Desafios e perspectivas do estudante com deficiência visual na educação superior: análise da produção científica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v24iesp2.14338

Palavras-chave:

Educação especial, Deficiência visual, Educação superior, Inclusão.

Resumo

A inclusão do estudante com deficiência visual na educação superior ainda tem sido desafiadora para os gestores e professores, para garantir êxito acadêmico. Mesmo com a existência de iniciativas e investimentos por parte do poder público, mas elas ainda são insuficientes diante das dificuldades de acesso e permanência destes universitários. Portanto, o objetivo deste trabalho é analisar as pesquisas sobre acesso e permanência, com ênfase no Atendimento Educacional Especializado de estudantes com deficiência visual nas produções da Revista de Educação Especial da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) no período de 2014 a 2019. Utilizamos uma análise quanti-qualitativa de natureza de revisão da produção científica na revista em questão, para isso trabalhamos com os indicadores deficiência, deficiência visual, educação superior, acesso, permanência, atendimento educacional especializado e suas combinações. A pesquisa resultou em 519 artigos, dos quais apenas 39 abordam a inclusão na educação superior. Foram selecionados 14 para análise, tratando de deficiência visual, educação superior, inclusão e permanência. Concluímos que o número de estudantes com deficiência visual na Educação Superior tem aumentado mais de 50% (cinquenta por cento), que existe um conjunto de legislação que favorece a inclusão, porém não aparecem ainda as condições, seja de recursos/tecnologias ou de formação de professores para sua efetivação, conforme as pesquisas. O atendimento educacional especializado, garantido por lei, ainda não se percebe materializado. As publicações são relevantes para a criação de novas políticas, ações e estratégias para a permanência do estudante com deficiência na educação superior e atendimento educacional especializado de acordo com suas especificidades, mas que ainda necessitam de maiores aprofundamentos.

Biografia do Autor

José Aparecido da Costa, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Educação. Gestor de ações sociais da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social.

Rosely dos Santos Madruga, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Técnica em Assuntos Educacionais. Membro do Grupo de Pesquisa Educação Especial e Desenvolvimento Humano.

Alexandra Ayach Anache, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Professora Titular e Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Psicologia. Doutorado em Psicologia Escolar (USP).

Eladio Sebastian-Heredero, Universidad de Alcalá (UAH)

Professor Visitante Estrangeiro (UFMS). Doutorado em Educação (UAH) – Espanha. Pós-Doutorado em Educação (UNESP).

Referências

ANACHE, A. A.; ROVETTO, S. S. M.; OLIVEIRA, R. A. de. Desafios da implantação do atendimento educacional especializado no Ensino Superior. Revista Educação Especial, Santa Maria, p. 299-312, jun. 2014. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/9037. Acesso em: 25 jun. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1984686X9037

BIZELLI, J. L.; SEBASTIAN-HEREDERO, E. Educação e inovação: o desafio da escola brasileira. Revista Tendências Pedagógicas. Madrid, UCM, v. 28, p. 55-66, 2016. Disponível em: https://revistas.uam.es/tendenciaspedagogicas/article/download/3801/4948. Acesso em: 25 jun. 2019.

BRASIL. Lei n. 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Brasília, 7 jul. 2015. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm. Acesso em: 10 jun. 2020.

CAIADO, K. R. M. Aluno deficiente visual na escola: lembranças e depoimentos. Campinas: Autores Associados, 2003.

DANTAS, T. C. Experiência de pessoas com deficiência no ensino superior: um olhar sobre a vivência de empoderamento e autoadvocacia. Revista Educação Especial, Santa Maria, p. 525-538, ago. 2018. ISSN 1984-686X. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/26760. Acesso em: 25 jun. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1984686X26760

DUBET, F. O que é uma escola justa? Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 34, n. 123, p. 539-555, 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cp/v34n123/a02v34123.pdf. Acesso em: 3 ago. 2020.

FRANÇA, T. H. Modelo Social da Deficiência: uma ferramenta sociológica para a emancipação social. Lutas Sociais, São Paulo, v. 17, n. 31, p. 59-73, dez. 2013. ISSN 2526-3706. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/ls/article/view/25723/18359. Acesso em: 9 ago. 2019.

