Conhecimento de mundo por meio da leitura digital: um estudo com universitários

Francielle Pereira Nascimento, Sandra Aparecida Pires Franco

Resumo


Na sociedade contemporânea, as práticas humanas estão relacionadas às Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), isto é, estamos vivendo a cibercultura. A educação formal não está isolada do movimento e das transformações ocasionadas pelo acesso e utilização das TIC. Os estudantes do Ensino Superior utilizam os celulares e notebooks na universidade continuamente, tanto para exigências acadêmicas quanto para comunicação e entretenimento. Diante desse contexto, o presente estudo teve como objetivo principal analisar qual conhecimento de mundo a leitura na internet proporciona aos universitários, uma vez que o ato de ler supera o mero hábito da leitura ou decodificação de palavras, pois, enquanto necessidade humanizadora, permite aos leitores se apropriar da cultura e ter um conhecimento de mundo de modo científico. Como procedimento investigativo foi aplicado um questionário semiestruturado de seis questões com dez estudantes de diferentes cursos de uma universidade privada na região Sul do Brasil. O tratamento dos dados foi qualitativo, baseado na abordagem crítico-dialética. Os resultados coincidiram com uma pesquisa de nível nacional, a qual aponta leituras digitais de formas e conteúdos variados, com ênfase em redes sociais e sites de notícias, e pouco destaque para livros e jornais. A leitura de material acadêmico foi expressa por 100% dos estudantes, no entanto, sobre o conhecimento de mundo propiciado pelas leituras no suporte tela, as respostas se reduziram às atualizações do mundo, da profissão e outros, sem a menção de um entendimento crítico e reflexivo da realidade que desperte a necessidade de transformação.


Palavras-chave


Leitura. Conhecimento científico. Internet.

Texto completo:

PDF

Referências


ALTOÉ, A. Formação de professores para o uso do computador em sala de aula. Teoria e prática da educação. Maringá: DTP/UEM, v. 6, n. 14, p. 483-496, edição especial, 2003.

CORRÊA, J. Novas tecnologias da informação e da comunicação; novas estratégias de ensino/ aprendizagem. In: COSCARELLI, C. V. Novas tecnologias, novos textos, novas formas de pensar. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

GIROUX, H. A. Os professores como intelectuais. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

LALUEZA, J. L.; CRESPO, I.; CAMPS, S. As tecnologias da informação e da comunicação e os processos de desenvolvimento e socialização. In: Coll, C., Monereo, C. Psicologia da educação virtual: aprender e ensinar com as tecnologias da informação e comunicação, p. 47-65, 2010.

LEMOS, A. Cibercultura, tecnologia e vida social na cultura contemporânea. Porto Alegre: Sulina. 2010.

LEVACOV, M. Do Analógico ao Digital: A comunicação e a Informação no Final do Milênio. In: LEVACOV, M. et. al. Tendências na Comunicação. Porto Alegre: L&PM, 1998.

LEVY, P. Cibercultura. Editora 34, 2010.

MANGUEL, A. Uma história da leitura. São Paulo: Companhia das Letras, São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

NETO, J. C. M. Retratos da leitura no Brasil e políticas públicas: fazer crescer a leitura na contracorrente - revelações, desafios e alguns resultados. In: FAILLA, Zoara. Retratos da Leitura no Brasil 4. p.57-73, Rio de Janeiro: Sextante, 2016.

OLIVEIRA, F. R. Práticas de Comunicação e desenvolvimento cognitivo na cibercultura. Intexto, n. 25, p. 128-143, 2011.

SÁNCHEZ GAMBOA, S. Os projetos de pesquisa: alguns fundamentos lógicos necessários. In: MIRANDA, E.; PACIULLI BRYAN, N.; (editores). (Re)pensar la educación pública: aportes desde Argentina y Brasil, Córdoba: Ed Universidad Nacional de Córdoba, p. 121-150, 2010.

SANTOS, E. Educação online para além da EAD: Um fenômeno da Cibercultura. Actas do X Congresso Internacional Galego-Português de Psicopedagogia. Braga: Universidade do Minho, 2009.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. Autores associados, 42ªed. 2013.

VIGOTSKI, L. S. A formação social da mente. 7 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

WEBER, A; SANTOS, E; DA CRUZ, M. M. Letramentos e alfabetizações na cibercultura: crianças e jovens em rede, desafios para educação. Leitura: Teoria & Prática, v. 32, n. 62, p. 59-73, 2014.




DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v12.n.esp.2.10306



Direitos autorais 2017 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587, ISSN: 2446-8606.

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.