Psicologia histórico-cultural e educação escolar inclusiva

Visitando alguns conceitos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v17iesp.1.16407

Palavras-chave:

Psicologia histórico-cultural, Educação Especial, Formação do professor

Resumo

Considerando a importância de fundamentação teórica da prática do professor e as demandas atuais da realidade escolar, este texto tem como objetivo apresentar alguns aspectos da Psicologia Histórico-Cultural, buscando tecer reflexões acerca de possíveis contribuições para o processo de ensino-aprendizagem dos estudantes público alvo da Educação Especial. A partir de um breve levantamento bibliográfico, com suporte sustentado teoricamente nos referenciais da Psicologia Histórico-Cultural, e ainda, alguns autores que se debruçam sobre a temática da Educação Especial e da Educação Inclusiva, o texto destaca a importância da escola enquanto espaço insubstituível na apropriação da experiência culturalmente acumulada por parte do sujeito. Por conseguinte, o papel do professor enquanto mediador e intelectual que reflete sobre sua prática intencional e planejada junto a todos os estudantes e também ao público alvo da Educação Especial e as possibilidades advindas da convivência social da diversidade no espaço escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danielle Nunes Martins do Prado, Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT), Lisboa – Portugal

Doutoranda em Educação pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias de Lisboa e Universidade Estadual de Londrina (cotutela).

Marcia Rejaine Piotto, Secretaria Municipal de Educação (SME), Londrina – PR – Brasil

Professora Regente de sala de aula da Educação Especial e Professor Pedagogo no Município de Londrina. Graduação em Pedagogia (UNOPAR). Especialização em Saúde Pública (UCDB).

Referências

ANDRADE, J. J.; SMOLKA, A. L. B. Reflexões sobre Desenvolvimento Humano e Neuropsicologia na obra de Vigotski. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 17, n. 4, p. 699-709, out./dez. 2012.

AZEVEDO, J. A educação, no futuro, precisa de outra escola. Amanhã de manhã. Ciclo de Conferências das Sextas ao Centro - Passado, Presente e Futuro da Educação em Portugal. Braga: Portugal. 2014.

BARROCO, S. M. S. A educação especial do novo homem soviético e a psicologia de L. S. Vigotski: implicações e contribuições para a psicologia e a educação atuais. 2007. Tese (Doutorado em Educação Escolar) – Universidade Paulista, São Paulo, 2007.

BARROSO, J. Cultura, cultura escolar, cultura de escola. Princípios gerais da administração escolar, Univesp, 1. São Paulo: UNESP, 2012. Disponível em: https://acervodigital.unesp.br/bitstream/123456789/65262/1/u1_d26_v1_t06.pdf. Acesso em: 10 out. 2018.

BLANCK, G. Vygotsky: o homem e sua causa. In: MOLL, L. C. Vygotsky e a educação: implicações pedagógicas da psicologia sócio-histórica. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996. p. 29-57.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Resolução CNE/CEB 2/2001. Diretrizes nacionais para a educação especial na educação básica. Brasília, DF: CNE, 14 set. 2001.

BRASIL. Ministério da Educação. Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília, DF: MEC, 2008. Disponível em: http://peei.mec.gov.br/arquivos/politica_nacional_educacao_especial.pdf. Acesso em: 10 mar. 2019.

DUARTE, N. Educação escolar, teoria do cotidiano e a escola de Vigotski. 4. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2007. v. 55. (Coleção polêmicas do nosso tempo).

FACCI, M. G. D. Valorização ou esvaziamento do trabalho do professor? Um estudo crítico-comparativo do professor reflexivo, do construtivismo e da psicologia vigotskiana. Campinas, SP: Autores Associados, 2004. (Coleção formação de professores).

FONTANA, R. A. C. Mediação pedagógica na sala de aula. Campinas, SP: Autores Associados, 2005.

GASPARIN, J. L. Uma didática para a pedagogia histórico-crítica. 4. ed. rev. e amp. Campinas, SP: Autores Associados, 2007. (Coleção Educação Contemporânea).

LURIA, A. R. El cérebro em acción. 2. ed. rev. Barcelona: Fontanella, 1979.

LURIA, A. R. Fundamentos de neuropsicologia. São Paulo: EDUSP, 1981.

LURIA, A. R. Pensamento e linguagem: as últimas conferências de Luria. Porto Alegre: Artes Médicas, 1986.

LURIA, A. R. A construção da mente. São Paulo: Icone, 1992.

LURIA, A. R. O desenvolvimento da escrita na criança. In: VIGOTSKII, L.; LURIA, A.; LEONTIEV, A. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. São Paulo: Ícone, 1998. p. 143-190.

MENDONÇA, F. L. R.; SILVA, D. N. H. A formação docente no contexto da inclusão: para uma nova metodologia. Cadernos de Pesquisa, v. 45, n. 157, p. 508-526, jul./set. 2015.

OLIVEIRA, M. K.; REGO, T. C. Contribuições da perspectiva histórico-cultural de Luria para a pesquisa contemporânea. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 36, n. esp., p. 107-121, 2010.

SMOLKA, A. L. B. A criança na fase inicial da escrita: a alfabetização como processo discursivo. 13. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

TULESKI, S. C. A unidade dialética entre corpo e mente na obra de A. R. Luria: implicações para a educação escolar e para a compreensão dos problemas de escolarização. 2007. 354 f. Tese (Doutorado) – Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 2007.

TULESKI, S. C. Vygotski: a construção de uma psicologia marxista. 2. ed. Maringá: EDUEM, 2008.

VICTOR, S. L.; CAMIZÃO, A. C. Psicologia histórico-Cultural e a contribuição na superação do modelo médico-psicológico. In: LEONARDO, N. S. T.; BARROCO, S. M. S. (orgs.) Educação Especial e Teoria Histórico-Cultural: contribuições para o desenvolvimento Humano. Curitiba: Appris, 2017. p. 21-47.

VIGOTSKI, L. S. Fundamentos da Defectologia. La Habana: Pueblo y Educacion, 1989. (Obras completas, tomo 5).

VIGOTSKI, L. A defectologia e o estudo do desenvolvimento e da educação da criança anormal. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 37, n. 4, p. 861-870, jan./dez. 2011.

VIGOTSKI, L. S.; LURIA, A. R.; LEONTIEV, A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 10. ed. São Paulo: Ícone, 2006.

VYGOTSKY, L. S.; LURIA, A. R. Estudos sobre a história do comportamento: símios, homem primitivo e criança. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

Downloads

Publicado

01/03/2022

Como Citar

PRADO, D. N. M. do; PIOTTO, M. R. Psicologia histórico-cultural e educação escolar inclusiva: Visitando alguns conceitos. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 17, n. esp.1, p. 0810–0824, 2022. DOI: 10.21723/riaee.v17iesp.1.16407. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/16407. Acesso em: 25 maio. 2022.