Formação de professores para o ensino de lutas na educação física escolar: o estado da questão

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v16iesp.3.15297

Palavras-chave:

Educação física, Formação de professores, Lutas

Resumo

Este artigo tem por finalidade estabelecer um quadro analítico de estudos relacionados à temática acerca do ensino das lutas na Educação Física escolar. A metodologia utilizada foi a pesquisa qualitativa, a partir do levantamento bibliográfico, denominado “estado da questão”, por meio da catalogação, tabulação e análise de dados obtidos nos títulos, resumos, e metodologia de artigos científicos. Como resultado, a pesquisa apontou para o distanciamento das discussões sobre lutas na formação em Educação Física, e acerca da necessidade de uma formação no âmbito das lutas na Educação Física escolar, tendo em vista que neste componente curricular, o esporte ainda é priorizado em detrimento dos outros conteúdos. Confirmamos, portanto, a significância e premência de debates sobre as lutas na Educação Física escolar. Em especial, no que diz respeito à formação continuada e prática pedagógica dos professores inseridos nas instituições de educação básica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leandro Nascimento Borges, Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Educação. Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Física Escolar (GEPEFE/UECE).

Maria Petrília Rocha Fernandes, Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação. Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Física Escolar (GEPEFE/UECE).

Mabel Dantas Noronha Cisne, Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Educação. Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Física Escolar (GEPEFE/UECE).

Heraldo Simões Ferreira, Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Professor Adjunto e Professor Permanente no Programa de Pós-Graduação em Educação. Doutorado em Saúde Coletiva (UECE). Coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Física Escolar (GEPEFE/UECE).

Referências

BELTRÃO DE MATOS, J. A. et al. A presença/ausência do conteúdo lutas na Educação Física Escolar: identificando desafios e propondo sugestões. Conexões: Revista da Faculdade de Educação Física da UNICAMP, Campinas (SP), v. 13, n. 2, p. 117-135, abr./jun. 2015.

BRASIL. Ministério da Cidadania. Jogos Escolares Brasileiros-JEBS. 2020. Disponível em: http://arquivo.esporte.gov.br/index.php/institucional/o-ministerio/conselho-nacional-do-esporte/162-ministerio-do-esporte/jogos-escolares-brasileiros/21722-jogos-escolares-brasileiros-jeb-s. Acesso em: 23 jun. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base. Brasília, DF: MEC, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_publicacao.pdf. Acesso em: 20 maio 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Resolução n. 510, de 7 de abril de 2016. O Plenário do Conselho Nacional de Saúde em sua Quinquagésima Nona Reunião Extraordinária, realizada nos dias 06 e 07 de abril de 2016, no uso de suas competências regimentais e atribuições conferidas pela Lei n. 8.080, de 19 de setembro de 1990, pela Lei n. 8.142, de 28 de dezembro de 1990, pelo Decreto n. 5.839, de 11 de julho de 2006. Brasília, DF: Ministério da Saúde/Conselho Nacional de Saúde, 24 maio 2016. Disponível em: https://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/22917581. Acesso em: 20 maio 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB. Brasília, DF: MEC, 23 dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 20 maio 2019.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Educação Física. Brasília, DF: Secretaria de Educação Fundamental, 1997.

FERREIRA, H. S. As lutas na educação física escolar. Revista de Educação Física, Rio de Janeiro (RJ), v. 135, p. 23-45, 2006. Disponível em: https://revistadeeducacaofisica.emnuvens.com.br/revista/article/view/428. Acesso em: 20 maio 2020.

FERREIRA, H. S. A utilização das lutas como conteúdo das aulas de Educação Física. Efdeportes, Buenos Aires, año 13, n. 130, mar. 2009.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo, SP: Atlas, 2002.

HEGELE, B.; GONZÁLEZ, F. J.; BORGES, R. M. Possibilidades do ensino das lutas na escola: uma pesquisa-ação com professores de educação física.Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon (PR), v. 16, n. 1, p. 99-107, jan. 2018. Disponível em: http://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/18953. Acesso em: 20 maio 2020.

