Aprendizagens em educação a distância

Percepções de alunos do 4º ano de escolaridade português

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v18i00.15963

Palavras-chave:

Covid-19, Aprendizagem a distância, Percepções, Alunos

Resumo

Com a pandemia da Covid-19, a aprendizagem passou a realizar-se a distância. Daí questionarmos as percepções de alunos do 4º ano de escolaridade português sobre essa aprendizagem, no que diz respeito aos recursos tecnológicos e aos tipos de tarefas realizados, à ajuda proporcionada aos alunos, aos obstáculos surgidos e aos aspectos positivos e negativos da aprendizagem a distância. Foi utilizada uma metodologia de investigação qualitativa com a administração de um questionário com questões abertas a três turmas daquele ano de escolaridade de três escolas do norte de Portugal. Os resultados obtidos permitiram verificar que foram várias as ferramentas tecnológicas usadas para a aprendizagem a distância, quer para as aulas síncronas quer para a realização das tarefas escolares. Já a falta de socialização com os colegas, os problemas de funcionamento dos recursos tecnológicos, a sobrecarga de trabalho e a ansiedade dos alunos foram os aspectos mais negativos apontados por eles mesmos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Alberto Ferreira, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

Professora Auxiliar de Educação. Doutorado em Educação (UTAD).

Ana Maria Bastos, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

Professora no Departamento de Educação e Psicologia. Doutorado em Educação (UTAD).

Referências

AMADO, J. (coord.). Manual de Investigação Qualitativa em Educação. 3. ed. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2017.

AMANTE, L.; OLIVEIRA, I. Modelo Pedagógico Virtual. Avaliação e Feedback: Desafios Atuais. Lisboa: Universidade Aberta, 2019.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1994.

COMISSÃO EUROPEIA. Plano de ação para a educação digital (2021-2027). Reconfigurar a educação e a formação para a era digital. Bruxelas: Comissão Europeia, 2020. Disponível em: https://education.ec.europa.eu/education-in-the-eu/digital-education-action-plan_pt. Acesso em: 26 nov. 2021.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Educação em Tempo de Pandemia. Problemas, respostas e desafios das escolas. Lisboa: Conselho Nacional de Educação, 2021.

COSME, A. Autonomia e Flexibilidade Curricular. Propostas e Estratégias de Ação. Porto: Porto Editora, 2019.

COSME, A. et al. Metodologias, Métodos e Situações de Aprendizagem. Propostas e Estratégias de Ação. Porto: Porto Editora, 2021.

ESTEVES, M. Análise de Conteúdo. In: LIMA, J. A.; PACHECO, J. A. (org.). Fazer Investigação. Contributos para a elaboração de dissertações e teses. Porto: Porto Editora, 2006.

FERREIRA, C. A.; BASTOS, A. M. Ensino, Aprendizagem e Avaliação no Contexto da Pandemia: Percepções de Formadores de Futuros Professores. Laplage em Revista, v. 6, n. 3, p. 1014-1028, set./dez. 2020.

FLORES, M. A. et al. Ensino e aprendizagem à distância em tempo de COVID-19: Um estudo com alunos do Ensino Superior. Revista Portuguesa de Pedagogia, v. 55, p. 1-28, nov./dez. 2021. Disponível em: https://impactum-journals.uc.pt/rppedagogia/article/view/9189. Acesso em: 18 mar. 2022.

FONSECA, G. C. et al. As vozes de alunos do ensino médio acerca do ensino remoto emergencial: Possibilidades e desafios na aprendizagem. Research, Society and Development, v. 10, n. 8, p. 1-12, 2021. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/17436. Acesso em: 11 ago. 2022.

LEYENDECKER, C. V. N.; SILVA, B. D. Docência online em Tempos de Mobilidade e Ubiquidade: O que dizem os Professores? In: COLÓQUIO LUSO-AFRO-BRASILEIRO DE QUESTÕES CURRICULARES: EDUCAÇÃO, FORMAÇÃO E CRIOULIDADE, 3., 2017, Cidade da Praia. Anais [...]. Cidade da Praia: Universidade da Cidade da Praia. 2017.

LIM, M. Educating despite in the Covid-19 outbreak: Lessons from Singapore: The World University Rankings. 2020. Disponível em: https://www.timeshighereducation.com/blog/educating-despite-covid-19-outbreaklessons-singapore#%20. Acesso em 29 de setembro de 2020.

LIMA, J. A. Ética na Investigação. In: LIMA, J. A.; PACHECO, J. A. (org.). Fazer Investigação. Contributos para a elaboração de dissertações e teses. Porto: Porto Editora, 2006.

MONTEIRO, A.; LEITE, C.; LIMA, L. Ensinar e Aprender com Tecnologias Digitais no Ensino Superior. In: MOREIRA, J. A.; MONTEIRO, A. (org.). Ensinar e Aprender Online com Tecnologias Digitais: Abordagens Teóricas e Metodológicas. Porto: Porto Editora, 2012.

OCDE. Pisa 2018 results. What schools Know and can-do v. 1, 2021. Disponível em: https://www.oecd.org/education/pisa-2018-results-volume-i-5f07c754-en.htm. Acesso em: 02 nov. 2021.

PACHECO, J. A. et al. Educação básica e pandemia. Um estudo sobre as perceções dos professores na realidade portuguesa. Revista Iberoamericana de Educación, v. 86, n. 1, p. 187-204, mar./maio 2021. Disponível em: https://rieoei.org/RIE/article/view/4346. Acesso em: 25 jun. 2022.

SANTOS, J. R.; ZABOROSKI, E. A. Ensino Remoto e Pandemia COVID-19: Desafios e Oportunidades de Alunos e Professores. Interações, v. 16, n. 55, p. 41-57, 2020. Disponível em: https://revistas.rcaap.pt/interaccoes/article/view/20865. Acesso em: 13 fev. 2021.

Publicado

01/01/2023

Como Citar

FERREIRA, C. A.; BASTOS, A. M. Aprendizagens em educação a distância: Percepções de alunos do 4º ano de escolaridade português. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 18, n. 00, p. e023009, 2023. DOI: 10.21723/riaee.v18i00.15963. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/15963. Acesso em: 23 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos teóricos

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.