Educação emancipadora

Contribuições da teoria freiriana e das teorias histórico-cultural e histórico-crítica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v17iesp.1.16316

Palavras-chave:

Educação, Emancipação, Trabalho educativo, Humanização

Resumo

O presente artigo apresenta uma discussão conceitual sobre a ideia de humanização, tendo como suporte teórico o conceito de emancipação de Paulo Freire e a concepção de desenvolvimento humano da psicologia histórico-cultural e da pedagogia histórico-crítica. Primeiramente abordamos o conceito freireano de emancipação, central no trabalho de libertação proposto pela abordagem educacional deste autor, e sua incidência dentro da prática educacional. Em seguida, nos detemos nas ideias das teorias histórico-cultural e histórico-crítica e, como apresentado por Lígia Martins (2016), percebendo o que se aproxima, nas teorias, para compreender o desenvolvimento segundo a perspectiva marxista de Vigotski e outros autores correlatos. Conclui-se que todas estas abordagens teóricas de Paulo Freire, dos teóricos histórico-culturais e histórico-críticos contribuem para a inserção do sujeito no processo de emancipação, compreendido como o desenvolvimento para a máxima humanização do indivíduo dentro de uma sociedade que dê suporte para existir de maneira colaborativa e participativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anderson Luiz Ferreira, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina – PR – Brasil

Coordenador de Pastoral no Colégio Marista de Londrina. Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Educação (UEL).

Gustavo Kosienczuk Gomes, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina – PR – Brasil

Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Educação (UEL).

Leoni Maria Padilha Henning, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina – PR – Brasil

Docente no Núcleo Filosofia e Educação da Linha 01 do Programa de Pós-graduação em Educação (UEL). Pós-Doutorado em Filosofia (UFSC).

Referências

ALVES, G. Trabalho e subjetividade: o espírito do toyotismo na era do capitalismo manipulatório. São Paulo: Boitempo, 2011.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. 23. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1993.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 48. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

MARTINS, L. M. Psicologia histórico-cultural, pedagogia histórico-crítica e desenvolvimento humano. In: MARTINS, L. M; ABRANTES, A. A; FACCI, M. G. D. Periodização histórico-cultural do desenvolvimento psíquico: do nascimento à velhice. Campinas, SP: Autores Associados, 2016. p. 13-34.

OLIVEIRA, I. A.; SANTOS, T. R. L. Educação e Emancipação: Paulo Freire e a escola pública na América Latina. Revista Educação e Emancipação, v. 11, n. 3, p. 123, set. 2018. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/329497754_Educacao_e_emancipacao_Paulo_Freire_e_a_escola_publica_na_America_Latina. Acesso em: 17 jul. 2021.

OLIVEIRA, N. A. PROENÇA, K. A. P. Emancipação: uma perspectiva freireana no GT-17 no período de 2001 a 2007. Expressa Extensão, Pelotas, v. 21, n. 1, p. 88-102, 2016.Disponível em: https://www.sumarios.org/artigo/emancipa%C3%A7%C3%A3o-uma-perpectiva-freiriana-no-gt-17-da-anped-no-per%C3%ADodo-de-2001-2007. Acesso em: 10 jul. 2021.

PADILHA, A; BARROS, M. S. F. Da formação humana ou do desenvolvimento do humano: de que desenvolvimento se trata? In: BARROS, M.; PASCHOAL, J. D.; PADILHA, A. (org.). Formação, ensino e emancipação humana: desafios da contemporaneidade para educação escolar. Curitiba: CRV, 2019. p. 29-41.

RAMBO, R A. Emancipação na Perspectiva de Paulo Freire. [s.d]. Disponível em: http://docplayer.com.br/30983183-Emancipacao-na-perspectiva-de-paulo-freire.html. Acesso em: 20 jul. 2021.

SAVIANI, D. Pedagogia Histórico-Crítica: primeiras aproximações. 7. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2000.

SAVIANI, D. Escola e democracia. 41. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2009.

WALLERSTEIN, I. Capitalismo Histórico e Civilização Capitalista. Rio de Janeiro: Contraponto, 2001.

Downloads

Publicado

01/03/2022

Como Citar

FERREIRA, A. L.; GOMES, G. K.; HENNING, L. M. P. Educação emancipadora: Contribuições da teoria freiriana e das teorias histórico-cultural e histórico-crítica. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 17, n. esp.1, p. 0703–0715, 2022. DOI: 10.21723/riaee.v17iesp.1.16316. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/16316. Acesso em: 25 maio. 2022.