O olhar dos gestores sobre as condições de trabalho docente no Programa Ensino Integral

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v18i00.16163

Palavras-chave:

Programa Ensino Integral, Gestão escolar, Trabalho docente

Resumo

A pesquisa, de caráter qualitativo, pretende analisar as condições do trabalho docente no Programa Ensino Integral (PEI), a partir da ótica da equipe de gestão escolar. A coleta de dados ocorreu com questionário e entrevista semiestruturada. A análise descritivo-interpretativa evidenciou aspectos positivos e fragilidades no programa, a saber: dedicação exclusiva possibilitada pelo RDPI e o acréscimo salarial por meio do GDPI; quanto às fragilidades: um possível caráter tecnicista, pressão pelo bom desempenho por meio das avaliações, ausência de um quadro de profissionais substitutos, aumento do número de aulas, diminuição do quadro docente, sobrecarga de trabalho e falta de ações de formação continuada. Apesar do PEI possuir aspectos que podem apontar para boas condições de trabalho e a promoção de uma “educação de boa qualidade”, o programa é fruto dos matizes das reformas neoliberalistas que se agravam e precarizam as condições de trabalho no passar dos anos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Portela Rinaldi, Universidade Estadual Paulista

Professora do Departamento de Educação. Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação. Livre-docente em Didática e Tecnologias Aplicadas à Educação (UNESP).

Renan Moreira Ulloffo, Universidade Estadual Paulista

Mestrando em Educação.

Referências

BALL, S. Sociologia das políticas educacionais e pesquisa crítico-social: Uma revisão pessoal das políticas educacionais e da pesquisa em política educacional. Currículo sem Fronteiras, v. 6, n. 2, p. 10-32, 2006. Disponível em: https://www.curriculosemfronteiras.org/vol6iss2articles/ball.pdf. Acesso em: 10 ago. 2022.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988.

BRASIL. Lei n. 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: MEC, 1996. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 07 fev. 2023.

BRASIL. Lei n. 13.005 de 25 de junho de 2014. Aprova o plano nacional de educação - PNE e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República, 2014. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm. Acesso em: 07 fev. 2023.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Relatório SAEB (ANEB e ANRESC) 2005 – 2015: Panorama da década. Brasília, DF: Inep, 2018. Disponível em: https://download.inep.gov.br/educacao_basica/saeb/2018/documentos/livro_saeb_2005_2015_completo.pdf. Acesso em: 10 ago. 2022.

DIAS, V. C. Programa de Ensino Integral Paulista: Problematizações sobre o trabalho docente. Educação Pesquisa, v. 44, e180303, 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ep/a/FGFSKCC83RqZnLJpk6YwC9y/abstract/?lang=pt#. Acesso em: 07 fev. 2023.

DUARTE, A. Produção acadêmica sobre trabalho docente na educação básica no Brasil: 1987-2007. Educar em Revista, n. esp. 1, p. 101-117, 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/j/er/a/PzrnWtybJwnKgcVvtthGXTJ/abstract/?lang=pt. Acesso em: 02 fev. 2023.

FERNANDES, D. C.; SILVA, C. A. S. Perfil do docente da educação básica no Brasil: Uma análise a partir dos dados da PNAD. In: OLIVEIRA, D. A.; VIEIRA, L. M. F. (org.). Trabalho na educação básica: A condição docente em sete estados brasileiros. Belo Horizonte: Fino Traço, 2012.

GATTI, B. A. Sucesso escolar. In: OLIVEIRA, D. A.; DUARTE, A. M. C.; VIEIRA, L. M. F. Dicionário: Trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação, 2010a.

GATTI, B. A. Formação de professores no Brasil: características e problemas. Educação e Sociedade, v. 31, n. 113, p. 1355-1379, 2010b. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/R5VNX8SpKjNmKPxxp4QMt9M/. Acesso em: 02 fev. 2023.

GATTI, B. A.; BARRETO, E. S. Professores do Brasil: Impasses e desafios. Brasília, DF: UNESCO, 2009.

GHEDIN, E. Professor reflexivo: Da alienação da técnica à autonomia da crítica. In: PIMENTA, S. G.; GHEDIN, E. (org.). Professor reflexivo no Brasil: Gênese e crítica de um conceito. São Paulo: Cortez, 2003.