MAZINI FILHO, M. L. et al. O ensino de lutas nas aulas de Educação Física Escolar. Cinergis, Santa Cruz do Sul (RS), v. 15, n. 4, p. 1-6, out./dez. 2014. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/cinergis/article/view/5264. Acesso em: 30 jun. 2020.

NASCIMENTO, P. R. B; ALMEIDA, L. A tematização das lutas na Educação Física Escolar: restrições e possibilidades. Revista Movimento, Porto Alegre (RS), v. 13, n. 3, p. 91-110, 2007. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/3567. Acesso em: 30 jun. 2020.

NEIRA, M. G. A cultura corporal popular como conteúdo do currículo multicultural da educação física. Revista Pensar a Prática, Goiânia (GO), v. 11, n. 1, p. 81–89, 2008. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/1699. Acesso em: 30 jun. 2020.

NÓBREGA-THERRIEN, S. M.; THERRIEN, J. Trabalhos científicos e o estado da questão: reflexão teóricos-metodológicas, metodológicas. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo (SP), v. 15, n. 30, p. 5-16, 2004. Disponível em: http://publicacoes.fcc.org.br/index.php/eae/article/view/2148. Acesso em: 30 jun. 2020.

NÓBREGA-THERRIEN, S. M; THERRIEN, J. O estado da questão: aportes teóricos-metodológicos e relatos de sua produção em trabalhos científicos. In: FARIAS, I. M. S. de; NUNES, J. B. C; NÓBREGA THERRIEN, S. M. (Org.). Pesquisa científica para iniciantes: caminhando no labirinto. Fortaleza: EdUECE, 2010. (Coleção Métodos de Pesquisa).

OLIVEIRA, S.B; REIS FILHO, A.D. Ensino de lutas na escola: elemento pedagógico ou estímulo à violência? Efdeportes.com. Buenos Aires - año 18, n.180, maio. 2013.

RUFINO, L. G. B. As lutas no contexto escolar e outros ambientes educacionais. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, São Paulo (SP), v. 11, n. 11, p. 914-916, edição especial. 2016a.

RUFINO, L. G. B. Fundamentos das lutas e o processo de inclusão: perspectivas pedagógicas na diversidade educativa contemporânea. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, São Paulo (SP), v. 63, n. 11, p. 919-920, out. 2016b.

RUFINO, L. G. B. Os jogos de lutas nas aulas de educação física escolar: possibilidades técnico-táticas e seus elementos invariantes. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, São Paulo (SP), v. 11, n. 63, p. 917-918, nov. 2016c.

RUFINO, L. G. B; DARIDO, S. C. O ensino das lutas nas aulas de educação física: análise da prática pedagógica à luz de especialistas. Rev. Educ. Fís/uem, São Paulo (SP), v. 26, n. 4, p. 505-518, abr. 2015.

SACRISTÁN, J.G. Poderes instáveis em educação. Porto Alegre: Artmed, 1999.

SILVEIRA, C.S.; NÓBREGA-THERRIEN, S.M. Estudos sobre pesquisa e formação de professores da Educação Básica: a elaboração do Estado da Questão. Revista Educação em Questão, Natal, v. 41, n. 27, p. 219-243, jul./dez. 2011.

SOARES, C. L. et al. Metodologia do ensino de Educação Física. São Paulo, SP: Cortez, 1992.

Publicado

01/06/2021

Como Citar

BORGES, L. N. .; FERNANDES, M. P. R. .; CISNE, M. D. N.; FERREIRA, H. S. Formação de professores para o ensino de lutas na educação física escolar: o estado da questão. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 16, n. esp.3, p. 1547–1561, 2021. DOI: 10.21723/riaee.v16iesp.3.15297. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/15297. Acesso em: 17 set. 2021.