Contextos e trajetórias para a análise de Políticas Públicas

Aportes teóricos para o campo da educação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v17iesp.3.16722

Palavras-chave:

Contextos, Trajetórias, Implementação, Políticas públicas, Políticas educacionais

Resumo

O artigo apresenta um modelo de análise de contextos para se compreender as trajetórias de implementação de políticas públicas, fornecendo aportes teóricos e metodológicos para o campo da educação. Parte da necessidade de superação das perspectivas tradicionais que reduzem as políticas a sistemas simplificados e, para tal, considera as dimensões políticas da implementação, apresentando a noção de trajetória. Propõe cinco contextos, entrelaçados: (1) contexto das conjunturas; (2) contexto dos conteúdos da política; (3) contextos institucionais; (4) contexto das experiências; e (5) contexto dos territórios. Os contextos permitem compreender trajetórias por meio de uma cadeia transversal, fluida e dinâmica de processos de tomada de decisão, que mobiliza diversos atores, processos, saberes e práticas. Nossos resultados sugerem um modelo que considera as tensões, as contradições, os desafios, e as inflexões vinculadas à vida das políticas, de modo que as análises sejam mais densas e contextualizadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Breynner Ricardo de Oliveira, Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Mariana – MG – Brasil

Professor no Programa de Pós-Graduação em Educação. Doutorado em Educação (UFMG). Membro da Rede de Estudos sobre Implementação de Políticas Públicas Educacionais (REIPPE).

Maria Michelle Fernandes Alves, Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Mariana – MG – Brasil

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação. Membro da Rede de Estudos sobre Implementação de Políticas Públicas Educacionais (REIPPE).

Gustavo Adolf Fichter Filho, Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Mariana – MG – Brasil

Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Educação. Membro da Rede de Estudos sobre Implementação de Políticas Públicas Educacionais (REIPPE).

Referências

BALL, S. J. Educational reform: A critical and post-structural approach. Buckingham: Open University Press, 1994.

BALL, S. J.; BOWE, R.; GOLD, A. Reforming education & changing schools: Case studies in policy sociology. London: Routledge, 1992.

BALL, S. J.; MAGUIRE, M.; BRAUN, A. Como as escolas fazem as políticas. Ponta Grossa: Editora UEPG, 2016.

BENAMOUZIG, D.; BORRAZ. O. Burocracia, organizações, políticas públicas e formalização do conhecimento. In: OLIVEIRA, O. P.; HAASSENTEUFEL, P. Sociologia política da ação pública: Teorias, abordagens e conceitos. Brasília, DF: Enap, 2021.

BICHIR, R. Para além da “Fracassomania”: Os estudos brasileiros sobre implementação de políticas públicas. In: MELLO, J.; RIBEIRO, V. M.; LOTTA, G.; BONAMINO, A.; CARVALHO, C. P. Implementação de políticas e atuação de gestores públicos: Experiências recentes das políticas de redução das desigualdades. Brasília, DF: Ipea, 2020.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.

DYE, T. D. Understanding Public Policy. Englewood Cliffs, N. J.: Prentice-Hall, 1984.

GUSSI, A. F.; OLIVEIRA, B. R. O. Políticas públicas e uma outra perspectiva de avaliação: Uma abordagem antropológica. Desenvolvimento em debate, v. 4, n. 1, p. 83-101, 2016. Disponível em: https://repositorio.ufc.br/handle/riufc/32515. Acesso em: 21 jan. 2022.

HALPEN, C.; LASCOUMES, P. LE GALES, P. As abordagens a partir dos Instrumentos da ação pública. In: OLIVEIRA, O.; HAASSENTEUFEL, P. Sociologia política da ação pública: Teorias, abordagens e conceitos. Brasília, DF: Enap, 2021.

HOFLING, E. M. Estado e políticas (públicas) no Brasil. Cadernos Cedes, ano XXI, n. 55, nov. 2001. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ccedes/a/pqNtQNWnT6B98Lgjpc5YsHq/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 19 abr. 2021.

LASWELL, H. D. Politics: Who Gets What, When, How. Cleveland: Meridian Books, 1958.

LEJANO, R. P. Parâmetros para análise de políticas: A fusão de texto e contexto. Campinas, SP: Arte Escrita, 2012.

LIPSKY, M. Burocracia de nível de rua: Dilemas do indivíduo nos serviços públicos. Brasília, DF: Enap, 1980.

