Plano municipal de educação e o trabalho docente sob tensões

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v15iesp.1.13349

Palavras-chave:

Trabalho docente, Plano municipal de educação, Avaliação.

Resumo

Este texto analisa o trabalho docente no contexto do Plano Municipal de Educação de Jataí (PME) - GO, buscando desvelar esse campo, considerando as políticas de regulação e reestruturação do trabalho docente na rede, no contexto do PME, visto que o trabalho dos professores é afetado, tal qual o desenvolvimento curricular, diante das avaliações em larga escala. Metodologicamente, o texto resulta de pesquisa documental de natureza qualitativa. Os dados foram coletados em documentos oficiais do município, notadamente os dois documentos do PME – o proposto pela sociedade civil e o aprovado pelo executivo, bem como em atas da Câmara Municipal de Jataí e no Estatuto do Magistério de Jataí. A análise dos dados é feita na perspectiva da Pedagogia Histórico Crítica, tendo em vista a relevância da compreensão do trabalho docente em meio às contradições presentes nos contextos escolares. Conclui-se que a prioridade é dada aos índices de avaliação em larga escala, em detrimento da valorização do trabalho docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ari Raimann, Universidade Federal de Goiás (UFG), Jataí - GO

Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação.

Rosângela Henrique da Silva Farias, Universidade Federal de Goiás (UFG), Jataí - GO

Programa de Pós-Graduação em Educação.

Referências

BRASIL. Lei 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília, DF: Poder Legislativo, 26 jun. 2014. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm. Acesso em: 20 de fev. 2020.

BRASIL. Observatório do PNE. Disponível em: www.opne.org.br. Acesso em: 15 ago. 2019.

CÂMARA MUNICIPAL DE JATAÍ. Ata da reunião realizada no dia 24 de junho de 2015. Disponível em: https://www.jatai.go.leg.br/sessao/231 Acesso em: 20 ago. 2019.

CELLARD, A. A análise documental. In: POUPART, J. et al. A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis, Vozes, 2008.

EVANGELISTA, O.; SHIROMA, E. O. Professor: protagonista e obstáculo da reforma. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 33, n. 3, p. 531-541, set./dez. 2007.

EVANGELISTA, O. (Org.). O que revelam os slogans na política educacional. 1. ed. Araraquara, SP: Junqueira & Marin, 2014.

JATAÍ. Lei nº. 2822 de 27 de agosto de 2007. Dispõe sobre o estatuto e o plano de cargos e vencimentos dos profissionais do magistério do município de jataí - go e dá outras providências. Disponível em: https://www.jatai.go.leg.br/ta/1210/text?. Acesso em: 19 set. 2019.

JATAÍ. Lei n. 3.708/2015, de 26 de junho de 2015. Aprova o plano municipal de educação – PME para o próximo decênio, e dá outras providências. Diário Oficial Eletrônico do Município de Jataí - GO. Jataí, GO, 26 de junho de 2015. Disponível em: http://sapl.camarajatai.go.gov.br/sapl/sapl_documentos/norma_juridica/5049_texto_integral. Acesso em: 12 ago. 2019.

JATAÍ. Relatório de avaliação do plano municipal de educação de jataí lei municipal no 3.708/2015. Secretaria Municipal de Educação. 2017. Disponível em: https://www.jatai.go.gov.br/secretaria-de-educacao/plano-municipal-de-educacao/ Acesso em: 18 set. 2019.

KOSIK, K. Dialética do concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.

MÁRKUS, G. A teoria do conhecimento no jovem Marx. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1974.

MARX, K. O capital. V. I, tomo 1. São Paulo: Abril Cultural, 1983.

NÓVOA, A. O método (auto) biográfico e a formação. Lisboa: MS/DRHS/CEAP, 1988.

OLIVEIRA, D. A. Política educacional e a re-estruturação do trabalho docente: reflexões sobre o contexto latino-americano. Educação e sociedade, Campinas, SP, v. 28, n. 99, p. 355-375, maio/ago. 2007. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em: 21 out. 2019.

SANTIAGO, S. H. M.; LIMA, A. B. de. Reforma do Estado e controle avaliativo. In: LIMA, A. B. de. (Org.). Estado e o controle social no Brasil. Uberlândia: EDUFU, 2011.

SANTOS, V. de M. PNE e condição docente: para uma ontologia do trabalho docente. In: Zetetiké. Fe/Unicamp & Feuff, v. 24, n. 45, jan./abr. 2016.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico – crítica: primeiras aproximações. Campinas: Autores Associados, 2003.

SAVIANI, D. Perspectiva Marxiana do problema subjetividade-intersubjetividade. In: Newton Duarte (Org.). Crítica ao fetichismo da individualidade. Campinas, SP: Autores Associados, 2004.

SAVIANI, D. Organização da educação nacional: sistema e Conselho Nacional de Educação, Plano e Fórum Nacional de Educação Educ. Soc., Campinas, v. 31, n. 112, p. 769-787, jul./set. 2010. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em: 18 ago. 2019.

SHIROMA, E. O.; CAMPOS, R. F.; GARCIA, R. M. C. Decifrar textos para compreender a política: subsídios teórico-metodológicos para análise de documentos. Perspectiva, Florianópolis, v. 23, n. 02, p. 427-446, jul./dez. 2005. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/view/9769/8999 . Acesso em: 20 out. 2019.

Publicado

04/03/2020

Como Citar

RAIMANN, A.; SILVA FARIAS, R. H. da. Plano municipal de educação e o trabalho docente sob tensões. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 15, n. esp.1, p. 780–795, 2020. DOI: 10.21723/riaee.v15iesp.1.13349. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/13349. Acesso em: 26 jun. 2022.

Edição

Seção

Seção Temática - Planos de educação: processos, condições e situações

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)