A história na e pela sala de aula: a relação entre professores do ‘ensino básico’ e do ‘ensino superior’ a partir do PDE-PR

Autores

  • Jorge Pagliarini Junior Unespar

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v12.n2.8461

Palavras-chave:

Formação continuada. Conhecimento histórico. Ensino e pesquisa.

Resumo

Nas duas últimas décadas, o entendimento das prerrogativas decorrentes da relação entre ensino e pesquisa tem desafiado profissionais de diferentes áreas do saber, e os resultados dessa interação passaram a integrar professores do ensino básico e do superior em torno do desenvolvimento de projetos de ensino. O artigo apresenta atividades realizadas na Unespar, Campo Mourão – PR, no e pelo Programa de Desenvolvimento da Educacional (PDE) do Paraná, curso de formação continuada dos professores da rede de ensino básico do Estado, e, com isso, direciona um debate epistemológico pautado na relação de trocas de experiências entre os professores envolvidos, professores universitários orientadores e os professores da rede básica, ora na condição de alunos. Acredita-se que esse enfoque possa implicar melhorias nas metodologias aplicadas, no embasamento teórico das atividades docentes desenvolvidas e na concepção desses profissionais a respeito dos significados do conhecimento histórico a ser vivenciado no sistema público estadual de ensino.

Biografia do Autor

Jorge Pagliarini Junior, Unespar

Prof. Adjunto do curso de História da Unespar - Campus de Campo Mourão-PR

Referências

CERRI, Luis Fernando. Ensino de História e concepções historiográficas. In: Espaço Plural. V. 10, n. 20, p. 149-154, 2009.

CANDAU, Joël. Memória e identidade. São Paulo: Contexto, 2011.

CARDOSO, C.; VAINFAS, R. Domínios da história: ensaios de metodologia. Rio de Janeiro, Campus, 1997.

COSTA, Maria de Paula. O ensino de história no século XXI: a perspectiva dos professores participantes do Programa de Desenvolvimento Educacional do Paraná (PDE) em relação às Diretrizes Curriculares da Educação Básica de História (DCEs). In: Antítese, v. 6, n. 12, p. 53-75, 2013.

ESCORSI, Valerio Mairon. Para que serve a história ensinada? A guerra de narrativas, a celebração das identidades e a morte da política. Revista Territórios & Fronteiras, Cuiabá, v. 6, n. 3, p. 39-52, dez. 2013.

JENKINS, Keith. A história repensada. São Paulo: Contexto, 2001.

HALL, Stuart. Identidade cultural na pós-modernidade. 7. ed. Rio de Janeiro: DP & A, 2002.

MATTOS, Ilmar Rohloff de. “Mas não somente assim! Leitores, autores, aulas como texto e o ensino-aprendizagem de História”. In: Tempo, v.11, n. 21, p. 5-16, 2007.

NÓVOA, A. (org.) Profissão professor. 2 ed. Porto: Porto Editora, 1999.

PARANÁ. Dia a Dia Educação: Portal Educacional do Estado do Paraná. Disponível em: <http://www.diaadia.pr.gov.br/>. Acesso>. Acesso em: 15 fev. 2015.

PORTELLI, Alessandro. O massacre de Civitella Val di Chiana (Toscana: 29 de junho de 1944): mito, política, luto e senso comum. In: AMADO E FERREIRA. Usos e abusos da história oral. Rio de Janeiro: FGV, 1998.

RICOUER, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas, SP: Edunicamp, 2007.

Downloads

Publicado

04/03/2017

Como Citar

Pagliarini Junior, J. (2017). A história na e pela sala de aula: a relação entre professores do ‘ensino básico’ e do ‘ensino superior’ a partir do PDE-PR. Revista Ibero-Americana De Estudos Em Educação, 12(esp.), 884–899. https://doi.org/10.21723/riaee.v12.n2.8461

Edição

Seção

Artigos