A educação não formal e sua interface com a pedagogia social: conceito, contexto e proposições da formação do sujeito cidadão

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v14i4.11975

Palavras-chave:

Educação não formal, Pedagogia social, Cidadão, Emancipação.

Resumo

O presente estudo tem como temática central a educação não formal, e como objetivo norteador refletir acerca da importância da Educação não formal e sua relação com a Pedagogia Social, a fim de identificar suas implicações na formação do sujeito cidadão. A metodologia utilizada foi a pesquisa bibliográfica e de campo. No que se refere à pesquisa bibliográfica foram selecionados autores tais como: Coutinho (2009); Freire (2007) Ferreira (2010), Fernandes; Garcia (2006), Libâneo (2007), entre outros. Em relação à pesquisa de campo, foi realizada uma observação no que tange ao espaço não formal chamado de Vila Cultural, localizado na cidade de Londrina. Foi possível constatar ao término desta pesquisa a necessidade de compreender a importância da educação não formal e da pedagogia social na formação do sujeito, uma vez que esta modalidade de ensino tem como pressuposto a emancipação, a autonomia e a criticidade, princípios estes que tendem a formar um cidadão que possa realizar uma leitura de mundo tendo como parâmetro o contexto social, político, econômico, cultural e educacional onde está inserido.

Biografia do Autor

Daniella Caroline Rodrigues Ribeiro Ferreira, Universidade Estadual de Londrina – (UEL), Londrina – PR

Pedagoga formada pela Universidade Estadual de Londrina. Mestranda no Programa de Mestrado e Doutorado em Educação da Universidade Estadual de Londrina. Membro do grupo de pesquisa cadastrado pelo CNPq: curriculo, formação e trabalho docente.

Adriana Regina de Jesus Santos, Universidade Estadual de Londrina – (UEL), Londrina – PR

Doutorado em Educação pela PUC São Paulo. Pós Douotra em Educação pela Universidade Federal Fluminense. Docente do curso de Pedagogia e do Programa de Mestrado e Doutorado em Educação da Universidade Estadual de Londrina. Lider do grupo de pesquisa cadastrado no CNPq: curriculo, formação e trabalho docente.

Referências

ALBA, C. Tecnologias para Transforma a Educação. Porto Alegre: Artmed, 2006.

COLL, C; MAURI, T.; ONRUBIA, J. A incorporação das tecnologias de informação e da comunicação na educação: do projeto técnico-pedagógico às práticas de uso. Porto Alegre: Artmed, 2010.

COUTINHO, A. F. Filantropia em educação no Brasil: a outra face da oferta de educação básica aos pobres ou demissão do Estado? [S.l.: s.n.], 2009.

DEMO, P. Cidadania Tutelada e Cidadania Assistida. Campinas, São Paulo: Autores Associados, 199F

FERNANDES, R. S; GARCIA, V. A. Educação não formal: campo de/em formação. Revista Profissão Docente, v. 6, n. 13, 2006.

FERREIRA, E. C. O uso dos audiovisuais como recurso didático. 2010.

FREIRE, P. O caminho se faz caminhando: conversas sobre educação e mudança social. 4. ed. Petrópolis-RJ: Vozes, 2003.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 35. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2007. (Coleção Leitura)

LIBÂNEO. Pedagogia e pedagogos, para quê? Cadernos de Pesquisa, v. 37, n. 131, 2007.

SILVA, R. D.; SOUZA NETO, J. C. D.; MOURA, R. A. D. Pedagogia social. São Paulo: Expressão e Arte, 2009.

SIMSON, O. R. M. V.; PARK, M. B.; FERNANDES, R. S. (et al.). Educação não formal: um conceito em movimento. In: Visões singulares, Conversas plurais. São Paulo, v. 3, p. 13-41, 2007.

Publicado

02/09/2019

Como Citar

Ferreira, D. C. R. R., & Santos, A. R. de J. (2019). A educação não formal e sua interface com a pedagogia social: conceito, contexto e proposições da formação do sujeito cidadão. Revista Ibero-Americana De Estudos Em Educação, 14(4), 2275–2286. https://doi.org/10.21723/riaee.v14i4.11975

Edição

Seção

Artigos