O(s) processo(s) de orientação: reflexões a partir de casos históricos e hipotéticos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v16iEsp.1.14919

Palavras-chave:

Orientação, Formação docente, Ensino Superior

Resumo

Pesquisas no campo da formação de professores têm contemplado de forma incipiente as relações entre orientandos e orientadores, principalmente no que concerne ao planejamento didático da orientação. Da mesma forma, a legislação brasileira não especifica qual(is) o(s) papel(is) do orientador nos diferentes níveis de ensino. Neste ensaio, refletimos sobre o(s) processo(s) de orientação por meio de casos históricos e hipotéticos, inspirados em situações reais, de modo a fomentar a ampliação de discussões sobre esta temática. A partir dos casos, evidenciamos elementos e posturas inerentes à orientação, como herança de capital intelectual, influência na visão de mundo e divergências de posturas ideológicas. O processo de orientação é mais influenciado pelas vivências dos orientadores do que por aspectos de caráter educacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Maciel de Paula Garcia, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Cuiabá – MT

Professor Adjunto da Faculdade de Geociências. Doutorado em Geologia (UFBA).

Carolina Santos Bonfim, Universidade de Brasília (UNB), Brasília – DF

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências.

Delarim Martins Gomes, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Cuiabá – MT

Professor Associado do Instituto de Educação. Doutorado em Educação (UNESP).

Referências

ASSIS, R. L. M.; ROSADO, I. V. M. A unidade teoria-prática e o papel da supervisão de estágio nessa construção. Revista Katálysis, Florianópolis, v. 15, n. 2, p. 203-211, jul./dez. 2012. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rk/v15n2/05.pdf. Acesso em: 30 ago. 2019.

BARRES, B. A. How to Pick a Graduate Advisor. Neuron, Cambridge, n. 80, p. 275-279, out. 2013. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0896627313009070. Acesso em: 25 jun. 2020.

BLOOM, J. L. et al. Graduate Students' Perceptions of Outstanding Graduate Advisor Characteristics. NACADA Journal, Manhattan, v. 27, n. 2, p. 28-35, set. 2007. Disponível em: https://meridian.allenpress.com/nacada-journal/article/27/2/28/36210/Graduate-Students-Perceptions-of-Outstanding. Acesso em: 28 abr. 2020.

BORDIGNON, R. R. Origens sociais, ascensão “profissional” e concepções de ciências sociais: Florestan Fernandes e Fernando Henrique Cardoso. Revista Tomo, Aracaju, n. 22, p. 181-220, jun. 2013. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/tomo/article/view/1599. Acesso em: 30 jul. 2020.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF, n. 248, p. 27833, 23 dez. 1996. PL 1258/1988

BRASIL. Conselho Nacional de Educação (CNE). Conselho Pleno (CP). RESOLUÇÃO CNE/CP 1, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2002. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. 2002a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/res1_2.pdf. Acesso em: 20 set. 2018.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação (CNE). Conselho Pleno (CP). RESOLUÇÃO CNE/CP 2, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2002. Institui a duração e a carga horária dos cursos de licenciatura, de graduação plena, de formação de professores da Educação Básica em nível superior. 2002b. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CP022002.pdf. Acesso em: 20 set. 2018.

BRASIL. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Portaria Nº 76, de 14 de abril de 2010. Regulamento do Programa de Demanda Social – DS. Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF, p. 31-32, 19 abr. 2010.

CARBELLO, S. R. C.; RIBEIRO, R. Anísio Teixeira e os desafios da primeira gestão na Inspetoria de Ensino da Bahia (1924-1929). Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 10, n. 4, p. 1084-1094, out./dez. 2015. e-ISSN 1982-5587. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/8259. Acesso em: 20 abr. 2018.

CHEREP, M. Supervisors in the History of Science. Analysis of supervisor-student relations to discover who are the most important supervisors in history. Towards Data Science, 2020. Disponível em: https://towardsdatascience.com/supervisors-in-the-history-of-science-deec27d19519. Acesso em: 28 abr. 2020.

CORRÊA, P. S. A. A orientação das dissertações e teses como objeto de estudo das pesquisas acadêmicas: história e historiografia. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, n. 47, p. 392-416, set. 2012. ISSN 1676-2587. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640059. Acesso em: 14 nov. 2017.

CURTIN, N.; STEWART, A. J.; OSTROVE, J. M. Fostering Academic Self-Concept: Advisor Support and Sense of Belonging Among International and Domestic Graduate Students. American Educational Research Journal, Nova Iorque, v. 50, n. 1, p. 108-137, fev. 2013. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/10.3102/0002831212446662. Acesso em: 25 jun. 2018.

