Inclusão de um surdo na pós-graduação

Uma análise a partir de registros autobiográficos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v18i00.17516

Palavras-chave:

Educação inclusiva, Educação para surdos, Ensino superior

Resumo

Este artigo analisou o processo de inclusão de um estudante surdo em um curso de pós-graduação. Recorreu-se à narrativa autobiográfica para a investigação da trajetória educativa do primeiro autor, estudante-pesquisador surdo. Para a construção dos dados foram produzidos registros reflexivos em diários de campo acerca de quais obstáculos e aprendizagens foram vivenciados. A educação bilíngue foi um dos fatores principais para a trajetória até a pós-graduação. O acesso se fez possível por meio da política de cotas para pessoas com deficiência. No entanto, os desafios da permanência, já enfrentados no percurso escolar anterior, se estenderam ao Mestrado, com a particularidade do isolamento social provocado pela pandemia da COVID-19. O acesso aos materiais, às aulas e, principalmente, à socialização, tornou-se mais restrito. O contexto da pós-graduação tem se mostrado pouco inclusivo devido à ênfase na língua portuguesa, sendo necessário avançar nesse sentido para garantir maior acesso e permanência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Cícero dos Santos Barbosa, Universidade Federal de Alagoas

Mestrando em Ensino e Formação de Professores.

Wilmo Ernesto Francisco Junior, Universidade Federal de Alagoas

Professor Associado. Doutorado em Química (UNESP).

Referências

ARAÚJO, M. S. O. et al. Representações discursivas surdas no contexto do distanciamento social da pandemia da Covid-19. Revista (Con)Textos Linguísticos, Vitória, v. 15, n. 32, p. 88-108, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/contextoslinguisticos/article/view/35879. Acesso em: 13 out. 2022.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2011.

BARBOZA, P.; DORZIAT, A. Inclusão de surdos no ensino superior: as práticas pedagógicas sob o olhar de estudantes surdos. Comunicações, v. 26, n. 3, p. 93-113, 2019. Disponível em: https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/comunicacoes/article/view/4081. Acesso em: 13 out. 2022.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação Qualitativa em Educação: Uma introdução à teoria e aos métodos. Porto, Portugal: Porto Editora, 1994.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República, 1988. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 10 abr. 2022.

BRASIL. Lei n. 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: MEC, 1996. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 10 jan. 2022.

BRASIL. Decreto n. 10.502 de 30 de setembro de 2020. Institui a Política Nacional de Educação Especial: Equitativa, Inclusiva e com Aprendizado ao Longo da Vida. Brasília, DF: MMFDH, MEC, 2020. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/decreto-n-10.502-de-30-de-setembro-de-2020-280529948. Acesso em: 10 abr. 2022.

GUIMARÃES, M. C. A. et al. Trajetórias de alunos com deficiência e as políticas de educação inclusiva: Da Educação Básica ao Ensino Superior. Revista Brasileira de Educação Especial, v. 27, e0059, 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbee/a/WFpCcPQN95YxfqRjPW49sVz/?lang=pt. Acesso em: 07 out. 2022.

FREITAS, D. A.; EULÁLIO, W. E. S. Surdos e o Ensino Superior no Brasil: Uma reflexão. Revista Eletrônica Nacional de Educação Física, v. 10, n. 15, p. 42-47, 2020. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/renef/article/view/2621. Acesso em: 16 out. 2022.

KASSAR, M. Escola como espaço para a diversidade e o desenvolvimento humano. Educação e Sociedade, v. 37, n. 137, p. 1223-1240, 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/3pZfQcXscKP5rN6T94Pjfrj/?lang=pt. Acesso em: 16 out. 2022.

NIÑO, A. P. L. Historia de vida: cuando entendí que aprender cosas nuevas en la escuela de artes lleva más tiempo. Praxis & Saber, v. 3, n. 6, p. 239-257, 2012. Disponível em: https://revistas.uptc.edu.co/index.php/praxis_saber/article/view/2012. Acesso em: 16 out. 2022.

MARTINS, D. A.; LACERDA, C. B. F. Exame Nacional do Ensino Médio e acesso de estudantes surdos ao Ensino Superior Brasileiro. Pro-Posições, v. 26, n. 3, p. 83-101, 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/j/pp/a/Kj3fzxSMPj4bYQBbMh8f7Kv/?lang=pt. Acesso em: 15 out. 2022.

