Processos formativos de docentes em atuação na Educação Infantil

Necessidades e dificuldades vivenciadas no percurso de desenvolvimento profissional

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v18i00.17329

Palavras-chave:

Educação Infantil, Formação continuada, Desenvolvimento profissional docente

Resumo

Este artigo é parte de dissertação de mestrado envolvendo professoras atuantes na educação infantil brasileira, e versa sobre a formação continuada como qualificação e desenvolvimento profissional docente. Discute as especificidades da educação infantil, com objetivo de compreender as necessidades e dificuldades de formação continuada como mecanismo de desenvolvimento profissional dos docentes nesta etapa educacional. Desenvolvida na abordagem qualitativa e descritiva, empreenderam-se estudos teóricos pautados em Garcia (1999), Gatti (2008, 2011), Campos (2013, 2018), Abuchaim (2018a, 2018b), bem como nas descrições, categorizações e análises das entrevistas coletivas realizadas em duas escolas de educação infantil situadas em Aracaju-SE/Brasil. Os dados produzidos foram tratados referencialmente na análise de conteúdo de Bardin (2016). Evidenciou-se que a escuta docente constitui ferramenta de aproximação das necessidades e dificuldades dos docentes, no âmbito das vivências e nos processos de formação continuada. Considera-se que a formação continuada constitui elemento de qualificação para o desenvolvimento profissional dos docentes e, consequentemente, na educação da primeira infância.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julianna Britto Oliveira Santos, Universidade Federal de Sergipe

Doutoranda em Educação pela Universidade Federal de Sergipe. Mestre em Educação pela Universidade Federal de Sergipe (UFS). Membro do Grupo de Pesquisa Formação e Atuação Docente - INTERAÇÃO (UFS).

Luiz Anselmo Menezes Santos, Universidade Federal de Sergipe

Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFS. Coordenador do grupo de pesquisa Formação e Atuação Docente-INTERAÇÃO/UFS. Doutorado em Educação (UFS).

Tacyana Karla Gomes Ramos, Universidade Federal de Sergipe

Doutorado em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Referências

ABUCHAIM, B. O. Panorama das políticas de educação infantil no Brasil. Brasília (DF): UNESCO, 2018a.

ABUCHAIM, B. O. Políticas internacionais para educação infantil. São Paulo: Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, 2018b.

ANDRÉ, M. (org.). Práticas inovadoras na formação de professores. Campinas: Papirus, 2016.

AVELEDO, E. A. B. da S. O espaço formativo da RPS e as necessidades de formação dos professores: atendidas ou não? 2018. 97 f. Trabalho final (Mestrado Profissional em Educação: Formação de Formadores) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.

BARBOSA, M. C. S. Três notas sobre formação inicial e docência na educação infantil.

In: CANCIAN, V. A.; GALLINA, S. F. S.; WESCHENFELDER, N. (orgs.) Pedagogias das

infâncias, crianças e docências na educação infantil. Santa Maria: UFSM; Brasília:

MEC/SEB, 2016.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Tradução: Luís A. Reto São Paulo: Edições 70, 2016.

BRASIL. LDB - Lei nº 9394/96, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: MEC, 1996.

BRASIL. Parecer CNE/CEB n. 20/2009. Revisão das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Brasília, DF: CNE, 2009a.

BRASIL. Indicadores de qualidade na educação infantil. Brasília (DF): MEC/SEB, 2009b.

BRASIL. Resolução n. 2, de 1º de julho de 2015. Determina as diretrizes curriculares nacionais para a formação inicial e continuada dos professores. Brasília, DF: Ministério da Educação, 2017.

CAMPOS, M. M. Apresentação. In: KISHIMOTO, T. M.; OLIVEIRA-FORMOSINHO, J.

(Org.). Em busca da pedagogia da infância: pertencer e participar. Porto Alegre: Penso, 2013.

p. 9-17.

CAMPOS, M. M. Questões sobre a formação de professores de educação infantil. Laplage em Revista, Sorocaba, v. 4, edição especial, p. 9-22, set.-dez. 2018.

DAVIS, C. L.F.; NUNES, M.,M.R.; ALMEIDA, P.C.A. et al. Formação continuada de professores: uma análise das modalidades das práticas em estados e municípios brasileiros. São Paulo: FCC/DPE, 2012.

FERNANDES, M. M.; CORRÊA, C. Q. Formação docente na educação infantil: desafios contemporâneos para a formação permanente. Zero-a-Seis, Florianópolis, v. 16, n. 30, p. 275-289, ago. 2014. ISSN 1980-4512. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/zeroseis/article/view/1980-4512.2014n30p75/27692. Acesso em: 08 jun. 2019.

GALINDO, C. J. Análise de necessidades de formação continuada de professores: uma contribuição às propostas de formação. 2011. 384 f. Tese (Doutorado em Educação Escolar) – Faculdade de Ciências e Letras. Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 2011.

GARCIA, C. M. Formação de professores para uma mudança educativa. Porto: [s.n.], 1999.

GARCIA, C. M. Desenvolvimento Profissional: passado e futuro. Sísifo – Revista das Ciências da Educação, n. 08, p. 7-22, jan./abr. 2009.

GATTI, B. A. Análise das políticas públicas para formação continuada no

Brasil, na última década. Revista Brasileira de Educação.v.13, n. 37 jan/abr 2008.

GATTI, B. A. Formação de professores: condições e problemas atuais. Revista Internacional de Formação de Professores, Ipatinga, v. 1, n. 2, p. 161-171, 2016.

GATTI, B. A.; BARRETO, E. S. S.; ANDRÉ, M. E. D. A. Políticas docentes no Brasil: um estado da arte. Brasília (DF): UNESCO, 2011.

GATTI, B. A. SILVA JÚNIOR, A. C.; PAGOTTO, M. D. S.; NICOLETTI, M. G. Por uma política nacional de formação de professores. São Paulo: Editora Unesp, 2013.

KISHIMOTO, T. M. Encontros e desencontros na formação dos profissionais de educação infantil. In: Machado Maria Lúcia A. (org.). Encontros e desencontros em Educação Infantil. São Paulo: Cortez, 2002.

KRAMER, S. (org). Profissionais de educação infantil: gestão e formação. São Paulo: Ática, 2005.

SANTOS, J. M. T.; FIALHO, L. M. F.; MEDEIROS, E. A. Docência(s) – história, formaçãoe práticas escolares. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 16, n. esp. 3, p. 1377-1385, jun. 2021. e-ISSN: 1982-5587. DOI:https://doi.org/10.21723/riaee.v16iesp.3.15323.

Publicado

04/12/2023

Como Citar

OLIVEIRA SANTOS, J. B.; MENEZES SANTOS, L. A.; GOMES RAMOS, T. K. Processos formativos de docentes em atuação na Educação Infantil: Necessidades e dificuldades vivenciadas no percurso de desenvolvimento profissional. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 18, n. 00, p. e023119, 2023. DOI: 10.21723/riaee.v18i00.17329. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/17329. Acesso em: 21 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos teóricos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.