Políticas educacionais orientadas à inovação

Karina Domingues Bressan Vidal, Ivan Rocha Neto

Resumo


Considerando que as tecnologias digitais influenciaram não apenas o ambiente escolar mas os hábitos de uma geração, este artigo explora os desafios dos formuladores de políticas educacionais voltadas para o desenvolvimento do indivíduo para o século XXI. Foi realizada uma pesquisa bibliográfica nas principais estratégias educacionais implementadas por países que obtiveram alta classificação no Programa Internacional de Avaliação de Estudantes em 2012 e nas estratégias brasileiras. A pesquisa bibliográfica apontou que é necessário não apenas investir em infraestrutura e formação de professores, mas também em uma reforma curricular flexível,  voltada para a realidade local; realizar revisão da proposta pedagógica, valorizando a construção do conhecimento ao invés da memorização; alterar o processo de avaliação, aplicando a auto-avaliação e avaliação por pares, ao invés dos testes tradicionais; investir no desenvolvimento profissional dos professores; reestruturar a escola;  e avaliar constantemente os resultados por meio de indicadores.


Palavras-chave


Educação; Tecnologias digitais; Políticas públicas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v20.n2.9462



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.