Educação superior e formação de professores: inovações e desafios

Andréia Morés

Resumo


Este artigo contempla algumas reflexões sobre educação superior e formação de professores, realizadas em uma pesquisa vinculada ao Observatório de Educação. Foram investigadas as inovações presentes nos Cursos de Pedagogia de uma universidade comunitária do Rio Grande do Sul. A metodologia contemplou a abordagem qualitativa, referendada por Bogdan e Biklen (1994), com ênfase no método Estudo de Caso, seguindo os estudos de Yin (2015). Os resultados apontam a relevância de a universidade investir na formação de professores, potencializando a inovação, a pesquisa, a articulação teoria e prática, a vivência nos estágios e a aproximação com a realidade educacional e social. Portanto, destaca-se a relevância de uma visão institucional que vise à formação humana, a construção e a socialização do conhecimento, vinculadas aos princípios emancipatórios e democráticos.

Palavras-chave


Educação superior; Curso de pedagogia; Inovação.

Texto completo:

PDF

Referências


ARROYO, M. Profissão de mestre. São Paulo: Cortez, 2004.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Trad. Porto Editora. Portugal: Porto, 1994.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução n. 1, de 15 de maio de 2006. Institui diretrizes curriculares nacionais para o curso de graduação em pedagogia, licenciatura. Diário Oficial da União, Brasília, 16 de maio de 2006, Seção 1, p. 11. Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/diarios/576737/pg-11-secao-1-diario-oficial-da-uniao-dou-de-16-05-2006. Acesso em: 23 jan. 2019.

BRASIL. Lei n. 12.881, de 12 de novembro de 2013. Dispõe sobre a definição, qualificação, prerrogativas e finalidades das Instituições Comunitárias de Educação Superior – ICES, disciplina o termo de parceria e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 13 nov. 2013. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2013/Lei/L12881.htm. Acesso em: 23 jan. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução CNE/CP 2, de 1 de julho de 2015. Conselho Nacional de Educação. Diretrizes curriculares nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada.

CUNHA, M. I. Inovações na educação superior: impactos na prática pedagógica e nos saberes da docência. Em Aberto, Brasília, v. 29, n. 97, p. 87-101, set./dez. 2016.

FRANCO, M. A. S.; LIBÂNEO, J. C.; PIMENTA, S. G. As dimensões constitutivas da pedagogia como campo de conhecimento. Educação em Foco, Ano 14, n. 17, p. 55-78, jul. 2011. ISSN: 2317-0093. Disponível em: http://revista.uemg.br/index.php/educacaoemfoco/index. Acesso em: 15 jan. 2019.

FREIRE, P. A educação na cidade. São Paulo: Cortez, 1991.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013.

KENSKI, V. M. Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação. 8. ed. Campinas: Papirus, 2012.

LEITE, D. Desafios para a inovação pedagógica na universidade do século 21. Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 21, n. 38, p. 29-39, jul./dez. 2012.

MOROSINI, M. C. et al. A qualidade da educação superior e o complexo exercício de propor indicadores. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro, v. 21, n. 64, p. 13-37, mar. 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24782016000100013&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 31 jan. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-24782016216402

NÓVOA, A. Firmar a posição como professor, afirmar a profissão docente. Cad. Pesqui., São Paulo, v. 47, n. 166, p. 1106-1133, dez. 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-15742017000401106&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 31 jan. 2019.

NÓVOA, A. Para una formación de profesores construida dentro de la profesión. Revista de Educación, v. 350, p. 203-218, 2009. Disponível em: http://www.revistaeducacion.mec.es/re350/re350_09.pdf. Acesso em: 05 mar. 2019.

PIMENTA, S. G. O Estágio na formação de professores: unidade teoria e prática? 11. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

PIMENTA, S. G.; LIMA, M. S. L. Estágio e docência. São Paulo: Cortez, 2004.

PRETTO, N.; PINTO, C. C. Tecnologias e novas educações. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 11, n. 31, jan./abr. 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v11n31/a03v11n31.pdf. Acesso em: 08 nov. 2012.

SANTOS, B. S. A Universidade no século XXI: para uma reforma democrática e emancipatória da universidade. São Paulo: Cortez, 2004.

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA. Pró-Reitoria Acadêmica. Projeto Pedagógico - Curso de licenciatura em pedagogia. Rio Grande do Sul, 2014.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e método. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2015.




DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v15i3.13084



Direitos autorais 2020 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.