GOUVEIA, A. B. Efetividade escolar. In: OLIVEIRA, D. A.; DUARTE, A. M. C.; VIEIRA, L. M. F. Dicionário: Trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação, 2010.

LIBÂNEO, J. C. O dualismo perverso da escola pública brasileira: A escola do conhecimento para os ricos, escola do acolhimento para os pobres. Educação e Pesquisa, v. 38, n. 1, p. 13-28, 2012. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ep/a/YkhJTPw545x8jwpGFsXT3Ct/abstract/?lang=pt. Acesso em: 02 fev. 2023.

LIBÂNEO, J. C. O sistema de organização e gestão da escola. In: LIBÂNEO, J. C. Organização e Gestão da Escola: Teoria e prática. 10. ed. Goiânia: Alternativa, 2018.

MINAYO. M. C. S. Ciência, técnica e arte: Desafio da Pesquisa Social. In: MINAYO, M. C. S. (org.). Pesquisa Social: Teoria método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

OLIVEIRA, D. A. A reestruturação do trabalho docente: Precarização e flexibilização. Educação e Sociedade. v. 25, n. 89, p. 1127-1144, 2004. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/NM7Gfq9ZpjpVcJnsSFdrM3F/abstract/?lang=pt. Acesso em: 02 fev. 2023.

OLIVEIRA, D. A. Regulação educativa na América Latina: Repercussões sobre a identidade dos trabalhadores docentes. Educação em Revista, v. 44. p. 209-227, 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/j/edur/a/PBxVTPKfBjQgNKH6GVn34ym/?lang=pt. Acesso em: 08 fev. 2023.

OLIVEIRA, D. A. Condições de trabalho docente. In: OLIVEIRA, D. A.; DUARTE, A. M. C.; VIEIRA, L. M. F. Dicionário: trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação, 2010.

PEREIRA JUNIOR, E. A. Condições de trabalho docente nas escolas de Educação Básica no Brasil: Uma análise quantitativa. 2017. 230 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2017. Disponível em: http://hdl.handle.net/1843/BUOS-AQQPSG. Acesso em: 07 fev. 2023.

RINALDI, R. P. Desenvolvimento profissional de formadores em exercício: Contribuições de um programa online. 2009. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2009. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/bitstream/handle/ufscar/2225/2701.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 07 fev. 2023.

RINALDI, R. P.; BROCANELLI, C. R.; MILITÃO, S. C. Política educacional brasileira: Implicações para o projeto educativo escolar. In: DOS SANTOS FILHO, J. C. (org.). Projeto Educativo Escolar. 1. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

RIOS, T. A. Compreender e ensinar: Por uma docência de melhor qualidade. São Paulo: Cortez, 2001.

SÃO PAULO. Diretrizes do programa de ensino integral. São Paulo: SEE, 2012.

SÃO PAULO. Caderno do Gestor: Ensino Integral. Modelo de gestão do Programa Ensino Integral. 1. ed. São Paulo: Secretaria de Educação, 2014a.

SÃO PAULO. Caderno do Gestor: Ensino Integral. Diretrizes do programa Ensino integral. 1. ed. São Paulo: Secretaria de Educação, 2014b.

SCHÖN, A. S. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÓVOA, A. (org.). Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1997.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: A pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

TUZZO, S. A.; BRAGA, C. F. O processo de triangulação da pesquisa qualitativa: A meta fenômeno como gênese. Rev. Pesquisa Qualitativa, v. 4, n. 5, p. 140-158, 2016. Disponível em: https://editora.sepq.org.br/rpq/article/view/38. Acesso em: 02 fev. 2023.

ULLOFFO, R. M.; RINALDI, R. P. Programa Ensino Integral: Percepção de gestores das escolas estaduais de Presidente Prudente - SP. Relatório de Pesquisa 3 (Licenciatura em Pedagogia) - Universidade Estadual Paulista, Fundação de Amparo à Pesquisa no estado de São Paulo (FAPESP), 2021.

Publicado

14/08/2023

Como Citar

RINALDI, R. P.; ULLOFFO, R. M. O olhar dos gestores sobre as condições de trabalho docente no Programa Ensino Integral. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 18, n. 00, p. e023052, 2023. DOI: 10.21723/riaee.v18i00.16163. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/16163. Acesso em: 20 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos teóricos

Artigos Semelhantes

1 2 3 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.