DANIEL, L. A. O professor regente, o professor orientador e os estágios supervisionados na formação inicial de futuros professores de Letras. Orientadora: Maria Inês Bacellar Monteiro. 2009. 140 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Metodista de Piracicaba, Piracicaba, 2009. Disponível em:

http://iepapp.unimep.br/biblioteca_digital/visualiza.php?cod=NTc5. Acesso em: 25 abr. 2020.

DIAS, S. M. R. C.; PATRUS, R.; MAGALHÃES, Y. T. Quem Ensina um Professor a ser orientador? Proposta de um Modelo de Orientação de Monografias, Dissertações e Teses. Administração: Ensino e Pesquisa, Rio de Janeiro, v. 12, n. 4, p. 697-721, out./dez. 2011. Disponível em: https://raep.emnuvens.com.br/raep/article/view/156. Acesso em: 26 nov. 2017.

FRAUCHES, C. C. Diretrizes curriculares para os cursos de graduação. Brasília: ABMES Editora, 2008.

FELDKERCHER, N. O trabalho dos professores orientadores de estágio em cursos de formação de professores. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 11, n. 4, p. 1799-1813, out./dez. 2016. e-ISSN 1982-5587. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/6032/6000. Acesso em: 22 nov. 2017.

KNOX, S. et al. A Qualitative Examination of Graduate Advising Relationships: The Advisor Perspective. The Counseling Psychologist, Nova Iorque, v. 34, n. 4, p. 489-518, jul. 2006. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/0011000006290249. Acesso em: 26 abr. 2020.

PETELENZ, B. Marie Skłodowska-Curie – on the shoulders of giants, thinking outside the box. Chemik, Varsóvia, v. 67, n. 8, p. 675-682, ago. 2013. Disponível em: https://journals.indexcopernicus.com/search/article?articleId=305087. Acesso em: 20 set. 2019.

PUNYANUNT-CARTER, N.; WRENCH, J. S. Advisor-Advisee Three: Graduate Students' Perceptions of Verbal Aggression, Credibility, and Conflict Styles in the Advising Relationship. Education, Mobile, v. 128, n. 4, p. 579-587, jun./ago. 2008.

QUADROS, A. L.; DUARTE, F. C. T.; BOTELHO, M. L. S. T. Projetos universidade-escola: analisando a visão de ensino dos professores supervisores a partir da inserção nesses projetos. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS, 10., 2015, Águas de Lindóia. Anais [...]. Águas de Lindóia, SP: ABRAPEC, 2015. Disponível em: https://docplayer.com.br/124672933-Projetos-universidade-escola-analisando-a-visao-de-ensino-dos-professores-supervisores-a-partir-da-insercao-nesses-projetos.html. Acesso em: 25 nov. 2017.

SKWARZEC, B. Marie Sklodowska-Curie (1867-1934)–her life and discoveries. Analytical and Bioanalytical Chemistry, Berlim, n. 400, p. 1547-1554, mar. 2011. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s00216-011-4771-3. Acesso em: 12 abr. 2019.

SOUZA, R. A.; MARTINELI, T. A. P. Considerações históricas sobre a influência de John Dewey no pensamento pedagógico brasileiro. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, n. 35, p. 160-172, set. 2009. ISSN 1676-2587. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8639620. Acesso em: 12 abr. 2020.

TRABATTONI, F. Platão. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2012. 342 p.

UMPLEBY, S. Reflexivity in Social Systems: The theories of George Soros. Systems Research and Behavioral Science, New Jersey, v. 24, n. 5, p. 521-522, nov. 2007. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/sres.852. Acesso em: 22 ago. 2019.

WINCH, P. G.; TERRAZZAN, E. A. Professores orientadores de Estágio Curricular: aspectos relativos à aprendizagem e à identificação com a atividade de orientação. Educação Unisinos, São Leopoldo, v. 15, n. 1, p. 51-60, jan./abr. 2011. Disponível em: http://revistas.unisinos.br/index.php/educacao/article/view/980. Acesso em 25 nov. 2017.

WIRTÉN, E. H. T. The Pasteurization of Marie Curie: A (meta)biographical experiment. Social Studies of Science, Thousand Oaks, v. 45, n. 4, p. 597-610, jun. 2015. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/0306312715589220. Acesso em: 30 set. 2019.

WOOLSTON, C. When labs go bad. Nature, Londres, v. 525, p. 413-415, set. 2015. Disponível em: https://www.nature.com/articles/nj7569-413a. Acesso em: 28 jun. 2020.

Publicado

01/03/2021

Como Citar

GARCIA, P. M. de P.; BONFIM, C. S.; GOMES, D. M. O(s) processo(s) de orientação: reflexões a partir de casos históricos e hipotéticos. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 16, n. esp.1, p. 850–865, 2021. DOI: 10.21723/riaee.v16iEsp.1.14919. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/14919. Acesso em: 11 maio. 2021.