FREITAS, C. G. de; DELOU, C. M.; CASTRO, H. C. Alunos com deficiência: investigação e análise das condições de atendimento de um Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia no Brasil. Revista Educação Especial, Santa Maria, p. 765-778, set. 2015. ISSN 1984-686X. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/15747. Acesso em: 25 jun. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1984686X15747

INEP. Censo Da Educação Superior. 2014. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/sinopses-estatisticas-da-educacao-superior. Acesso em:10 ago. 2020.

JANNUZZI, G. M. A educação do deficiente no Brasil: dos primórdios ao início do século XXI. 2. ed. Campinas: Autores Associados, 2006.

LUNARDI-LAZZARIN, M. L.; HERMES, S. T. Educação Especial, Educação Inclusiva e Pedagogia da Diversidade: Celebrar a diversidade! Exaltar a tolerância! Notabilizar o respeito! Proclamar a solidariedade! Revista Educação Especial, Santa Maria, p. 531-544, set. 2015. ISSN 1984-686X. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/18802. Acesso em: 25 jun. 2019. doi: http://dx.doi.org/10.5902/1984686X18802

MAZZOTTA, M. J. S. Educação especial no Brasil: história e políticas públicas. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2005.

PANSANATO, L. T. E.; RODRIGUES, L.; SILVA, C. E. Inclusão de estudante cego em curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas de uma instituição pública de ensino superior: um estudo de caso. Revista Educação Especial, Santa Maria, p. 471-486, ago. 2016. ISSN 1984-686X. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/17106. Acesso em: 25 jun. 2019. doi: http://dx.doi.org/10.5902/1984686X17106

PEREIRA, R. R. et al. Inclusão de estudantes com deficiência no ensino superior: uma revisão sistemática. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 29, n. 54, p. 147-160, mar. 2016. ISSN 1984-686X. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/19898. Acesso em: 25 jun. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1984686X19898

ROSSETTO, E. Formação do professor do atendimento educacional especializado: a Educação Especial em questão. Revista Educação Especial, Santa Maria, p. 103-116, dez. 2015. ISSN 1984-686X. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/13367. Acesso em: 25 jun. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1984686X13367

SALES, Z. N.; MISSIAS-MOREIRA, R.; COUTO, E. S. O convívio acadêmico: representações sociais de alunos com Necessidades Educacionais Especiais. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 29, n. 55, p. 295-308, ago. 2016. ISSN 1984-686X. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/14275. Acesso em: 25 jun. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1984686X14275

SANTOS, V. et al. Meios de acesso à literatura para pessoas com cegueira: Braille ou Áudio-livro? Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 29, n. 55, p. 337-350, ago. 2016. ISSN 1984-686X. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/10522. Acesso em: 25 jun. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1984686X10522

SELAU, B.; DAMIANI, M. F... Quando não se falava em inclusão: a história de vida do primeiro advogado cego formado no Brasil. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 27, n. 49, p. 417-430, jun. 2014. ISSN 1984-686X. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/9633. Acesso em: 25 jun. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1984686X9633

SILVA, J. S. S. da. Revisitando a Acessibilidade a partir do Modelo Social da Deficiência: Experiências na Educação Superior. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 31, n. 60, p. 197-214, mar. 2018. ISSN 1984-686X. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/23590. Acesso em: 25 jun. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1984686X23590

SILVA, V. C.; SILVA, W. S. Marcadores sociais da diferença: uma perspectiva interseccional sobre ser estudante negro e deficiente no Ensino Superior brasileiro. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 31, n. 62, p. 569-586, ago. 2018. ISSN 1984-686X. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/30948. Acesso em: 25 jun. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1984686X30948

SOUSA SILVA, D.; ROSSATO, M.; SOARES CARVALHO, E. N. A narrativa de universitários cegos acerca de suas experiências acadêmicas. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 32, p. 1-20, abr. 2019. ISSN 1984-686X. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/32390. Acesso em: 25 jun. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1984686X32390

SOUZA, K. R.; KERBAUY, M. T. M. Abordagem quantiqualitativa: superação da dicotomia quantitativa-qualitativa na pesquisa em educação. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 31, n. 61, p. 21-44, 2017.

Publicado

14/11/2020

Como Citar

Costa, J. A. da, Madruga, R. dos S., Anache, A. A., & Sebastian-Heredero, E. (2020). Desafios e perspectivas do estudante com deficiência visual na educação superior: análise da produção científica. Revista on Line De Política E Gestão Educacional, 24(esp2), 1118–1136. https://doi.org/10.22633/rpge.v24iesp2.14338