Educação e ética

O valor da presencialidade e da alteridade na formação e atuação do professor

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v17iesp.1.16317

Palavras-chave:

Educação, Ética, Formação de professores, Humanização

Resumo

Este estudo tem como intuito compreender e aprofundar a reflexão sobre a dimensão ética na formação e atuação do professor, ressaltando a importância dessa para o desenvolvimento de uma práxis pedagógica em favor de relações dialógicas. Diante de um contexto pedagógico marcado pelas concepções presentes na contemporaneidade que se pautam pela condição de que os alunos não são vistos como sujeitos de sua própria história e pelo desenvolvimento científico que privilegia o fazer em detrimento do pensar, elencamos como questões principais: quais as ações poderiam auxiliar para que o professor repense sua prática pedagógica, trabalhando para que a formação humana se torne o aspecto essencial? Por meio de uma pesquisa qualitativa de cunho bibliográfico, fundamentando-se em autores como Severino, A. J. (2011, 2010), Saviani (2015, 2016), Goergen (2011), Carvalho (2013, 2015, 2016) entre outros, buscaremos afirmar a importância da alteridade e da presencialidade na relação entre os professores e alunos para uma educação humanizadora e emancipadora. Consideramos que toda ação pedagógica, desde sua origem e finalidades, objetivos e metas, possui estreita relação com a Dimensão Ética, e por isso são processos éticos que ao se realizarem na instituição escolar tem o compromisso de elevar o educando de sua condição de indivíduo em busca da sua humanização e emancipação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandra Regina Mantovani Leite, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina – PR – Brasil

Docente do Departamento de Educação. Doutorado em Educação (UEL).

Rodolfo Gabriel Trisltz, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina – PR – Brasil

Aluno Especial no Programa de Pós-Graduação em Educação.

Alonso Bezerra de Carvalho, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Assis – SP – Brasil

Professor Adjunto - Livre Docente (Departamento de Didática). Professor Livre Docente no Departamento de Educação (UNESP/Assis) e do Programa de Pós-Graduação em Educação (UNESP/Marília).

Referências

ARISTÓTELES. “Ética a Nicômaco”. São Paulo: Nova Cultural, 1987. v. II. (Coleção os Pensadores)

BOTO, C. Ética e educação clássica: virtude e felicidade no justo meio. Educação & Sociedade, ano XXII, n. 76, out. 2001.

BOTO, C. A Ética de Aristóteles e a Educação. In: SEMANA DE ESTUDOS CLÁSSICOS E EDUCAÇÃO, 1., 2002, São Paulo. Anais [...]. São Paulo: FEUSP, 22 a 26 de abril de 2002.

CARVALHO, A. B. A sala de aula e a relação professor-aluno: paixão, ética e amizade na prática pedagógica. 2013. Tese (Livre-docência) – Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista, Assis, 2013.

CARVALHO, A. B. A relação professor-aluno e a amizade na sala de aula: por uma outra formação humana na escola. Revista Espaço Acadêmico, Maringá, n. 169, p. 23-33, jun. 2015.

CARVALHO, A. B. A relação professor e aluno: paixão, ética e amizade na sala de aula. 1. ed. Curitiba: Appris, 2016.

CARVALHO, A. B.; COLOMBANI, F. Filosofia e educação: amizade na sala de aula. Unesp. Pró-reitoria de Graduação (org.). Caderno de formação: formação de professores: educação, cultura e desenvolvimento. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010. v. 2, p. 60-73.

CHAUÍ, M. Convite à Filosofia. São Paulo: Ática, 1994.

DUARTE, NEWTON. A pedagogia histórico-crítica e a formação da individualidade para si. Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador, v. 5, n. 2, p. 59-72, dez. 2013.

GOERGEN, P. Educação para a responsabilidade social: pontos de partida para uma nova ética. In: SEVERINO, A. J.; SEVERINO, F. E. S. Ética e formação de professores: política e responsabilidade e autoridade em questão. São Paulo: Cortez, 2011. p. 93-129.

HERMANN, N. Ética & educação: outra sensibilidade. 1. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2014. (Coleção Temas & Educação)

MARTINS, L. M.; CARVALHO, B. A Atividade Humana como unidade afetivo-cognitiva: um enfoque histórico cultural. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 2, n. 4, p. 699-710, out./dez. 2016.

MASSI, C. D. B.; GIACÓIA Jr, O. Ética e Educação. In: SERBINO, R. V. et.al. Formação de Professores. São Paulo: Fundação Editora da Unesp, 1998. p. 351-357.

OLIVEIRA, B. A prática social global como ponto de partida e de chegada da prática educativa. In: OLIVEIRA, B. (org.). A socialização do saber escolar. São Paulo: Cortez: Autores associados, 1985. p. 91-104.

PAGNI, P. A; GELAMO, R. P. (org.). Experiência, Educação e Contemporaneidade. Marília, SP. Poiesis Editora, 2007.

RAMOS, C. A. Ética e Política em Aristóteles. In: CANDIOTTO, Cesar. Ética: abordagens e perspectivas. 2. ed. Curitiba: Editora Champagnat, 2011. p. 29-49.

RIOS, T. A. Ética e competência. 9. ed. São Paulo: Cortez, 2000.

SARAMAGO, J. As palavras de Saramago: catálogo de reflexões pessoais, literárias e políticas. Seleção e organização de Fernando Gómez Aguilera. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

SAVIANI, D. Sobre a natureza e especificidade da Educação. Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador, v. 7, n. 1, p. 286-293, jun. 2015.

SAVIANI, Dermeval. Educação escolar, currículo e sociedade: o problema da Base Nacional Comum Curricular. In: Movimento-Revista de Educação, Niterói, ano 3, n. 4, p. 54-84, 2016.

SEVERINO, A. J. Desafios da formação humana no Mundo Contemporâneo. Revista de Educação, Campinas, n. 29, p. 153-164, jul./dez. 2010.

SEVERINO, A. J. Formação e Atuação dos professores: dos seus fundamentos éticos. In: SEVERINO, A. J.; SEVERINO, F. E. S. Ética e formação de professores: política e responsabilidade e autoridade em questão. São Paulo: Cortez, 2011. p. 78-92.

SEVERINO, F. E. S. Ética e responsabilidade social no ensino superior. In: SEVERINO, A. J.; SEVERINO, F. E. S. Ética e formação de professores: política e responsabilidade e autoridade em questão. São Paulo: Cortez, 2011. p. 78-92.

Publicado

01/03/2022

Como Citar

LEITE, S. R. M.; TRISLTZ, R. G.; CARVALHO, A. B. de. Educação e ética: O valor da presencialidade e da alteridade na formação e atuação do professor. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 17, n. esp.1, p. 0688–0702, 2022. DOI: 10.21723/riaee.v17iesp.1.16317. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/16317. Acesso em: 28 jun. 2022.