Estado do conhecimento da temática relação público e privado nos programas de pós-graduação strictu senso em educação no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v24i1.12895

Palavras-chave:

Estado da arte, Estado do conhecimento, Relação público e privado, Programa de pós-graduação em educação, Brasil.

Resumo

O presente texto tem como objetivo apresentar um mapeamento por meio do Estado do Conhecimento referente ao tema “Relação Público-Privado” na Educação (RPPE) em dissertações de mestrado e teses de doutorado desenvolvidos nos Programas de Pós-Graduação em Educação (PPGEs) do Brasil, no período 1994 a 2018. Trata-se de uma pesquisa exploratória e qualitativa no qual objetivou-se também compreender a avaliação atribuída pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) aos PPGEs brasileiros no quadriênio 2013-2016, além de perceber, o crescimento do estudo da temática RPPE na pós-graduação brasileira a fim de verificar algumas lacunas quanto a configuração das  produções sobre a temática em questão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marina Silveira Bonacazata Santos, Universidade Estadual de Maringá (UEM)

Graduanda em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Maringá. Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Políticas Educacionais, Gestão e Financiamento da Educação (GEPEFI/CNPq).

Jani Alves da Silva Moreira, Universidade Estadual de Maringá (UEM)

Docente Adjunta do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da Universidade Estadual de Maringá. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Políticas Educacionais, Gestão e Financiamento da Educação (GEPEFI/CNPq). Pós-Doutora em Educação pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), com estágio pós-doutoral na Universidade de Salamanca (USA/ Espanha).

Referências

ARAÚJO, L. Estado da arte da relação público e privado na educação básica. In: Público e Privado em tempos de Golpe. 1. ed. São Paulo: Fundação Lauro Campos, p. 77, 2017.

BALBACHEVSCKY, E. A pós-graduação no Brasil: novos desafios para uma política bem-sucedida. In: BROCK. C.; SCHWARTZMAN, S. Os desafios da educação no Brasil. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, p. 275-304, 2005.

BITTAR, M. et al. Educação Superior e o Projeto Universitas/BR: a descentralização da pesquisa no Brasil. In: BITTAR, M.; OLIVEIRA, J. F. (Orgs.). Gestão e políticas da educação. Rio de Janeiro: DP&A, p. 141-155, 2004.

BRASIL. Portaria nº 59, de 21 de março de 2017. Dispõe sobre o regulamento da Avaliação Quadrienal. 2017. Disponível em: https://capes.gov.br/images/stories/download/avaliacao/27032017-Portaria-59-21-03-2017-Regulamento-da-Avaliacao-Quadrienal.pdf. Acesso em: 17 de agosto 2019.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR - CAPES. Avaliação da CAPES aponta crescimento da pós-graduação brasileira – 2018. Disponível em: http://www.capes.gov.br/sala-de-imprensa/noticias/8558-avaliacao-da-capes- aponta-crescimento-da-pos-graduacao-brasileira. Acesso em: 17 de Agosto 2019.

FERREIRA, N. S. de. A. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação & Sociedade, ano XXIII, n. 79, p. 257-272, agosto, 2002.

MARCONI, M. de. A; LAKATOS, E. M. Fundamentos de Metodologia Científica. 5. ed. - São Paulo: Atlas, 2003.

SÁ, L. A. C. M. de.; MOURA, A. L. A. de.; VASCONCELOS, T. L. Mapeamento do Ensino Superior e Pesquisa no Brasil. II Simpósio Brasileiro de Geomática e V Colóquio Brasileiro de Ciências Geodésicas, Presidente Prudente – SP. 2007. Disponível em: http://docs.fct.unesp.br/departamentos/cartografia/eventos/2007_II_SBG/artigos/A_083.pdf. Acesso em: 17 de agosto, 2019.

SAVIANI, D. A pós-graduação em educação no Brasil: pensando o problema da orientação. In: BIANCHETTI, L. et al (Orgs.). A bússola do escrever: desafios e estratégias na orientação de teses e dissertações. Florianópolis: UFSC, p. 135-163, 2002.

TRIPODI, T. et al. Análise da pesquisa social: diretrizes para o uso de pesquisa em serviço social e em ciências sociais. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1975.

WASSEM, J.; PEREIRA, E. M. de A.; BALZAN, N. C. Política de avaliação em programas de pós-graduação de excelência em educação. Atos de Pesquisa em Educação, v. 10, n. 1, jan./abr., p. 215-243, 2015.

Publicado

06/01/2020

Como Citar

SANTOS, M. S. B.; MOREIRA, J. A. da S. Estado do conhecimento da temática relação público e privado nos programas de pós-graduação strictu senso em educação no Brasil. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 24, n. 1, p. 117–131, 2020. DOI: 10.22633/rpge.v24i1.12895. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/12895. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.