, 1983.

NÓVOA, A. O método (auto) biográfico e a formação. Lisboa: MS/DRHS/CEAP, 1988.

OLIVEIRA, D. A. Política educacional e a re-estruturação do trabalho docente: reflexões sobre o contexto latino-americano. Educação e sociedade, Campinas, SP, v. 28, n. 99, p. 355-375, maio/ago. 2007. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em: 21 out. 2019.

SANTIAGO, S. H. M.; LIMA, A. B. de. Reforma do Estado e controle avaliativo. In: LIMA, A. B. de. (Org.). Estado e o controle social no Brasil. Uberlândia: EDUFU, 2011.

SANTOS, V. de M. PNE e condição docente: para uma ontologia do trabalho docente. In: Zetetiké. Fe/Unicamp & Feuff, v. 24, n. 45, jan./abr. 2016.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico – crítica: primeiras aproximações. Campinas: Autores Associados, 2003.

SAVIANI, D. Perspectiva Marxiana do problema subjetividade-intersubjetividade. In: Newton Duarte (Org.). Crítica ao fetichismo da individualidade. Campinas, SP: Autores Associados, 2004.

SAVIANI, D. Organização da educação nacional: sistema e Conselho Nacional de Educação, Plano e Fórum Nacional de Educação Educ. Soc., Campinas, v. 31, n. 112, p. 769-787, jul./set. 2010. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em: 18 ago. 2019.

SHIROMA, E. O.; CAMPOS, R. F.; GARCIA, R. M. C. Decifrar textos para compreender a política: subsídios teórico-metodológicos para análise de documentos. Perspectiva, Florianópolis, v. 23, n. 02, p. 427-446, jul./dez. 2005. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/view/9769/8999 . Acesso em: 20 out. 2019.

Publicado

04/03/2020

Como Citar

RAIMANN, A.; SILVA FARIAS, R. H. da. Plano municipal de educação e o trabalho docente sob tensões. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 15, n. esp.1, p. 780–795, 2020. DOI: 10.21723/riaee.v15iesp.1.13349. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/13349. Acesso em: 8 mar. 2021.

Edição

Seção

Seção Temática - Planos de educação: processos, condições e situações

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)