LOTTA, G. S.; BAUER, M.; JOBIM, R.; MERCHÁN, C. R. Efeito de mudanças no contexto de implementação de uma política multinível: Análise do caso da Reforma do Ensino Médio no Brasil. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 55, n. 2, p. 395-413, mar./abr. 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rap/a/kg3BXvSKdznWmVQcFBQqNGg/abstract/?lang=pt. Acesso em: 14 fev. 2022.

LOTTA, G. Teorias e análises sobre implementação de políticas públicas no Brasil. Brasília, DF: Enap, 2019.

LOUZANO, P.; FREITAS, P.; SANTOS, A.; RIBEIRO, V.; GUSMÃO, J. Implementação de políticas educacionais: Elementos para o debate e contribuições para o campo. Cadernos CENPEC, São Paulo, v. 8, n. 2, p. 102-133, jul./dez. 2018. Disponível em: https://cadernos.cenpec.org.br/cadernos/index.php/cadernos/article/view/443. Acesso em: 20 fev. 2022.

MAINARDES, J. Abordagem do ciclo de políticas públicas: Uma contribuição para a análise de políticas educacionais. Educ. Soc., Campinas, v. 27, n. 94, p. 47-69, jan./abr. 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/NGFTXWNtTvxYtCQHCJFyhsJ/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 25 fev. 2022.

MATLAND, R. E. Sintetizando a Literatura de Implementação: O Modelo de Implementação de Políticas de Ambiguidade-Conflito. Journal of Public Administration Research and Theory: J-PART, v. 5, n. 2, 1995. Disponível em: https://academic.oup.com/jpart/article-abstract/5/2/145/880350?login=false. Acesso em: 08 fev. 2022.

OLIVEIRA, B. R. A implementação de políticas educacionais no nível micro: Uma análise a partir dos profissionais da escola no contexto da prática. Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa, v. 4, p. 1-17, 2019. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/retepe/article/view/12972. Acesso em: 10 jan. 2022.

OLIVEIRA, B. R.; DAROIT, D. Public Policy Networks and the Implementation of the Bolsa Família Program: An Analysis Based on the Monitoring of School Attendance. Archivos Analíticos de Políticas Educativas, v. 28, n. 120, ago. 2020. Disponível em: https://eric.ed.gov/?id=EJ1265327. Acesso em: 09 fev. 2022.

OLIVEIRA, B. R.; PEIXOTO, M. C. L. Burocracia de rua e políticas públicas: Analisando a implementação de políticas educacionais sob a perspectiva das escolas e professores. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 37, p. 1-15, 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/edur/a/6ynS4N65GyYkQYxZGYymHJC/abstract/?lang=en. Acesso em: 29 jan. 2022.

OLIVEIRA, B. R.; PEIXOTO, M. C. L. Trazendo à tona aspectos invisíveis no processo de implementação de políticas públicas: Uma análise a partir do Programa Oportunidades. In: PIRES, R. R. C. (org.). Implementando desigualdades: Reprodução de desigualdades na implementação de políticas públicas. Rio de Janeiro: IPEA, 2019.

RODRIGUES, L. C. Método experiencial e avaliação em profundidade: Novas perspectivas em políticas públicas. Desenvolvimento em Debate, v. 4, n. 1, p. 103-115, 2016. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/dd/article/view/31893. Acesso em: 05 fev. 2022.

RODRIGUES, L. C. Propostas para uma avaliação em profundidade de políticas públicas sociais. AVAL Revista Avaliação de Políticas Públicas, ano 1, v. 1, n. 1, p. 7-15, jan./jun. 2008. Disponível em: https://repositorio.ufc.br/handle/riufc/22510. Acesso em: 06 fev. 2022.

ROSA, J. G. L.; LIMA, L. L.; AGUIAR, R. B. Políticas públicas: Introdução [recurso eletrônico]. Porto Alegre: Jacarta, 2021.

SABATIER, P. Theories of the Policy Process. Colorado, EUA: Westview Press, 2007.

SOUZA, C. Políticas Públicas: Uma revisão da literatura. Sociologias, Porto Alegre, v. 8, n. 16, p. 20-45, jul./dez. 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/j/soc/a/6YsWyBWZSdFgfSqDVQhc4jm/?for. Acesso em: 14 jan. 2022.

Publicado

30/11/2022

Como Citar

OLIVEIRA, B. R. de; ALVES, M. M. F.; FICHTER FILHO, G. A. Contextos e trajetórias para a análise de Políticas Públicas: Aportes teóricos para o campo da educação. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 17, n. n. esp. 3, p. 2095–2117, 2022. DOI: 10.21723/riaee.v17iesp.3.16722. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/16722. Acesso em: 6 fev. 2023.

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.