MARTINS, S.; NAPOLITANO, C. Inclusão, acessibilidade e permanência: Direitos de estudantes surdos à educação superior. Educar em Revista, v. 33, n. 3, p. 107-126, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/j/er/a/wyfhXhGzM5dyxfPCSXq8Vph/?lang=pt. Acesso em: 19 out. 2022.

MENDES, E. G. A radicalização do debate sobre inclusão escolar no Brasil. Revista Brasileira de Educação, v. 11, n. 33, p. 387-405, 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/KgF8xDrQfyy5GwyLzGhJ67m/?lang=pt. Acesso em: 15 out. 2022.

MESQUITA, L. S. Políticas públicas de inclusão: O acesso da pessoa surda ao ensino superior. Educação & Realidade, v. 43, n. 1, p. 255-273, 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/j/edreal/a/RhTc89SFtdyzDT5yy5xQYwh/?lang=pt. Acesso em: 15 out. 2022.

OLIVEIRA, J. F.; FERRAZ, D. P. A. Ensino de ciências ao aluno surdo: Um estudo de caso sobre a sala regular, o atendimento educacional especializado e o intérprete educacional. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 21, e22873, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rbpec/article/view/22873. Acesso em: 11 out. 2022.

PASSEGGI, M. C. et al. Entre a vida e a formação: Pesquisa (auto)biográfica, docência e profissionalização. Educação em Revista, v. 27, n. 1, p. 369-386, 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/j/edur/a/hkW4KnyMh7Z4wzmLcnLcPmg/?lang=pt. Acesso em: 15 out. 2022.

RAMOS, D. M.; HAYASHI, M. C. P. I. Balanço das dissertações e teses sobre o tema educação de surdos (2010-2014). Revista Brasileira de Educação Especial, v. 25, n. 1, p. 117-132, 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbee/a/PKKmTSPWS8g9rHpVpd9jThB/?lang=pt. Acesso em: 15 out. 2022.

RAZUCK, R. et al. A pessoa surda e suas possibilidades no processo de aprendizagem e escolarização. Linguagens, Educação e Sociedade, v. 12, n. 16, p. 09-18, 2007. Disponível em: https://periodicos.ufpi.br/index.php/lingedusoc/article/view/1438. Acesso em: 15 out. 2022.

ROMÁRIO, L. et al. Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil” sob a ótica de participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2017). Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, v. 99, n. 253, p. 501-519, 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbeped/a/VjRpV8LfHx4kHBtn5s57DDp/?lang=pt. Acesso em: 10 out. 2022.

SANCHES, I. R.; SILVA, P. B. A inclusão de estudantes surdos no ensino superior brasileiro: O caso de um curso de Pedagogia. Revista Portuguesa de Educação, v. 32, n. 1, p. 155-172, 2019. Disponível em: https://revistas.rcaap.pt/rpe/article/view/14955. Acesso em: 30 set. 2022.

SANTOS, S. K. S. L. et al. Surdos e acesso à informação: Antes, durante e após a pandemia da covid-19. Holos, v. 37, n. 3, e10829, 2021. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/10829. Acesso em: 30 set. 2022.

SENNA, L. A. G. O estatuto linguístico da Língua Brasileira de Sinais e a superação do estigma na educação de surdos. Revista Brasileira de Educação Especial, v. 25, n. 3, p. 487-500, 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbee/a/JX4fq7FNrrp86PRwNd8RmbM/?lang=pt. Acesso em: 13 out. 2022.

SHIMAZAKI, E. M., MENEGASSI, R. J.; FELLINI, D. G. N. Ensino remoto para alunos surdos em tempos de pandemia. Práxis Educativa, v. 15, e2015476, 2020. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/15476. Acesso em: 09 out. 2022.

TEIXEIRA, E. R.; BENTO, N. A. O acesso do estudante surdo em Instituições Federais de Ensino Superior no município de Salvador: o caso da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Revista Educação Especial, v. 32, e98/1–25, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/38499. Acesso em: 09 set. 2022.

VIVIAN, E. C. P.; LEONEL, A. A. Ensino-Aprendizagem de física nas escolas de educação bilíngues para surdos. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 22, e31335, 2022. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rbpec/article/view/31335. Acesso em: 10 out. 2022.

Publicado

10/05/2023

Como Citar

BARBOSA, D. C. dos S.; FRANCISCO JUNIOR, W. E. Inclusão de um surdo na pós-graduação: Uma análise a partir de registros autobiográficos. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 18, n. 00, p. e023033, 2023. DOI: 10.21723/riaee.v18i00.17516. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/17516. Acesso em: 20 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos teóricos

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.