Violência na escola pública: o que apontam teses e dissertações (2012–2019)?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v25i3.15343

Palavras-chave:

Violência, Escola pública, Violência escolar

Resumo

O artigo apresenta um levantamento bibliográfico acerca do tema “violência na escola pública”. Refere-se a um estudo que se sustenta na análise de 16 dissertações e teses depositadas na Biblioteca Digital de Teses e Dissertações (BDTD). Utilizou-se como marco temporal o período de 2012 a 2019, creditando a produção acadêmica mais atual sobre o tema. No desenvolvimento da análise, considerou-se, principalmente, os objetivos dos estudos, algumas compreensões acerca da temática textualizadas nas pesquisas e as metodologias utilizadas. Concluiu-se que o tema “violência na escola pública” é complexo. Sua compreensão textualizada nas produções acadêmicas necessita estar associada às questões de cunho social mais amplo. No entanto, identificou-se que a escola pública tem condições de minimizar os diferentes tipos de violência que se sucedem em seu interior. Para isso, é essencial o trabalho coletivo e dialógico produzido em seu cotidiano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silésia Maria Sales Passos, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Mossoró – RN

Discente do Programa de Pós-Graduação em Ensino.

Jean Mac Cole Tavares Santos, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Mossoró – RN

Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Ensino.

Emerson Augusto de Medeiros, Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), Mossoró – RN

Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Ensino.

Referências

ASSIS, R. F. Estratégias da gestão escolar de enfrentamento a violência: uma análise da implementação do PROERD em uma escola na rede pública Estadual. 2015. 78 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2015.

BAMBERG, R. P. Violência nas escolas: reflexões a partir do cotidiano da RME de Caxias do Sul – RS. 2017. 141 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul, 2017.

BAUMAN, Z. Medo Líquido. Trad. Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2008.

COSTA, R. C. Moralidade e violência nas escolas na visão dos professores. 2014. 106 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Universidade Estadual Paulista, Assis, 2014.

DIOGO, M. B. Violência na escola pública? O estudo de uma realidade no município de Franca/SP. 2015. 106 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) – Universidade Estadual Paulista, Franca, 2015.

FERNANDES, E. P. Construção coletiva de regras e resoluções de conflitos: contribuições para o enfrentamento da violência entre alunos. 2017. 164 f. Dissertação (Mestrado em Educação: Psicologia em Educação). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017.

FERREIRA, N. S. A. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação & Sociedade, v. 23, n. 79, p. 257-272, ago. 2002.

JODAR, I. A. Mediação de conflitos como estratégia de prevenção da violência na escola. 2018. 91 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal do Pampa, Bagé, 2018.

MARSIGLIA, T. Violência e tolerância na escola: perspectiva das produções acadêmicas. 2015. 198 f. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.

PEREIRA, L. R. M. Os conflitos em ambientes escolares: um olhar além da superfície. 2019. 353 f. Dissertação (Mestrado profissional em docência para educação Básica) – Universidade Estadual Paulista, Bauru, 2019.

PRÖGLHÖF, P. O. N. Violência nas escolas e políticas públicas: um estudo do Sistema de Proteção Escolar e Cidadania. 2015. 171 f. Dissertação (Mestrado em Administração Pública) – Escola de Administração de Empresas de São Paulo, Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2015.

RIBEIRO, M. A. P. A escola às avessas: sujeitos e instituição escolar no contexto da violência do bullying. 2015. 174 f. Tese (Doutorado em Psicologia) – Universidade de Fortaleza, Fortaleza, 2015.

SANTOS, J. M. C. T.; RODRIGUES, M. K. S. Violência na escola: sentidos no contexto da prática. Pesquisa em Foco, São Luís, v. 20, n. 2, p. 187-213. 2015.

SILVA, C. M. Violência e escola: perspectiva e desafios. 2012. 115 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) – Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, 2012.

SILVA, G. R. O território da incivilidade na manifestação da violência escolar: um olhar nas violências intramurais. 2016. 154 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, 2016.

SILVA, K. C. Gestão escolar democrática: relações de poder como mediação na prevenção e enfrentamento das violências na escola. 2013. 154 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2013.

SOUSA, M. L. Violência contra a escola: repercussões curriculares - o olhar do Conselho de Escola numa escola municipal de Santo André. 2015. 148 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.

VERGNA, A. C. G. Indisciplina e violência na escola: concepções e discursos de educadores. 2016. 119 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2016.

ZECHI, J. A. M. Educação em valores: solução para a violência na escola? 2014. 278 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual Paulista, Presidente Prudente, 2014.

Downloads

Publicado

08/12/2021

Como Citar

PASSOS, S. M. S. .; SANTOS, J. M. C. T.; MEDEIROS, E. A. de. Violência na escola pública: o que apontam teses e dissertações (2012–2019)? . Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 25, n. 3, p. 2843–2860, 2021. DOI: 10.22633/rpge.v25i3.15343. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/15343. Acesso em: 24 maio. 2022.